terça-feira, 31 de março de 2009

A polémica continua

Ainda a polémica do preservativo
Enquanto o Vaticano elabora uma reacção às declarações do bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro, promete empenhar-se para que a Igreja esteja actualizada em relação à sociedade do século XXI.
ENTRE TAMBÉM NO DEBATE
9:04 Terça-feira, 31 de Mar de 2009
Numa nota colocada no site da diocese, a propósito das declarações do Papa Bento XVI em África, D.Ilídio Leandro escreveu que, "quando a pessoa infectada não prescinde das relações e induz o(a) parceiro(a) (conhecedor ou não da doença) à relação, há obrigação moral de se prevenir e de não provocar a doença na outra pessoa", considerando que, neste caso, "o preservativo não somente é aconselhável como poderá ser eticamente obrigatório".
Segunda-feira, à entrada para um debate promovido pela Assembleia Municipal de Viseu sobre a violência doméstica, o bispo escusou-se a comentar a polémica e desvalorizou o facto de a sua posição já ter chegado ao Vaticano.
Citado pelo Diário de Notícias, o director da sala de imprensa do Vaticano, padre Federico Lombardi, afirmou, sobre o texto do bispo de Viseu, que "o assunto é muito delicado, pelo que os comentários terão de ser feitos pelas autoridades competentes, de um modo mais correcto, e na sede apropriada".
"O Vaticano está muito interessado é em mim, porque naturalmente somos uma família, como vocês todos. Agora que o Vaticano esteja interessado em me pôr uma multa...", afirmou D. Ilídio Leandro. "O que eu escrevi está legível, está disponível e, portanto, não tenho outra coisa a acrescentar àquilo que escrevi", sublinhou.
Durante o debate sobre violência doméstica e ao falar da necessidade do acesso das mulheres aos meios anticoncepcionais e ao planeamento familiar, Carlos Alberto Vieira, da associação Olho Vivo, saudou o bispo de Viseu pelo "passo em frente que deu". Lembrou que já o falecido bispo de Viseu D. António Monteiro tinha defendido "o uso do preservativo como mal menor entre dois males em caso de risco de sida" e destacou também a coragem do "bispo Torgal Ferreira quando disse que proibir o preservativo é condenar muita gente à morte" e a posição do coordenador nacional da Pastoral da Saúde, Vítor Feytor Pinto, sobre o acesso à educação sexual.
Neste âmbito, e considerando que "o ponto de partida está na Idade Média", Carlos Vieira questionou "se não serão ainda precisos muitos passos em frente para acompanhar a realidade". Em resposta, Ilídio Leandro disse respeitar muito a Idade Média "para as pessoas que viveram a Idade Média". Lembrou que aquela era "cumpriu uma missão espectacular", ainda que "com excepções", como foi o caso da Inquisição.
Por outro lado, afirmou respeitar "o século XXI para as pessoas que vivem hoje no século XXI". "Também no século XXI eu gostaria, e da minha parte farei tudo, para que a Igreja esteja também actualizada em ordem à relação com a pessoa humana e com a sociedade humana também à medida do século XXI", assegurou.
"É uma coisa que eu acredito que é possível e vamos todos - eu, leigos, padres da minha diocese - tentar", acrescentou.
*
in visão

segunda-feira, 30 de março de 2009

Nota à Comunicação Social

Domingos Névoa deve ser destituído de presidente da Braval
A notícia de que Domingos Névoa é o novo presidente da empresa intermunicipal “Braval”, eleito por unanimidade, não pode deixar de ser considerada como um prémio para este empresário, que se tornou conhecido do país pela tentativa de corrupção do vereador Sá Fernandes, pela qual foi condenado há pouco mais de um mês.
É revelador de total despudor e falta de vergonha que representantes do poder local democrático (Braga, Póvoa de Lanhoso, Amares, Vila Verde, Terras de Bouro e Vieira do Minho) tenham aceitado sem sobressalto o nome de Domingos Névoa, como se nada de anormal existisse no seu curriculum público.
Os accionistas da Braval parece terem levado à letra a sua missão de “valorização e tratamento de resíduos sólidos” e só assim pode compreender-se que pretendam reabilitar Domingos Névoa, que pela sua acção corruptora deveria merecer a censura daqueles que são eleitos pelo povo para gerirem a coisa pública.
O Bloco de Esquerda responsabiliza particularmente Mesquita Machado por fazer representar a Câmara Municipal de Braga (através da AGERE, onde detém participação maioritária) por um condenado em matéria directamente ligada com o poder local.
A Braval cheira mal e precisa de ser limpa, começando pela destituição do corruptor Domingos Névoa do cargo para que foi eleito. Em nome da transparência e da democracia.
Braga, 30 de Março de 2009O
Secretariado Distrital do Bloco de Esquerda

Nota à Comunicação Social

Bloco quer esclarecimentos sobre eficácia dos meios de combate aos incêndios
O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda requereu a presença, com carácter de urgência, do Secretário de Estado do Ambiente, do Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas e do Secretário de Estado da Protecção Civil na Comissão Parlamentar de Poder Local, Ambiente e Ordenamento do Território, a propósito dos vários incêndios florestais de dimensão assinalável que se têm registado no mês de Março.
De acordo com dados da Autoridade Nacional da Protecção Civil, têm-se registado uma média superior a 100 ocorrências por dia. As estatísticas actuais aproximam-se perigosamente das de 2005, quando o país viveu um dos piores anos de sempre, e não auguram boas perspectivas para o próximo Verão. Especialmente graves foram os incêndios que deflagraram em áreas protegidas.
Esta situação excepcional, não pode apenas ser justificada com as condições climatéricas excepcionais, conjugadas com a prática de queimadas indevidas e a presença de mão criminosa. Para este número anormal de ocorrências também contribuiu a falta de prevenção e o Bloco não pode deixar de salientar que esta realidade é resultado de uma política de concentração das áreas protegidas com poucos meios técnicos e humanos, assim como a descoordenação dos meios de combate ao fogo, nomeadamente o facto de se estar numa fase de menor mobilização de meios. Assim, o Bloco julga ser urgente ouvir os referidos responsáveis governamentais sobre este assunto, nomeadamente sobre que medidas adicionais serão adoptadas pelo Governo para controlar a actual situação dos incêndios.
O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda

sexta-feira, 27 de março de 2009

Recortes - comunicação social

Comboios
Refer encerra linhas do Corgo e do Tâmega sem aviso prévio aos utentes do serviço
25.03.2009 - 07h52 Carlos Cipriano
As linhas do Corgo (Régua a Vila Real) e do Tâmega (Livração a Amarante) estão encerradas "por tempo indeterminado" desde ontem à noite, numa ordem dada em cima da hora pela administração da Refer que, em segredo, acordou com a CP um serviço de substituição rodoviário. O motivo oficial é a reabilitação daquelas linhas, mas a empresa não tem qualquer calendarização para iniciar os trabalhos, não dispõe dos projectos para tal e não abriu qualquer concurso público.
Ontem à noite, o maquinista da automotora que costuma ficar na estação de Vila Real recebeu ordens para a trazer de volta à Régua antes da meia-noite, numa operação que faz recordar a forma como há 16 anos encerrou a linha do Tua (entre Mirandela e Bragança) com as composições a regressarem vazias durante a noite para evitar a contestação das populações.O PÚBLICO apurou que a Refer e a CP preparavam esta operação há já alguns meses, mas decidiram não a divulgar, preferindo fazê-lo em cima da hora.
Ontem, às 21h, os sites das duas empresas não traziam ainda qualquer informação sobre esta suspensão. A ordem apanhou de surpresa os ferroviários da estação da Régua e da Livração que, subitamente, ficaram a saber que hoje já não haveria comboios para Vila Real e Amarante. Para a CP, que também omitiu estas alterações aos seus clientes, esta situação é vantajosa visto que o serviço é deficitário e poupa agora no combustível e no desgaste das composições, com a vantagem de ser a Refer a pagar os autocarros de substituição.Ao contrário da linha da Figueira da Foz a Cantanhede e Pampilhosa, que encerrou no início do ano na sequência de um relatório que pôs em causa a segurança da circulação, neste caso aquelas duas linhas de via estreita não aparentavam nenhum risco especial nem houve nenhum incidente que estivesse na origem da decisão.
A linha do Corgo liga a Régua a Vila Real num cenário pitoresco através dos socalcos típicos do Douro. A velocidade raramente ultrapassa os 40km/hora, mas as automotoras que nela circulam são um ex-libris do turismo da região que é Património da Humanidade. O serviço alternativo em autocarro não será mais rápido devido às estradas igualmente sinuosas e terá menos passageiros dada a perda da componente de lazer.Nesta linha circulavam cinco comboios/dia em cada sentido que ligavam os 26kms entre as duas cidades em 53 minutos.
No Tâmega, os 13kms de via estreita eram percorridos em meia hora com uma frequência de oito composições/dia. Num espaço de um ano a Refer "encerrou temporariamente" 134kms de linhas férreas: 42kms no Tua na sequência de um acidente, 53kms entre Pampilhosa e Figueira da Foz por razões de segurança, 45kms entre Guarda e Covilhã para efectuar obras e agora os 13 e 26kms que restavam do Tâmega e do Corgo, também por alegadas razões de segurança.
Desta lista, porém, apenas decorrem obras entre a Guarda e Covilhã, estando a circulação ferroviária suspensa nas restantes sem que, por parte da Refer, haja qualquer comprometimento com datas para obras e reabertura das linhas.O investimento ferroviário em Portugal tem caído nos últimos anos, passando de 426 milhões de euros em 2005 para 307 no ano seguinte e 264 em 2007. No ano passado foram gastos na ferrovia apenas 250 milhões de euros.
*
in jornalopúblico

