quarta-feira, 2 de julho de 2008

Humor

ATENÇÃO: NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA!!! VER FOTO!!



Ricardo no INTER !!!



Eu até fico doido, como é que estas coisas acontecem!!!!!! Inacreditável!!!


4 comentários:

EU... disse...

A IMPORTÂNCIA DA RECEITA

Numa pequena cidade do interior do CEARÁ, uma mulher entra em uma farmácia e fala ao farmacêutico:
- Por favor, quero comprar arsênico.
- Mas... não posso vender isso ASSIM! Qual é a finalidade?
- Matar meu marido!!
- Pra este fim... piorou... Não posso vender!!!
A mulher então abre a bolsa e tira uma foto do marido, na cama, comendo a mulher do farmacêutico.
- Ah bom!... COM RECEITA É OUTRA COISA.

Eu... disse...

MANUELA MOURA GUEDES E A MOTA

Certo dia a Manuela Moura Guedes chega à TVI com uma mota 1100 cc acabadinha de comprar.
Toda a equipa rodeia a mota para admirar o máquina.
Às 21h30, acaba o serviço e todos ficam a ver a Manuela a ir embora naquele fenómeno com motor.
No dia seguinte, a Manuela chega a TVI de táxi, com um braço ao peito, uma ligadura na cabeça e gesso numa perna.
Todos perguntam:
- Chi... Nelita, tu estás toda partida, como é que fizeste isso, pá?
E a Nelita explica:
- Ontem saí daqui no meu motão, meti a 1ª, fui até aos 40, meti a 2ª, fui até aos 60, meti a 3ª, fui até aos 100, quando eu ia meter a 4ª, o lábio de cima começou a tremer com o vento e tapou-me os olhos...

In Codessoso disse...

Três mulheres entram na maternidade, sendo uma delas cigana.
Nasce o filho da 1ª, o médico dá-lhe uma palmada no rabito e o bebé desata
chorar. Com a 2ª mulher, a situação é igual. Quando nasce o ciganito, em vez
de 1, a criança apanha 5 palmadas.
No dia seguinte, a cigana indignada pergunta ao médico:
- Sr Doutor, porque é que o Sr. aos outros bebés só deu 1 palmada e o meu
levou 5?!!!
- Minha senhora, se ele não me largasse o relógio ainda apanhava mais!!!"

Anónimo disse...

Que amor de casal

Um rapaz entrou num bar, numa pequena aldeia próximo da fronteira.
Vui apenas um senhor já de idade ao balcão e uma senhora bem velhinha na cozinha.
Se não se importa, podia servir-me um café?
Com certeza, meu jovem, disse o velhote, voltando-se na direcção da cozinha.
Amor da minha vida, traz um café ao rapaz.
Sem querer abusar, pode tarzer-me também uns pasteis de nata?
Pedeu o jovem.
É para já! respondeu o velhote, gritando novamente para a cozinha.
Razão da minha existência, traz uns pasteis ao jovem.
Impressionado com o atendimento, o rapaz sentiu-se à vontade e pedui tambem uma sandes.
Prontamente, replicou o senhor.
E novamente disse à velhota.
Meu docinho,traz tambem uma sandes ao jovem.
O rapaz, cheio de curiosidade, perguntou, em voz baixa:
O senhor é casado com esta senhora?
Sim, há cinquenta anos,respondeu o velhote todo sorrridente.
Ena pá, cinquenta anos!
E o senhor continua com todo esse amor e carinho para com a sua esposa.
Disse o rapaz emocionado.
É que há já dez anos que não me lembro do nome dela, sussurrou o velhote...