Utilidades

Taxa Multibanco BPN já começou a cobrar ATENÇÃO Taxa Multibanco BPN (já começou a cobrar) Levantamento em multibanco
Atenção!!!
Quando forem levantar dinheiro ao multibanco NÃO LEVANTEM SE O MULTIBANCO FOR DO BPN.
Eles cobram uma comissão por cada levantamento, isto porque não têm protocolo com a SIBS, é considerado cash-advance, tal como quando se levanta dinheiro a crédito.
Toca a divulgar, o BPN tem quase 100 terminais Multibanco.
Ver notícias em:

quinta-feira, 26 de março de 2009

Insólito - desporto

Argentina: árbitro expulsa uma equipa inteira
Aconteceu na cidade de Bolívar, província de Buenos Aires. A equipa da casa, o Barracas Bolívar, vencia o Lamadrid por 3-0, com quinze minutos cumpridos na segunda parte. É então que se instala a confusão na bancada, entre adeptos locais e jogadores da equipa de juvenis dos visitantes. Quando se aperceberam da confusão, os jogadores do Lamadrid decidiram ir ajudar os jovens do clube. Numa fase inicial ficaram apenas junto à rede, do lado do relvado, mas depois decidiram seguir para a bancada. A confusão aumentou ainda mais, e o árbitro da partida decidiu que não havia condições para prosseguir o encontro. Mas não ficou por aí. No relatório, Lucas di Bastiano decretou ordem de expulsão para os dezoito jogadores da equipa visitante, inscritos na ficha de jogo. No próximo jogo do Lamadrid, o técnico lá terá de recorrer aos jogadores que não tinham sido convocados para o jogo em Bolívar, e também a alguns juniores. Veja o vídeo * in mais futebol

Só visto

Padre em Lisboa recusa baptizar crianças com nome «Lucílio»
O anúncio aconteceu na missa dominical das 12.30 horas, na Igreja do Rato, em Lisboa. O padre João José Marques Eleutério, fervoroso adepto sportinguista, não calou a revolta pela derrota do Sporting no dia anterior para a Taça da Liga. Sobretudo pela forma como aconteceu. Por isso fez questão de o dizer durante a homilia.
«Aproveito para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço tenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos dos serviços de uma paróquia vizinha», garantiu o pároco na missa, manifestando-se «incomodado» com a arbitragem de Lucílio Baptista.
Em declarações à Agência Lusa, o padre garante que nenhuma criança de nome Lucílio ficará por baptizar. «Se não for eu, será outro sacerdote», disse, referindo que a parte de enviar os meninos Lucílio para outra paróquia «foi uma brincadeira». «Os paroquianos sabem que eu gosto do Sporting e gosto de fazer piadas.»
Por isso admite que sim, que falou da perda da Taça da Liga para o Benfica e que mostrou alguma indignação. «É verdade que sou sportinguista desde sempre e que falei, durante a missa, do resultado vergonhoso. Custa muito perder da maneira que perdemos frente ao Benfica. Vai ficar sempre a suspeita de que o árbitro não foi correcto», disse. * in mais futebol

quarta-feira, 25 de março de 2009

Personalidades de Portugal e do Mundo

MARIA LAMASMaria da Conceição Vassalo e Silva da Cunha Lamas(1893-1983) Escritora e interveniente política portuguesa. Mulher de personalidade admirável, oriunda de uma família burguesa de Torres Novas, ali estudou até aos dez anos. Aprendeu línguas o que lhe viria a ser útil mais tarde, quando teve de ganhar a vida com traduções. Traduziu mais tarde "Memórias de Adriano", de Marguerite Yourcenar, que conheceria em Paris. Casou nova e aos 25 anos já tinha duas filhas. Viveu em Luanda e quando o casamento naufragou divorciou-se e quis ser ela a assegurar a educação das filhas. Começa a escrever para os jornais Correio da Manhã e Época, mais tarde para O Século, A Capital e o Diário de Lisboa.
Casou, em 1921, com Alfredo da Cunha Lamas, e foi mãe mais uma vez. Em 1928 passou a dirigir o suplemento Modas & Bordados do jornal O Século, dando-lhe uma feição diferente. Um jornal que dava prejuízo passou a dar lucro, tal a importância da sua colaboração. Era preciso chegar às mulheres trabalhadoras pouco esclarecidas quanto aos seus direitos. A sua colaboração no "Correio da Joaninha" passou a ser um diálogo educativo com as leitoras. Ligou-se ao MUD (Movimento de Unidade Democrática) e depois ao Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas, onde desenvolveu intensa actividade política e cultural. Presa, pela primeira vez, por motivos políticos, em 1949 sofreu imenso na prisão, porque a PIDE a colocou numa prisão incomunicável durante quatro meses. Esteve muito doente.
Depois de várias prisões viu-se forçada ao exílio. A sua actividade como escritora é intensa e diversificada. Escreveu contos infantis, estudos na área da mitologia, porém o seu livro mais importante, fruto de dois anos de viagens por todo o país é «As Mulheres do Meu País», uma obra de referência, onde colaboraram com ilustrações os mais famosos intelectuais do tempo, editado em 1950. Seguem-se «A Mulher no Mundo», 1952 e «O Mundo dos Deuses e dos Heróis», 1961.Esteve exilada por diversas vezes, entre 1953 e 1962. Passados sete anos regressou do exílio. Tinha 76 anos e ainda a mesma esperança de melhores dias para Portugal.
Viveu o 25 de Abril de 1974 com enorme alegria. Foram-lhe atribuídas duas das mais honrosas condecorações portuguesas, a de Oficial da Ordem de Santiago da Espada e a da Ordem da Liberdade. Faleceu com 90 anos, em Dezembro de 1983. A cidade de Torres Novas relembra-a numa pequena intervenção escultórica. A jornalista Maria Antónia Fiadeiro dedicou-lhe um estudo monográfico.
*
In leme

terça-feira, 24 de março de 2009

Nota à Comunicação Social

O Grupo de Trabalho Autárquico do Bloco de Esquerda recebeu com surpresa o anúncio pela Juventude Socialista de que a Câmara Municipal de Braga prepara para breve uma intervenção no complexo das Sete Fontes.Conhecido que é o desprezo votado pela autarquia ao património natural e construído das Sete Fontes, os bloquistas de Braga não podem deixar de manifestar a mais profunda preocupação com este anúncio, vindo de inusitados porta-vozes, numa altura em que são conhecidas novas pressões construtivas sobre a envolvente, a coberto da edificação do hospital e suas acessibilidades.Este anúncio reforça a convicção de que a CMB sempre considerou as Sete Fontes um incómodo para a sua política de permitir a construção a esmo, conforme se comprovou há bem pouco com o projecto urbanístico divulgado para a zona pelo ISAVE / Colégio das Sete Fontes, perante a indiferença do executivo municipal.
O Bloco de Esquerda defende as Sete Fontes como uma das áreas intocáveis do património do concelho e exige da Câmara que torne de imediato públicas as suas reais intenções, em lugar de trabalhar no segredo dos gabinetes para apresentar inopinadamente factos consumados, como é seu infeliz timbre, com os fatais resultados a que os bracarenses vêm assistindo.
Do que se trata em relação às Sete Fontes não é apenas de conservar o património, mas também de possibilitar o seu usufruto pelos cidadãos, num espaço ecologicamente equilibrado e em que o edificado deve reduzir-se ao mínimo essencial para apoio aos visitantes.Se necessário, o Bloco de Esquerda de Braga voltará a juntar-se a todos quantos se manifestaram há escassas semanas em defesa das Sete Fontes, em coerência com o que temos defendido na Assembleia Municipal de Braga e também na Assembleia de Freguesia de S. Victor.
Porque a memória da cidade e do concelho não é propriedade de qualquer maioria que se pretende despoticamente esclarecida, mas que revela a mais profunda tacanhez na sua obsessão pelo cimento. Basta de Mesquita “o Construtor”!
Bloco de Esquerda - Grupo de Trabalho Autárquico de Braga

segunda-feira, 23 de março de 2009

Taça Municipal Seniores + Celorico de Basto

II EDIÇÃO DA TAÇA SENIORES +
7ª Jornada, 22 de Março 2009, 10.30 horas.
G.D. Agilde 0 G.D. Codessoso 2
Regresso às Vitorias…
A equipa do GDC regressou as vitorias depois de ter perdido duas vezes consecutivas, foi um jogo em que dominou do principio ao fim e mostrou alguma frescura física, inaugurou o marcador logo no inicio da 1ª parte por intermédio de João, que aproveitou um ressalto e á boca da baliza abriu o activo, o GDC jogou sempre de traz para a frente e assentou o seu jogo numa defesa estruturada e que troca bem a bola e depois lançou contra-ataques perigosos, bem apoiados e que mantiveram sempre o adversário em sentido, a meio da 1ª parte ficou um penalti por marcar, um defesa do Agílde derrubou por trás dentro da sua área um atleta do GDC, o arbitro mesmo em cima do lance nada marcou, até final do 1º tempo assistiu-se a um jogo de parada e resposta, mas o GDC sempre com pendor mais atacante e a controlar bem os acontecimentos e as investidas do adversário, ao intervalo o resultado era de 0-1.
Na 2ª parte assistiu-se a um GDC mais dominador e a crer ampliar a vantagem, teve algumas oportunidades para o fazer, mas a pontaria estava ligeiramente mal afinada, mas Cassiano viria a marcar o golo da tranquilidade de penalti, a punir uma rasteira a um atleta do GDC dentro da área adversária, o Agílde mostrou alguma maldade em lances em que a bola já lá não estava, mas isso não intimidou o adversário que jogou sempre com grande personalidade e atitude, aproveitando ainda os últimos minutos para rodar todos os atletas que estavam presentes neste jogo, a vitoria nunca esteve em causa e só peca por escassa, de salientar também o fair-play e camaradagem que os jogadores do GDC demonstram, isso sim devia ser exemplo para algumas equipas.
Texto: F. Machado

Campeonato Distrital de Futsal Vila Real

23ª Jornada - 21 de Março 2009, 17.00 horas.
Pavilhão Gimnodesportivo de Mondim de Basto
Assistiram ao Jogo cerca de 200 espectadores.
Futsal Mondim de Basto 5 Hóquei Flaviense 1
Futsal Mondim: Brioso, Chumbadinha (2 golos), Kukes, Nuno (1 golo), Miguel Ângelo (1 golo), Toni, Litos, Luís (1 golo), Gijo, Victor. Treinador: Cassiano.
Hoquei Flaviense: Luís, Mário, Ricardo France, Tiago, Tiago Caldas, Toyota, Acácio Nelson (1 golo), Ricardo. Treinador: Fernando
Intervalo: 1 - 1
Líder resolve na segunda parte…
O Lider deste campeonato apresentou-se no encontro sem dois atletas importantes na equipa, um por lesão outro por castigo não puderam dar o contributo á equipa que entrou no jogo muito apática e a praticar um futsal muito previsível e pouco objectivo, o visitante resguardou-se na sua defesa o mais que podia e tentou lançar alguns contra-ataques para surpreender o adversário, e foi numa dessas jogadas de contra-ataque que surgiu o golo, numa jogada toda ela consentida pela equipa da casa que deixou os adversários soltos e estes aproveitaram para trocar a bola e finalizar á boca da baliza, até final do primeiro tempo assistiu-se a um jogo pachorrento e que deu alguma sonolência aos espectadores, que só acordaram com o golo do empate do Mondim já perto do final, que veio repor a justiça no encontro, esperava-se mais para o segundo tempo, isto é, vontade de jogar e golos, o publico afecto á equipa da casa está habituado a ver muito mais.
Na 2ª parte o treinador do Mondim fez algumas mexidas e alterações na forma de jogar e de imediato esta medida sortiu efeito, mais velocidade e mais ambição foram os tónicos principais, os jovens da terra que foram lançados no jogo estiveram em grande plano e contribuíram de forma decisiva para a reviravolta, o resultado final de 5-1 só peca por escasso, tantas foram as oportunidades flagrantes desperdiçadas, o Hóquei desapareceu por completo do jogo e esteve mal em todos os sectores, foi uma equipa perdida em campo, a certa altura nem sabia se devia defender ou atacar, quebrou fisicamente e isso foi-lhe fatal.
O Líder mostrou que tem outras soluções na equipa e foi essa a solução para a vitória, aproxima-se o final do campeonato e a subida é um dado quase adquirido.
Melhor em Campo: Luís, o miúdo que entrou e mexeu no jogo, marcou e deu a marcar, esteve em grande e mostrou garra e vontade de vencer.
Arbitragem: Foi regular, mas no aspecto técnico esteve menos bem, deixou jogar em demasia, no futsal o contacto físico é falta e estes senhores sabem isso, porque não se limitam a aplicar as regras?
Texto: F. Machado

sexta-feira, 20 de março de 2009

Informação - desporto

Adepto mata jogador adversário que poderia empatar jogo
Um adepto iraquiano matou domingo a tiro um futebolista da equipa adversária, numa altura em que se preparava para marcar golo.
Um adepto iraquiano matou domingo a tiro um futebolista da equipa adversária, numa altura em que este estava isolado frente ao guarda-redes e tinha a possibilidade de marcar um golo que empataria o desafio. Muthanna Khalid, responsável da polícia iraquiana, revelou que quando um jogador da equipa amadora de Buhairat estava isolado frente ao guarda-redes, durante um jogo de amadores em Hillah, um adepto da equipa de Sinjar atingiu-o com um tiro na cabeça, quando faltava um minuto para o jogo terminar. A fonte policial indicou que o espectador foi detido. Com o aumento da segurança, há mais iraquianos a voltarem-se para os eventos desportivos, que são alvo de fortes medidas de segurança nos principais jogos em Bagdad, mas esta é mais fraca em jogos amadores e em cidades mais pequenas. * in msg

Curiosidades - desporto

Só para cultura geral...
O Benfica acabou de ser retirado da página dos clubes históricos da FIFA, onde estava desde os anos 60!
É um dos momentos mais tristes na história do clube, porque durante muitos anos representou de forma digne e honrosa Portugal por esse mundo fora.
O Benfica continua a ser um dos clubes mais conhecidos do mundo, com maior número de sócios, mas devido à politica desportiva desastrosa das últimas duas décadas, tem andado arredado dos titulos nacionais e das competições europeias a que esta época desportiva não é alheia.
Que esta situação sirva de reflexão para os actuais corpos gerentes, pois devem ter a consciência, que dirigem um clube que tem sempre que jogar para ganhar, pois esperam títulos desportivos os milhões de sócios e milhões de simpatizantes.
Vejam:

Nota à Comunicação Social

Reunião do MMS no Porto
Irá ser realizada uma reunião no Porto dia 27 de Março pelas 19 horas na Cervejaria Diu.
Está aberta a participação de todos os interessados e apoiantes pelo que deverão entrar em contacto para o email portomms@gmail.com ou para o número 91 411 57 43 (Nuno Cravino) para algum esclarecimento.
Os temas a debater serão os seguintes:
• Breve apresentação do movimento a todos aqueles que não conhecem ainda o MMS.
• Posições sobre temas da actualidade de interesse social e político para o país. • Acções de Rua a realizar. • Outras formas de divulgação do Movimento
Outros assuntos poderão ser tratados pelo que será analisado na altura se devem ou não ser incluídos.
*
*
* Caros militantes e simpatizantes do MMS,
Temos recebido, ao longo dos últimos dias, inúmeros apelos por parte dos militantes e simpatizantes do nosso Partido acerca da vontade efectiva de participar no I Congresso, não o podendo fazer apenas pela questão financeira.
Conscientes da fase particularmente difícil que se vive no País, optamos, então, por abrir as inscrições ao Congresso de forma gratuita, não estando, pois, incluído qualquer serviço de refeição.
Não deixe de consultar o nosso blog em www.mmsaveiro.blogspot.com
Os nossos cumprimentos.
Francisco Gomes de Oliveira MMS: Civismo, Justiça e Prosperidade francisco.oliveira@mudarportugal.pt Rua Castilho nº5 1ª S/Loja 1250-066 Lisboa T 309809968/70

quinta-feira, 19 de março de 2009

Dia do pai

História do Dia do PAI
Tudo começou em 1909, quando Sonora Louise Smart Dodd, de Spokane, Washinton, teve a ideia de escolher um dia especial para homenagear os pais, depois de ouvir um sermão no Dia da Mãe.Sonora Dodd queria homenagear o seu pai, William Jackson Smart, um veterano da Guerra Civil. Depois da morte da sua mulher, em 1898, o Sr. Smart passou a cuidar sozinho dos seis filhos do casal numa quinta no leste de Washington.Já adulta, Sonora Dodd compreendeu a força e a generosidade demonstradas pelo seu pai ao criar os filhos sozinho. Com o apoio da Associação Ministerial de Spokane e da Associação de Jovens Cristãos, redigiu uma petição em que recomendava a aceitação de um Dia Internacional do Pai.Graças aos esforços da Sra. Dodd, o primeiro Dia do Pai foi celebrado a 19 de Junho de 1910, em Spokane. Aproximadamente ao mesmo tempo, em vários locais por toda a América começava a comemorar-se um Dia do Pai e em 1924 o Presidente Calvin Coolidge apoiou publicamente a ideia de um Dia do Pai a nível nacional.Finalmente, em 1966, o Presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial, em que decretava o terceiro Domingo de Junho como o Dia do Pai. Em 1972, o Presidente Richard Nixon introduziu o Dia do Pai na lei.A partir desta data, passou a homenagear-se não só o pai, mas todos os homens que representam a figura paterna, como o avô, o padrasto ou o tio.Dia do Pai no MundoEm Portugal (assim como na Itália) o dia escolhido para homenagear os Pais é o dia 19 de Março que é também o Dia de S. José.Na África do Sul, Brasil e Austrália, festeja-se o Dia do Pai no segundo Domingo de Setembro, mas não é nada tradicional.
Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais, esse dia é celebrado na mesma data que Jesus Cristo ressuscitou; os festejos compreendem acções como fazer piqueniques e passear com os filhos. Na Argentina é festejado no terceiro Domingo de Setembro, neste dia as famílias juntam-se e praticam várias actividades de lazer.No Canadá é festejado no dia 17 de Junho, é uma data mais voltada para o consumismo, não havendo preocupação em juntar as famílias.Na Grécia é uma comemoração muito recente e surgiu por existir o Dia da Mãe, e é comemorado no dia 21 de Junho.Na Rússia não existe a denominação Dia do Pai, comemoram o seu dia no dia 23 de Fevereiro e chamam-lhe o Dia defensor da Pátria. * in apenas coisas escritas

terça-feira, 17 de março de 2009

Campeonato Distrital de Futsal Vila Real

22ª Jornada - 14 de Março 2009, 17.00 horas.
Pavilhão Gimnodesportivo de Mondim de Basto
Assistiram ao Jogo cerca de 150 espectadores.
Futsal Mondim de Basto 7 Casa SLB Vila Pouca Aguiar 5
Futsal Mondim: Brioso, Chumbadinha (2 golos), Kukes (1 golo), Nuno, Miguel Ângelo (2 golos), Ruben (1 golo), Toni, Litos, Luís (1 golo), Gijo, Victor. Treinador: Cassiano.
Casa SLB Vila P. Aguiar: Manuel, Nuno Lourenço, Hugo Pinto, Pedro, Stéphane, Vítor Lourenço, Carvalho, Guedes, Alves, Rodrigues, Carlos Pereira, Apolinário. Intervalo: 3 - 0
Complicar o que estava fácil…
Jogo entre duas equipas que ocupam os lugares cimeiros da classificação, o Mondim como líder e a jogar no seu reduto entrou no jogo como é habitual, mostrando superioridade em todos os aspectos, mas com muita calma e á espera do erro do adversário para se adiantar no marcador e depois controlar o jogo, mais uma vez foi isso que aconteceu, depois de abrir a muralha defensiva do visitante aos 12 minutos com um livre de Ruben, a equipa da casa viria a marcar por mais duas vezes até ao final da 1ª parte, o líder foi sempre a equipa mais esclarecedora e controlou sempre o jogo a seu belo prazer, o conjunto de Vila Pouca mostrou-se muito defensivo e tentou ao máximo guardar o seu ultimo reduto, o seu jogo passou exclusivamente pela defesa.
Na 2ª parte o jogo teve duas partes distintas, nos primeiros dez minutos o Mondim manteve-se igual a si próprio e facilmente chegou aos 6-1, o visitante reduziu a vantagem quando a equipa da casa já vencia por 5-0, neste período o Mondim foi uma equipa homogénea e mostrou a grande experiencia que a caracteriza, facilmente chegou a um resultado confortável e nem precisou de acelerar o seu jogo, nos últimos dez minutos com a equipa visitada em clara descompressão, fez ainda rodar vários jogadores menos utilizados e com o jogo praticamente ganho e os níveis de motivação muito baixos, menosprezou o adversário e acabou por pagar caro essa atitude, sofrendo na parte final quatro golos de rompante e quase a papel químico, a Casa do SLB de Vila Pouca nunca virou a cara á luta e tentou mudar o rumo dos acontecimentos, mas já era tarde demais para o fazer. O Mondim complicou o que estava fácil, mas mesmo assim controlou sempre o encontro e a vitória nunca esteve em causa.
Melhor em Campo: Não houve ninguém em destaque.
Arbitragem: Foi regular, mas ficou manchada pela má decisão na amostragem do cartão vermelho directo e consequente expulsão de um jogador de cada equipa, por apenas pequenos arrufos pois não houve qualquer tipo de agressão de parte a parte.
* Texto: F. Machado

segunda-feira, 16 de março de 2009

Recortes - comunicação social

Maioria PS chumbou proposta
A maioria socialista chumbou o projecto do partido "Os Verdes" (PEV), que propunha a classificação da Linha do Tua como património de interesse nacional, contra os votos favoráveis do PEV, PCP e BE e abstenção do PSD e CDS-PP. Na apresentação do projecto do PEV, na passada quinta-feira, o Partido Socialista (PS) acusou o partido ecologista de querer impedir a construção da barragem da Foz do Tua.
O deputado socialista, eleito por Bragança, Mota Andrade, afirmou que a proposta de resolução tinha a intenção de ser “mais uma impossibilidade à construção da barragem da Foz do Tua, apoiada pelas populações e pela maioria das autarquias”. Na apresentação da proposta, o deputado ecologista, Francisco Madeira Lopes, justificou a classificação da linha com a “perda colectiva irreversível” que significaria o seu afundamento pelas águas da barragem projectada para a foz do rio Tua.
O Partido Social Democrata (PSD) considerou que a proposta é “prematura” antes de apuradas as responsabilidades dos acidentes. O deputado social-democrata, Santos Pereira, aproveitou o debate para anunciar que o PSD vai pedir a presença do ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações no Parlamento para esclarecer “responsabilidades e motivos” dos acidentes ocorridos nos últimos meses na linha.
Pelo CDS-PP, Abel Baptista, afirmou que a linha do Tua “precisa é de obras, não de classificação” de maneira a ser “posta em boas condições de transporte”, alegando que a classificação poderia ser “mais uma razão para o governo não fazer obras”. Agostinho Lopes, do Partido Comunista (PCP), apoiou a proposta, enumerando iniciativas de encerramento de troços ferroviários desde o tempo da ditadura passando pelos sucessivos governos do PS e PSD. Finalmente, Helena Pinto, do Bloco de Esquerda, defendeu que o Governo “não dá resposta” a uma obra “com 120 anos de história”, que “não tem paralelo no país”, advogando mais investimentos na linha. * in mensageiro

Sinais da crise

Mais 32 mil beneficiários de subsídio em cinco anos
Portoé distritocom mais ajudas: 116 mil beneficiários no final de 2008.
Seguem-se Lisboa e Braga.
Nosúltimos cinco anos, o número de beneficiários doRendimento Socialde Inserção subiu de 317,8 mil em Fevereiro de 2004 para 350,5 mil no mês passado. Apesar de os valores terem oscilado entre subidas e descidas ao longo deste período, a verdade é que desde 2004 até este ano se registou umaumento de beneficiários superior a 32,7mil (10,3%). Só este ano, cerca de três mil famílias portuguesas engrossaram os números de pessoas que beneficiam desta ajuda estatal, avançou à Lusa o presidente do Instituto de Segurança Social. Segundo Edmundo Martinho, contrariando umatendência de estabilização dos números,registou-se uma ligeira subida em Janeiro e Fevereiro com mais oito mil beneficiários, o que corresponde a cerca de 3 mil famílias. Já no que diz respeito aos beneficiários com lançamento, ou seja, aqueles que têm processos aprovados,mas que ainda estão na fase Nosúltimos cinco anos, o número de beneficiários do Rendimento Socialde Inserção subiu de 317,8 mil em Fevereiro de 2004 para 350,5 mil no mês passado. Apesar de os valores terem oscilado entre subidas e descidas ao longo deste período, a verdade é que desde 2004 até este ano se registou um de processamento do subsídio, os dados revelam que emDezembro de 2008 havia 352 915 pessoas nestas condições e que em Fevereiro de 2009 esse número elevou- se para os 360 294 beneficiários.
O valormédio da prestação atribuída a situações de pobreza extrema, por beneficiário, é de 91,94 euros.
RENDIMENTODE INSERÇÃO No mês passado,mais de 350 mil portugueses beneficiavam desta ajuda, mais 10,3% que os 317 mil de 2004 * in destak

sábado, 14 de março de 2009

Nota à Comunicação Social

Camélias em destaque em Celorico de Basto
Celorico de Basto recebe esta semana a sexta edição da Festa Internacional das Camélias. Organizada pela Qualidade de Basto, EEM, em parceria com a Câmara Municipal de Celorico de Basto, esta festa envolve um conjunto de actividades direccionadas para a flor camélia que proporciona a todos os visitantes um fim-de-semana voltado para o património natural.
A festa tem início sexta-feira, dia 13, com dois workshops, sendo a parte da manhã direccionada para As Camélias dinamizadoras de empreendedorismo, tendo como oradores convidados Margarida Gomes, Coordenadora da Probasto, Carlos Oliveira, do Instituto de Emprego e Formação Profissional, e ainda Isabel Teixeira, produtora de produtos derivados de camélias. Na parte da tarde vai ser abordado O Produto Turístico: Camélias de Basto, por Catarina Mota, Técnica Superior de Turismo, e Isabel Vieira e Didiana Branco, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, do Instituto Politécnico de Viseu. No sábado, por sua vez, tem lugar a Exposição, Concurso e Mercado de Camélias que conta com a participação de trinta expositores, que vão apresentar ao público as mais variadas espécies de camélias, arranjos florais artísticos elaborados com a flor anfitriã, e ainda produtos derivados desta flor, como pétalas de camélias glaciadas, geleia de camélias, biscoitos com camélias, e lenços de namorados direccionados para os amantes desta flor. Ainda no mercado podem ser adquiridos inúmeros exemplares de cameleiras, apresentados pelos hortos presentes.
Durante a tarde de sábado tem ainda lugar a Tertúlia das Camélias, espaço dedicado à conversa moderado pelo Professor Fernando Mangas Catarino, e que conta com a presença de Isaura Allen, da Quinta de Villar d’Allen no Porto, e Manuel Sousa, Arquitecto Paisagista. No último dia de festa, tem lugar a Visita Guiada aos Jardins de Camélias, momento este que permite apreciar a beleza de vários jardins de Celorico de Basto, cuja topiária adoptada lhes confere características únicas. Fazem parte do percurso da visita o Jardim da Casa do Prado, Jardim da Casa do Outeiro, Jardim da Casa de Mosqueiros, Jardim da Casa do Campo, Jardim da Casa da Cruz, Jardim do Solar do Souto e o Jardim da Casa da Gandarela.
A encerrar este certame teremos a actuação do Grupo Coral da Justiça do Porto.
Com a duração de três dias, a Festa Internacional das Camélias assume-se já como um evento de referência, contando com centenas de visitantes, oriundos de vários pontos do país e do estrangeiro.
* Celorico de Basto, 11 de Março de 2009

Em bom português!

Tautologia – Vícios da língua portuguesa
Sabe que é tautologia?
É o termo usado para definir um dos vícios de linguagem. Consiste na repetição de uma ideia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido. São as “armadilhas” da língua portuguesa…
O exemplo clássico é o famoso ’subir para cima’ ou o ‘descer para baixo’.
Mas há outros, como pode ver na lista a seguir:
- elo "de ligação"
- acabamento "final"
- certeza "absoluta"
- quantia exata- nos dias 8, 9 e 10, "inclusive"
- juntamente "com"
- expressamente "proibido"
- em duas metades "iguais"
- sintomas "indicativos"
- há anos "atrás"
- vereador "da cidade"
- outra "alternativa"
- detalhes "minuciosos"
- anexo "junto à carta"
- de sua livre "escolha"
- superávit "positivo"
- todos "foram unânimes"
- conviver "junto"
- encarar "de frente"
- multidão "de pessoas"
- amanhecer "o dia"
- criação "nova"
- retornar "de novo"
- empréstimo "temporário"
- surpresa "inesperada"
- escolha "opcional"
- abertura "inaugural"
- continua "a permanecer"
- a última "versão definitiva"
- possivelmente "poderá ocorrer"
- comparecer "em pessoa"
- gritar "bem alto"
- propriedade "característica"
- demasiadamente "excessivo"
- a seu critério "pessoal"
- exceder "em muito"
Note que todas essas repetições são dispensáveis.
Por exemplo, ’surpresa inesperada’.
Existe alguma surpresa esperada?
É óbvio que não.Devemos evitar o uso das repetições desnecessárias. Fique atento às expressões que utiliza no seu dia-a-dia.
Verifique se não está caindo nesta armadilha * blog EAD

SMS

Nova droga
MUITO IMPORTANTE REENCAMINHAR
Ler com MUITA ATENÇÃO !!!!!!!
É mesmo importante Que leiam isto e que passem aos vossos conhecidos!!!∙
Aviso importante da Reitoria da Universidade do Porto sobre droga medicamento.
Para quem costuma frequentar discotecas ou lugares semelhantes tenham muito cuidado e estejam alerta quando alguém lhes oferecer uma bebida.
Homens, passem isto às vossas amigas, namoradas, mulheres. Pais, alertem os vossos filhos! Há uma nova droga que está na moda e que se chama «Progesterex», que é uma pastilha para esterilizar.
Progesterex é utilizada por veterinários para esterilizar animais grandes.
Esta droga usa­se em conjunto com Rohypnol, uma droga que ao ser dissolvida em qualquer bebida, produz amnésia (a vítima não se recorda de nada do que se passou!!!). Progesterex, que também se dissolve facilmente, serve para evitar a gravidez.
Esta droga está a ser utilizada por violadores para abusar das suas vítimas. Desta forma, o violador não tem que se preocupar com testes de paternidade para ser identificado meses depois.
Atenção!
Os efeitos do Progesterex não são temporários. Qualquer mulher que tome isso, JAMAIS, entenda­se bem, JAMAIS PODERÁ TER FILHOS!!!
Estas pessoas sem escrúpulos conseguem obter este produto muito facilmente em qualquer Faculdade de Veterinária. Também é utilizada para roubos, a homens ou mulheres, ou mesmo para tirar um órgão humano para tráfico de órgãos! O Progesterex está a ser divulgado em muitos lugares havendo mesmo sites que ensinam a usá­lo.
POR FAVOR, FAÇAM UM FORWARD A TODOS OS VOSSOS AMIGOS, EM ESPECIAL ÀS MULHERES!
Não custa nada e pode evitar problemas...
Maria João Amaral Reitoria da Universidade do Porto Serviço de Apoio Reitoria Rua D. Manuel II 4050 – 345, Porto, Portugal
Cumprimentos, e não ignorem simplesmente...

Imagem do nosso futebol

Jornalistas espanhóis atacados por ultras
NA SEQUÊNCIA DA GUERRA DE CLAQUES O ambiente de hostilidade criado pela Frente Atlético na chegada ao Dragão teve consequências lamentáveis, na forma de uma resposta violenta das claques portistas após o encontro. "São portugueses? Então corram", foi a ordem de um grupo de alegados Ultras azuis e brancos a um grupo de quatro jornalistas espanhóis que estavam nos arredores do Centro Comercial Dolce Vita após o encontro, acompanhados de um adepto colchonero.
Javier Amaro e Miguel Martin Talavera (Rádio Marca), Luiz Aznar ("Marca") e José António Garcia Sirvent ("El Mundo Deportivo") tiveram de procurar refúgio no Hotel AC Porto enquanto eram alvo do lançamento de pedras e garrafas. Aqueles profissionais da comunicação social ficaram retidos durante cerca de 3 horas, até porque os adeptos continuavam a rondar a unidade hoteleira. Só a presença da polícia, após o contacto com o responsável da segurança do Atlético de Madrid, permitiu ao grupo deixar o local. Foram ainda relatadas outras agressões a adeptos colchoneros.
*
in record - 14.03.2009

sexta-feira, 13 de março de 2009

Humor - desporto

Sacanas dos alemães....batoteiros
Afinal já sabemos as razões do problema... eu bem sabia que ali havia "marosca"...
O Estádio do Bayern...

Petição pela verdade desportiva

Concorda com a introdução das novas tecnologias no futebol?
Se concorda assine a petição em
A validação da assinatura é rigorosa. Assim, por uma questão de credibilidade do movimento (e de protecção de quem adere), deve:
1) Assinar com pelo menos dois dos seus nomes;
2) Não se aceitam 'anónimos'.
Entre outros, já aderiram à iniciativa Joaquim Evangelista, A. Aguiar de Matos, António Gaspar, Agostinho Oliveira, Álvaro Magalhães, António Aguilar, António Boronha, António José Seguro, António Lobo Xavier, António Maria Aguilar, António Sérgio, António Simões, António Veloso, Armando Lacerda, Artur Fernandes, Bagão Félix, Bernardo Vasconcelos, Carlos Carvalhal, Carlos Mozer, Carlos Queiroz, Carlos Severino, Carlos Xavier, Diamantino Miranda, Dias da Cunha, Diogo Feio, Dunga, Fernando Seara, Fernando Marques, Filipe Ramos, Gaspar Ramos, Hélio Sousa, Hermínio Loureiro, Isabel Trigo de Mira, Jaime Antunes, Jaime Pacheco, Jerry Silva, João Carvalho, João Cravinho, João Gabriel, João Vieira Pinto, Joaquim Letria, Jorge Andrade, Jorge Coroado, Jorge Costa, Jorge Galrão, Jorge Jesus, Jorge Mendes da Silva, Jorge Sampaio, José Alberto Costa, José Leirós, José Manuel Constantino, José Mota, José Neto, José Pereira, José Peseiro, José Ribeiro e Castro, José Couceiro, José Veiga, Laurentino Dias, Litos, Luís Filipe Menezes, Luís Nazaré, Manolo Vidal, Manuel Alegre, Manuel Boto, Manuel Cajuda, Marcelo Rebelo de Sousa, Mariano Barreto, Mário Negrão, Medeiros Ferreira, Nelo Vingada, Oceano, Paula Pinho, Paulo de Andrade, Paulo Futre, Paulo Madeira, Pedro Valido, Pinto Balsemão, Quique Flores, Ramon Font, Ribeiro Cristóvão, Ricardo Sá Pinto, Rui Caçador, Rui Moreira, Rui Reininho, Sérgio Abrantes Mendes, Subtil de Sousa, Tomás Morais, Ulisses Morais, Vítor Nóvoa, Victor Resende e Saldanha Sanches. * SJPF

quinta-feira, 12 de março de 2009

Notícias de Celorico de Basto

Ex. Governador Civil do Distrito de Braga,
*
Luís Cirilo, doou livros à Biblioteca Municipal
Biblioteca Municipal de Celorico de Basto cada vez mais enriquecida com a doação de livros por parte de figuras conhecidas.Pode dizer-se que a Biblioteca de Celorico de Basto, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa é rica não só pelo espólio que tem ao dispor dos utentes, mas também, pela proveniência do mesmo. Depois dos milhares de livros doados pelo professor Marcelo, começam agora a aparecer alguns particulares e outras figuras conhecidas a oferecer livros, exemplo disso é o Ex. Governador Civil do Distrito de Braga, Luís Cirilo que no dia 25 de Fevereiro se deslocou a Celorico de Basto para oferecer mais de duas dezenas de livros à Biblioteca Municipal de Celorico de Basto.Apesar de Luís Cirilo de não querer que este acto fosse divulgado, a Câmara Municipal fez questão de o fazer, como forma de agradecimento. Fonte: Município de Celorico de Basto

Utilidades

Guia com 17 soluções práticas
Saiba como pode pagar menos IRS em 2008
Tem até ao final de 2007 para garantir um reembolso maior no próximo ano.
Se ainda não começou a pensar na entrega das declarações de IRS, ou se, só agora, com a apresentação do Orçamento do Estado, é que se lembrou de coleccionar os recibos de farmácia, pare e pense. As opções para poupar vão desde as técnicas mais óbvias - como recolher as facturas que tem relativas a despesas de saúde e de educação - até às deduções à colecta dos juros da compra de casa e outros menos utilizados como as deduções dos gastos com energias renováveis.
O essencial , acrescentam os fiscalistas, é evitar os erros. Exemplo? Os recibos das farmácias, lembra Ricardo da Palma Borges. “Muitas pessoas entregam as despesas de saúde sem discriminação das taxas de IVA, sendo que apenas as sujeitas a 5% são dedutíveis”, explica. Para quem tem possibilidade, existem ainda os benefícios fiscais como sejam os Planos Poupança Reforma (PPR), os donativos, ou os benefícios com aquisições de computadores, embora “a tendência seja para a diminuição deste tipo de benefícios fiscais”, como explicou a fiscalista da consultora Deloitte, Rosa Soares.
As deduções com os gastos com educação e saúde e de juros dos empréstimos contraídos com compra de casa, bem como os benefícios com PPR são os mais utilizados pelos contribuintes. Já no ponto oposto, as deduções com energias renováveis são dos menos utilizados. “Só o vi utilizado uma vez”, refere Rosa Soares. E Ana Cristina Silva, da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) explica que “esta dedução não pode ser acumulada com a referente à dos juros com a compra de habitação”, o que justifica também a pouca utilização deste incentivo. No mesmo sentido, Teresina Rego, da consultora Ernst & Young, afirma que “os benefícios menos utilizados são os que estão associados a investimentos ou encargos a que as pessoas não estão obrigadas”. “O motivo pelo qual são menos utilizados não será tanto resultado de falta de informação, mas mais das características dos próprios investimentos/encargos, por estes serem pouco atractivos e as vantagens fiscais por si só não serem determinantes”, acrescentou. Teresina Rego sublinhou ainda que muitas vezes “implicam um dispêndio monetário e, nalguns casos, têm associadas restrições à mobilização dos montantes investidos e rentabilidade reduzida”.
Esta realidade está espelhada nas previsões do Governo para a despesa fiscal para este e próximo anos. De acordo com o OE/08, os PPR, a par dos benefícios para os deficientes, são os benefícios fiscais que mais ‘custam’ aos Estado. Prevê-se assim uma despesa de 168 milhões no caso dos deficientes e de 109,4 milhões de euros para os PPR. Já as energias renováveis deverão custar apenas 7,1 milhões de euros aos cofres estatais em 2008.
Mas tenha em conta que as alterações anunciadas no Orçamento do Estado para 2008, como sejam os chamados ‘PPR do Estado’ (fundo de capitalização pública) só entrarão em vigor no próximo ano, e por isso, só terão efeitos em 2009.
Dezassete maneiras de poupar no seu IRS
Sabia que só 50% dos dividendos resultantes de privatizações são passíveis de IRS? Ou que, segundo a lei, casados e solteiros têm direito aos mesmos benefícios. Ao longo das próximas quatro páginas, o Diário Económico responde a todas as dúvidas.
1. Saúde
São dedutíveis à colecta 30% das despesas de saúde do próprio contribuinte e do seu agregado familiar, mas apenas relativas a bens isentos de IVA ou sujeitos a uma taxa de IVA de 5%. Os bens a 21% só poderão ser deduzidos se tiverem receita médica. Por exemplo, os champôs comprados na farmácia têm uma taxa de IVA de 21% e não são por isso dedutíveis no IRS. Os juros das dívidas contraídas para o pagamento de despesas de saúde também são dedutíveis naquela percentagem. Da mesma forma, os medicamentos que são comparticipados pelo Estado podem ser deduzidos na parte que é suportada pelo contribuinte.
2. Educação
São dedutíveis à colecta até 30% das despesas realizadas com propinas, mensalidades, inscrições, livros escolares e material didáctico. As despesas com transportes também são dedutíveis no caso dos estudantes. Os encargos suportados com creches, lactários, jardins de infância ou educação física são também dedutíveis. Estas despesas só são dedutíveis desde que prestadas por estabelecimentos de ensino integrados no sistema nacional de educação ou reconhecidos por entidades reconhecidas.
3. Lares
São dedutíveis à colecta 25% dos encargos com lares e outras instituições de apoio à terceira idade relativos aos sujeitos passivos, seus ascendentes e colaterais até ao 3º grau que não possuam rendimentos superiores à retribuição mínima mensal, com o limite de 85% do valor do salário mínimo, que é de 403 euros.
4. Imóveis
São dedutíveis 30% dos encargos com imóveis, ao nível dos juros e amortizações dos empréstimos contraídos para comprar ou arrendar casa até ao limite de 574 euros. No entanto, se a amortização for feita com o dinheiro investido em Planos Poupança Habitação, o montante não poderá ser deduzido. São igualmente dedutíveis 30% das importâncias despendidas com a compra de equipamentos novos para utilização de energias renováveis e de equipamentos para a produção de energia eléctrica ou térmica (co-geração) com o limite de 761 euros. No entanto, nas declarações de 2007, o contribuinte terá de optar por uma destas.
5. Seguros
São dedutíveis à colecta 25% dos montantes despendidos com prémios de seguros de acidentes pessoais e seguros de vida que garantam exclusivamente os riscos de morte, invalidez ou reforma por velhice. São igualmente dedutíveis 30% dos prémios de seguros que cubram exclus ivamente os riscos de saúde relativamente ao contribuinte ou aos seus dependentes. No entanto, a lei prevê limites. Assim, se o contribuinte não for casado ou estiver separado judicialmente o limite é de 80 euros. Já se for casado ou não separado judicialmente o limite aumenta para os 160 euros. E por cada dependente a seu cargo os limites anteriores são elevados para 40 euros.
6. Dupla tributação
Para rendimentos obtidos no estrangeiro, as autoridades fiscais concedem uma dedução (crédito de imposto) correspondente ao imposto pago no estrangeiro, embora esta dedução tenha alguns limites previstos na lei. As autoridades fiscais nacionais pedem ao contribuinte um documento comprovativo dos rendimentos ganhos e dos impostos pagos lá fora. E aqui residem algumas dificuldades ‘burocráticas’. Conforme explica Teresina Rego da consultora Ernst & Young, “existe alguma dificuldade em obter o documento”. A fiscalista afirma que há determinada diferenças nos vários sistemas fiscais que fazem com que o comprovativo não seja entregue aos contribuintes.
7. PPR
Os benefícios à poupança têm estado na ordem do dia. São dedutíveis à colecta do IRS 20% dos valores aplicados no respectivo ano tendo como limite máximo 400 euros para quem tenha menos de 35 anos; 350 euros para quem tiver entre os 35 e os 50 anos; e 300 euros com idade superior a 50 anos.
8. Informática
São dedutíveis à colecta do IRS, 50% dos montantes despendidos com a aquisição de computadores de uso pessoal, incluindo software e aparelhos de terminal, até ao limite de 250 euros. Assim, quer precise de um computador portátil ou apenas de um ecrã ou ‘software’, pode colocar esta despesa no IRS. Esta dedução é aplicável uma vez durante os anos 2006 a 2008 e só pode ser aplicada se:a) A taxa normal aplicável ao sujeito passivo seja inferior a 42%;b) O equipamento tenha sido adquirido novo;c) O sujeito passivo ou qualquer membro do seu agregado familiar frequente qualquer nível de ensino; d) A factura de aquisição contenha o número de identificação fiscal do adquirente e a menção ‘uso pessoal’.
9. Mecenato
Os donativos em dinheiro atribuídos pelas pessoas singulares são dedutíveis à colecta do ano a que dizem respeito, nalguns casos com o limite de 15% da colecta. São ainda dedutíveis à colecta, os donativos concedidos a igrejas, instituições religiosas, pessoas colectivas de fins não lucrativos pertencentes a confissões religiosas ou por eles instituídas, sendo a sua importância considerada em 130% do seu quantitativo.
10. Donativos
Esta é uma questão diferente da anterior e não implica qualquer dedução ou benefício fiscal. Se quiser pode optar por canalizar parte dos seus impostos para instituições religiosas ou de solidariedade social. Isto é, o seu dinheiro em vez de entrar nos cofres do Estado, pode ser aplicado naquelas instituições. Para isso basta assinalar essa opção na declaração de IRS e poderá destinar 0,5% do IRS liquidado àquelas instituições. Só este ano (relativamente a rendimentos de 2006) foram 50.157 os agregados familiares que optaram por entregar parte do IRS a instituições desta natureza, transferindo 1,7 milhões de euros. E a medida tem ganho adeptos ao longo dos anos, já que começou com apenas 349 contribuintes em 2002.
11. Acções
Apenas 50% dos dividendos de acções adquiridas na sequência da privatização de empresas realizado até ao final de 2002 estão sujeitos a IRS durante cinco anos, pelo que este é o último ano em que este benefício terá efeitos práticos.
Teresina Rego da consultora Ernst & Young afirma que “esta questão tem depois de ser vista caso a caso, porque há muitos processos, consoante a empresa que foi privatizada, que já terminaram por terem sido privatizadas antes de 2002”.
O benefício pode ainda ser concedido, por despacho do Ministro das Finanças e da Administração Pública, com efeitos até ao final de 2007, para dividendos de acções adquiridas na sequência de processo de privatização inicial até ao final de 2002, incluindo as resultantes de aumentos de capital. No entanto para que isto fosse possível deveria ter apresentado um requerimento antes da realização da operação.
12. Dividendos
Os contribuintes que recebam dividendos decorrentes de acções estão sujeitos a uma retenção na fonte de 20%. O contribuinte pode optar pelo englobamento e declarar todos os rendimentos de capitais, incluindo os juros dos depósitos e os dividendos. As mais-valias geradas com a venda de acções têm de ser declaradas (no anexo G) do IRS, mas não são tributadas se os ganhos resultarem da venda de acções detidas há mais de um ano.
13. Depósitos a prazo
Os juros dos depósitos e dos certificados de aforro são tributados na fonte a uma taxa de 20% que é entregue pela instituição bancária ao Estado. Por isso não precisam de ser novamente incluídos na declaração de rendimentos. Os juros recebidos de títulos de dívida pública e obrigações e os rendimentos de fundos de investimento mobiliário também não têm de ser declarados.
14. Rendimento
Aos rendimentos brutos deduzem-se 72% de doze vezes o salário mínimo nacional mais elevado, bem como as indemnizações pagas pelo trabalhador à sua entidade patronal por rescisão unilateral do contrato individual de trabalho sem aviso prévio em resultado de sentença judicial ou de acordo judicialmente homologado.
15. Quotas
SindicaisSão também dedutíveis aos rendimentos brutos, as quotizações sindicais, na parte em que não constituam contrapartida de benefícios de saúde, educação, apoio à terceira idade, habitação, seguros ou segurança social. Além disso são dedutíveis, quotizações para ordens profissionais suportadas pelo próprio contribuinte e indispensáveis ao exercício da respectiva actividade desenvolvida exclusivamente por conta de outrem. São também dedutíveis as importâncias comprovadamente pagas e não reembolsadas referentes a despesas de formação profissional, desde que a entidade formadora seja organismo de direito público ou entidade reconhecida como tendo competência nos domínios da formação e reabilitação profissionais pelos ministérios competentes.
16. Casados e solteiros
Este ano, a alteração introduzida no Orçamento do Estado para 2007 já se vai fazer sentir, ao nível das deduções para casados e solteiros. Os casados e solteiros são colocados em igualdade, com a dedução de um montante equivalente a 55% do Salário Mínimo Nacional (SMN) para ambos. A lei anterior permitia aos solteiros uma dedução de 60% e de 50% para os casados.
17. Reformados
O montante sobre o qual não recai qualquer imposto foi reduzido de 7500 euros para 6100 euros brutos anuais. Isto significa que os pensionistas com reformas superiores a 435 euros vão a partir de agora pagar imposto.
in DE
**
Aqui ficam os prazos para as entregas em papel e via internet.
Papel:
1ª Fase: 1 de Fevereiro a 16 de Março, para rendimentos do trabalho dependente ou pensões
2ª Fase: 16 de Março a 30 de Abril, quando obtidos rendimentos de outra(s) natureza(s)
Internet:
1ª Fase: 10 de Março a 15 de Abril, para rendimentos do trabalho dependente ou pensões
2ª Fase: 16 de Abril a 25 de Maio, quando obtidos rendimentos de outra(s) natureza(s)
Este ano teremos menos reembolsos, como consta neste artigo do Economia e Finanças: IRS: Menos retenção mensal, menos reembolso em 2009.
Não deixe para a última hora as declarações obrigatórias, pois geralmente nos últimos dias dos prazos as aplicações tendem a tornar-se mais lentas face ao grande fluxo de dados.
*

quarta-feira, 11 de março de 2009

Destak - só visto

Pede 8 milhões por lhe mexerem na roupa íntima
Uma jovem norte-americana entrou com um processo de indemnização em tribunal contra os proprietários do apartamento onde morava, porque estes mexeram, alegadamente, nos seus objectos mais íntimos, refere a Globo. Navah Meller, de 22 anos, pede cerca de 8 milhões de euros aos idosos, que, garante, mexeram até nas suas cuecas. «Senti-me suja ao saber que os meus pertences tinham sido manipulados por estranhos», disse ao New York Daily News. Os proprietários, Ilona de 79 anos e George de 84, negam as acusações.
Menina russa só ladra e gatinha
Madina é uma menina russa de 3 anos, que foi criada por cães. A criança era, desde cedo, abandonada em casa pela mãe, alcoólica, quando ela saía para beber. A menina foi encontrada por assistentes sociais da cidade de Ufa, nua e num estado de higiene e desenvolvimento muito precários. A menina não fala nem anda, apenas gatinha e ladra.

terça-feira, 10 de março de 2009

Campeonato Distrital de Futsal Vila Real

21ª Jornada – 07 de Março 2009, 18.00 horas.
Pavilhão Gimnodesportivo de Cerva
Assistiram ao Jogo cerca de 100 espectadores.
Os Amigos de Cerva 1 Futsal Mondim de Basto 5
Os Amigos de Cerva: Vero, Ponte, Nando, Paulinho (1 golo), Samuel, Freitas, Tiago, Pato. Treinador: Arlindo Borges.
Futsal Mondim de Basto: Brioso, Chumbadinha (2 golos), Kukes (2 golos), Nuno, Ruben (1 golo), Toni, Litos, Luís, Gijo, Victor. Treinador: Cassiano
Árbitros: Diogo Martins, António Carvalho.
Intervalo: 0 - 1
Líder Mondim não facilita…
O líder deslocou-se ao pavilhão do Cerva e o que se esperava aconteceu com naturalidade, não houve surpresas as equipas tinham objectivos diferentes e estilos de jogo muito próprios, a equipa da casa defendeu muito bem na 1ª parte e aqui destaca-se o seu guarda-redes que parou uma serie de remates com selo de golo, o Cerva é um conjunto muito limitado e a sua maior arma foi a defesa e lá conseguiu levar a água ao seu moinho, ao intervalo só perdia por 0-1 e ainda acreditavam os homens da casa que nada estava perdido e a verdade que pelo resultado escasso, estava tudo em aberto.
Na 2ª parte o Visitante puxou dos seus galões de líder deste campeonato e resolveu o jogo nos primeiros 10 minutos, aproveitando a displicência e algum deslumbramento do adversário que cometeu um grande erro ao tentar subir mais no terreno e os erros pagam-se caros, a equipa da casa que quando atacava era sempre muito ingénua acabou por não ter força para aguentar o pressing do Mondim e claudicou nos momentos principais, a equipa visitante muito matreira já estava á espera deste momento para matar o encontro, muita experiencia e qualidade em dose necessária bastaram para levar de vencido o adversário e amealhar mais três pontos, que era no fundo o mais importante. O Cerva contudo foi uma equipa muito aguerrida e voluntariosa e nunca virou a cara á luta, mas o Mondim é uma equipa de outro campeonato e nem precisou de se aplicar a fundo para vencer com facilidade, aproveitando ainda o jogo para rodar todos os atletas do plantel.
Melhor em Campo: Brioso esteve muito bem e merece menção honrosa.
Equipa de arbitragem: Esteve muito bem e nem se deu pela sua presença.
Texto: F. Machado

Utilidades

IRS: Prazo começa hoje.
Entrega pela net dá reembolso num mêsCerca de quatro milhões de contribuintes entregaram as suas declarações de imposto sobre o rendimento (IRS) através da internet em 2008. Começa hoje o prazo para entrega do IRS via net para os trabalhadores por conta de outrem e pensionistas (que termina no dia 15 de Abril), este ano acrescido de um incentivo suplementar: o Fisco promete reembolsar os contribuintes que aderirem à internet até ao final do mês de Maio.
Fonte oficial do Ministério das Finanças confirmou ao CM que "os serviços da Administração Fiscal estão preparados para começar a reembolsar os contribuintes no final do mês seguinte ao da entrega das declarações por via electrónica, desde que a declaração de rendimentos não tenha sido seleccionada para efeitos de análise".
Antes de começar a preencher a declaração electrónica de IRS o contribuinte tem de ter uma senha de acesso (ver caixa). Depois deve entrar no site www.e financas.gov.pt, identificar-se perante o sistema (número de contribuinte e senha) e seleccionar: serviços online/contribuin-tes/entrega/IRS.
Pode começar a preencher a declaração, tendo o cuidado de verificar e corrigir os erros utilizando o botão ‘validar’.
Após o preenchimento da declaração, o contribuinte pode simular o valor do seu reembolso ou da sua nota de cobrança (trata-se de uma função opcional). Pode também guardar a informação preenchida como prova da entrega do IRS, imprimindo igualmente o aviso dos serviços do Fisco que irá receber no e-mail. Depois de tudo devidamente preenchido, o contribuinte deve submeter a declaração à validação dos serviços de Finanças.
É importante que o contribuinte consulte a situação da sua declaração fiscal 48 horas após a sua submissão, de modo a ter a certeza de que tudo foi devidamente recebido pelos serviços.
No caso de existirem divergências entre os elementos declarados pelo contribuinte e as informações que constam no cadastro fiscal, os sujeitos passivos podem alterar os elementos declarados, bem como justificar a divergência através da internet, utilizando para tanto a opção: contribuintes/consultar/IRS/divergências.
Caso o contribuinte quiser corrigir a sua declaração após esta ter sido submetida a validação, pode, de igual modo, fazê-lo num prazo de 30 dias.
800 JUNTAS AJUDAM NO PREENCHIMENTO
Mais de 800 freguesias vão ajudar os mais idosos e aqueles que não têm acesso a computador e internet no preenchimento das declarações de IRS via electrónica. Este é mais um passo para transformar, no futuro, as juntas de freguesia em minilojas do cidadão.
A Associação Nacional de Freguesias (Anafre) renovou ontem com o Ministério das Finanças o protocolo que define o funcionamento desta colaboração. "Há confiança entre os cidadãos e os funcionários das juntas", afirmou o presidente da Anafre, Armando Vieira, recusando que o receio dos cidadãos possa ser impedimento ao avanço e eficácia da medida. O responsável lembrou ainda que "a rede nacional que as freguesias representam" no apoio às políticas sociais", lembrando que tem aumentado o número de juntas a apoiar monetariamente as famílias.
Em 2008, 78% das declarações foram entregues por via electrónica (cerca de 3,3 milhões), número que o Governo pretende voltar aumentar. Para Carlos Lobo, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, esta é um modo de "acelerar o reembolso e rastrear de forma rápida os erros e omissões". As juntas recebem dois euros por cada declaração.
Segundo Eduardo Cabrita, secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, o combate à burocracia está já a dar frutos no País. "Há alguns anos isto seria impensável", afirmou, definindo as freguesias como "verdadeiros centros de prestação de serviços à comunidade" no papel de "minilojas do cidadão".
MULTAS PESADAS PARA FALHAS NO PREENCHIMENTO
Apesar de o sistema informático guiar os contribuintes no preenchimento do IRS, existe uma série de cuidados que é preciso ter para que tudo corra normalmente. Em primeiro lugar, é necessário que os contribuintes não se esqueçam de preencher o Número de Identificação Bancária (NIB) para que o reembolso seja rápido (se o contribuinte já entregou a declaração via internet, o NIB indicado terá de ser o mesmo que consta nas declarações já entregues).
Em segundo lugar, é preciso estar atento ao prazo (30 dias) para corrigir as declarações sem o pagamento de coimas. Fora deste prazo, os contribuintes que queiram corrigir as suas declarações estão sujeitos a uma coima de 50 euros. Mais grave, no entanto, são as coimas aplicadas aos contribuintes que não corrijam as falhas detectadas pelo sistema e comunicadas aos sujeitos passivos. Neste caso as coimas podem ir de 250 a 15 mil euros.
SEIS DIAS PARA RECEBER A SENHA
O prazo médio de resposta a um pedido de senha de acesso às declarações electrónicas é de seis dias, dependendo por vezes da demora da entrega do correio, garantiu ontem ao Correio da Manhã fonte do Ministério das Finanças. O preenchimento da declaração pela internet (http://www.e-financas.gov.pt) exige a introdução do número fiscal e de uma senha de identificação, que é sempre enviada por correio físico para casa dos contribuintes. Caso se trate de um casal, ambos têm de pedir a respectiva senha de identificação. n R.O.
PERGUNTAS E RESPOTAS
Vivo com uma pessoa, em união de facto. Apresento em conjunto?
Sim, desde que viva na mesma casa há mais de dois anos. Mas, se tiver filhos e se a declaração conjunta não for vantajosa para si, os filhos deverão ser incluídos apenas numa das declarações individuais.
Sou reformado, recebendo menos de 300 euros. Tenho de entregar?
Os contribuintes com pensões anuais inferiores a seis mil euros não têm de apresentar a declaração. Caso se trate de um casal de reformados, só terá de entregar a declaração se receberem mais de 12 mil euros.
Tive de comprar uns óculos. Incluo nas despesas de saúde?
Desde que prescritos por um oftalmologista ou optometrista credenciado, poderá deduzir a compra dos óculos (ou lentes de contacto) em 30 por cento. Mas terá de apresentar a receita e a factura.
DISCURSO DIRECTO
"FREGUESIAS PRECISAM TER MAIS ORÇAMENTO" (Armando Vieira, presidente de Anafre) Correio da Manhã – Qual o papel das juntas neste processo?
Armando Vieira – As pessoas mais idosas ou que não tenham internet podem recorrer às juntas de freguesia para fazer o IRS. Estes são locais com um nível de confiança que nenhum outro nível da Administração Pública tem.
– Porque é que só 800 freguesias aderem a este protocolo?
– Isto acontece porque apenas as freguesias com funcionários disponíveis a tempo inteiro podem aderir à iniciativa.
– O que poderá ser feito para aumentar aquele número?
– A nossa disponibilidade não pode ser via de sentido único: o Governo tem de colaborar mais, sobretudo nas verbas. Não podemos aceitar que seja retirado às freguesias 0,033% do total do Orçamento do Estado.
DESPESAS QUE PODEM SER DEDUZIDAS
ENCARGOS / LIMITE (€) / PERCENTAGEM MÁXIMA / PARA OBTER BENEFÍCIO MÁXIMO (€)
Saúde (IVA de 5% ou isento) / sem limite / 30 / n.a.
Saúde (IVA de 20%) / 64 / 30 / 213,33
Educação (1) / 720 / 30 / 2.400
Pensões de alimentos / sem limite / 20 / n.a.
Encargos com lares / 382,50 / 25 / 1.530
Rendas de casa, juros e amortizações de empréstimos para habitação própria e permanente / 586 / 30 / 1.953,33
Seguros de vida (2) / 64 / 25 / 256
Seguros de Saúde (2) / 84 / 30 / 280
Energias renováveis, equipamento complementar e veículos eléctricos ou movidos a energias renováveis / 796 / 30 / 2.653,33
Reabilitação de imóveis (3) / 500 / 30 / 1.666,67
Equipamento informático (4) / 250 / 50 / 500
(1) Se 3 ou mais dependentes estudarem, a dedução sobe para 135€ por cada.
(2) Por sujeito passivo. Acrescentar 42€ por cada dependente com seguro.
(3) Arrendados segundo as novas regras e em áreas definidas como reabilitação urbana.
(4) Só para contribuintes com taxa de IRS inferior a 42% e, pelo menos, um elemento do agregado no ensino. Só pode ser feita uma vez entre 2009 e 2011. * Miguel Alexandre Ganhão - in Correio da manhã

Recortes - comunicação social

Reformado do Estado vai receber 8059 euros
Só este ano, mais de uma dúzia de funcionários públicos aposentaram-se a ganhar acima dos cinco mil euros
00h30m ALEXANDRA FIGUEIRA
A reforma mais alta dada na Função Pública, este ano, passa dos oito mil euros. Pensões acima dos cinco mil euros, o JN contou pelo menos 13, duas das quais a partir do dia 1 de Abril. Uma delas, atribuída a um juiz desembargador, é de 5951 euros.
Perto de 6900 funcionários públicos passaram à reforma, entre Janeiro e Abril deste ano. A maioria das pensões está entre o salário mínimo nacional e os mil euros por mês, mas já foram atribuídas algumas milionárias. Entre elas estão perto de uma dúzia superiores a cinco mil euros e, até, duas de seis mil euros (dadas a dois quadros superiores, da RTP e dos CTT). A de valor mais alto foi atribuída a uma vice-cônsul: 8059 euros.
Apesar de o Estado também ter pensões baixíssimas, em média, os seus reformados passam a velhice com um rendimento superior aos mil euros, adiantou Maria do Carmo Tavares, dirigente da CGTP e especialista em pensões, no privado, a média está pouco acima de 400 euros, disse.
"Na Função Pública, ninguém se reforma com menos de 36 anos de descontos", justificou Carlos Pereira da Silva, professor universitário e conhecedor dos sistemas de pensões de reforma. Ao contrário, os reformados da iniciativa privada fizeram descontos durante uma média de 21 anos, disse Maria do Carmo Tavares. "No Estado ninguém foge" ao pagamento da Segurança Social e, na iniciativa privada, há trabalhadores que só depois do 25 de Abril tiveram direito a fazer descontos, disse.
A diferença na carreira contributiva é a principal razão que justifica pensões de reforma mais altas na Função Pública, mas não a única: também os salários são, em média, superiores, já que o Estado emprega mais profissionais qualificados, como professores, médicos ou magistrados, do que a iniciativa privada, lembraram.
Uma terceira razão que justifica a diferença nos valores das pensões é o seu método de cálculo. Tanto a Função Pública quanto a iniciativa privada estão a adoptar novas regras mas, durante uma fase de transição, os trabalhadores do Estado ainda beneficiam de um regime mais favorável: parte do valor é igual a 90% do último salário, enquanto que no privado é feita a média dos melhores 10 dos últimos 15 anos de descontos.
*
in JN

segunda-feira, 9 de março de 2009

Nota à Comunicação Social

Reunião do MMS no Porto
Informam-se todos os colaboradores e interessados que Sexta-feira dia 13 de Março de 2009 vai ser realizada uma reunião informal no Porto pelas 19 horas na Cervejaria Diu que se situa no nº663 da Rua da Boavista.
Irão ser abordados vários temas em especial os seguintes:
• O que é o MMS
• Acções de Rua a Realizar
Está aberta a participação a todos os apoiantes e interessados pelo que deverão informar o quanto antes da sua presença para os seguintes contactos:
• Marcelo Pinho – 91 975 25 55
• Nuno Cravino – 91 411 57 43
• portomms@gmail.com (preferencialmente)
Para localização exacta num mapa pede-se a todos que visitem o site do blogue do Porto em http://mmsporto.blogspot.com e consultem a entrada na agenda.
MMS – Novo partido político
Novas Pessoas, Novas Ideias
14/3/2009 (Sábado) – 11h00 – MMS distribui em Aveiro “caixas de medicamentos” contra a crise, com ponto de encontro em frente ao Hotel Arcada, no centro da cidade. Consulte o nosso blog em:
Não paramos, não nos resignamos, queremos mais por Portugal.
Se Nada Fizermos, Nada Acontece.
Para qualquer informação contactar:
Marcelo Pinho
256388395
919752555
(caso não pretenda receber mais e-mails do MMS escreva-nos para mmsaveiro@gmail.com, solicitando a sua remoção.
Obrigado

Correio do leitor

Vamos praticar desporto.
O lema da prática de desporto é positivo, faz bem a todas as pessoas, mas há qualquer coisa que não está bem nesta situação. Conheço na freguesia de Canedo de Basto, um campo de futebol onde era suposto praticar desporto, neste caso futebol, mas está abandonado ou será que a máquina de cortar a relva avariou?
Todas as pessoas reclamam por boas condições para praticar desporto, e se as têm, então porque não as aproveitam?
Não há justificação para esta situação, pois um dia destes podem querer praticar futebol naquele campo ou outro desporto e estão tão degradados que se torna quase impossível recuperar para a prática de desporto.
Será lógico perguntar o que motivou esta situação, mas a resposta é fácil, o que acontece é que em cada freguesia existe um polidesportivo, significa que, num só espaço se pode praticar no mínimo três desportos, sem preocupação com a manutenção do campo, e muito melhor situados, será que vale a pena tanto sacrifício e exigências para que estes recintos desportivos disponham de condições mínimas, quando se sabe de antemão que ninguém vai para lá jogar?
No caso de Canedo, antes de terem as condições actuais só tinham um campo velhinho, onde treinavam e jogavam de quando em vez. Por isso é bom que se mantenham os recintos em boas condições, para que, se necessário for estarem aptos à partica do desporto, pois este, se não fosse a baliza poderia dizer-se que era um campo agrícola.
*
AP

sábado, 7 de março de 2009

Utilidades

Alimentos podem proteger Homens do Cancro da Próstata
Filipe Henriques
"Uma alimentação equilibrada é um factor importante no combate ao cancro e a ingestão de alguns alimentos podem efectivamente evitar que o nosso organismo produza células cancerígenas", afirma Francisco Rolo, presidente da Associação Portuguesa de Urologia.
Neste âmbito têm sido realizados vários estudos junto de doentes oncológicos utilizando algumas substâncias como o Selénio, Licopeno, Isoflavonas, Vitamina E e as catequinas do chá verde. Os resultados têm sido surpreendentes. Em todos os doentes registou-se uma redução significativa do cancro da Próstata.Estas substâncias estão presentes em alimentos tão simples como o tomate, o chá verde, a melancia, a soja, legumes, cereais. Estes alimentos, para além do forte poder anticancerígeno, permitem a regeneração das células através do seu efeito antioxidante, prevenindo para outras eventuais doenças. O Licopeno
Este é um dos mais poderosos antioxidantes que se conhecem e está presente em alimentos como o tomate e a melancia. Tem uma capacidade de proteger as nossas células dos radicais livres, evitando a sua degeneração. O Selénio
É um mineral que protege o organismo de lesões celulares e está presente nos vegetais, carne, alho e cebola. A Vitamina E
Substância que, tal como o Selénio, tem uma forte capacidade de protecção celular e está presente essencialmente na soja e nos legumes. As catequinas
Presentes no chá verde, a acção destes antioxidantes, reconhecida pela comunidade científica, pode ajudar a proteger as células e os órgãos vitais do efeito nocivo dos radicais livres. Por outro lado, podem ajudar a reduzir, de forma natural, alguns factores de risco associados ao desenvolvimento das doenças cardiovasculares e alguns tipos de cancro, como por exemplo o Cancro da Próstata. Fonte: MediaHealth Portugal - in médicos de portugal

sexta-feira, 6 de março de 2009

Dia internacional da mulher

LENDA E REALIDADE
A lenda do Dia Internacional da Mulher como tendo surgido na sequência de uma greve, realizada em 8 de Março de 1857, por trabalhadoras de uma fábrica de fiação ou por costureiras de calçado - e que tem sido veiculada por muitos órgãos de informação - não tem qualquer rigor histórico, embora seja uma história de sacrifício e morte que cai bem como mito.Em 1982, duas investigadoras, Liliane Kandel e Françoise Picq, demonstraram que a famosa greve feminina de 1857, que estaria na origem do 8 de Março, pura e simplesmente não aconteceu (1), não vem noticiada nem mencionada em qualquer jornal norte-americano, mas todos os anos milhares de orgãos de comunicação social contam a história como sendo verdadeira («Uma mentira constantemente repetida acaba por se tornar verdade»).Verdade é que em 1909, um grupo de mulheres socialistas norte-americanas se reuniu num "party’, numa jornada pela igualdade dos direitos cívicos, que estabeleceu criar um dia especial para a mulher, que nesse ano aconteceu a 28 de Fevereiro. Ficou então acordado comemorar-se este dia no último domingo de Fevereiro de cada ano, o que nem sempre foi cumprido.A fixação do dia 8 de Março apenas ocorreu depois da 3ª Internacional Comunista, com mulheres como Alexandra Kollontai e Clara Zetkin. A data escolhida foi a do dia da manifestação das mulheres de São Petersburgo, que reclamaram pão e o regresso dos soldados. Esta manifestação ocorreu no dia 23 de Fevereiro de 1917, que, no Calendário Gregoriano (o nosso), é o dia 8 de Março. Só a partir daqui, se pode falar em 8 de Março, embora apenas depois da II Guerra Mundial esse dia tenha tomado a dimensão que foi crescendo até à importância que hoje lhe damos.A partir de 1960, essa tradição recomeçou como grande acontecimento internacional, desprovido, pouco e pouco, da sua origem socialista.
(1) Se consultarmos o calendário perpétuo e digitarmos o ano de 1857, poderemos verificar que o 8 de Março calhou a um domingo, dia de descanso semanal, pelo que, em princípio, nunca ocorreria uma greve nesse dia. Há quem argumente, no entanto, que, durante o século XIX, a situação da mulher nas fábricas dos Estados Unidos era de tal modo dramática que trabalharia 7 dias por semana.
Pesquisa efectuada por Maria Luísa V. Paiva Boléo
CONSAGRAÇÃO DO 8 DE MARÇO COMO O DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Desde 1975, em sinal de apreço pela luta então encetada, as Nações Unidas decidiram consagrar o 8 de Março como Dia Internacional da Mulher.Se, nos nossos dias, perante a lei da maioria dos países, não existe qualquer diferença entre um homem e uma mulher, a prática demonstra que ainda persistem muitos preconceitos em relação ao papel da mulher na sociedade. Produto de uma mentalidade ancestral, ao homem ficava mal assumir os trabalhos domésticos, o que implicava para a mulher que exercia uma profissão fora do lar a duplicação do seu trabalho. Foi necessário esperar pelas últimas décadas do século XX para que o homem passasse, aos poucos, a colaborar nas tarefas caseiras.Mas, se no âmbito familiar se assiste a uma rápida mudança, na sociedade em geral a situação da mulher está ainda sujeita a velhas mentalidades que, embora de forma não declarada, cerceiam a sua plena igualdade.O número de mulheres em lugares directivos é ainda diminuto, apesar de muitas delas demonstrarem excelentes qualidades para o seu desempenho. Hoje as mulheres estão integradas em todos os ramos profissionais, mesmo naqueles que, ainda há bem pouco tempo, apenas eram atribuídos aos homens, nomeadamente a intervenção em operações militares de alto risco.Nos últimos anos, a festa comemorativa do Dia Da Mulher é aproveitada por muitas delas, de todas as idades, para sair de casa e festejar com as amigas, em bares e discotecas, o dia que lhes é dedicado, enquanto os homens ficam em casa a desempenhar as tarefas que, tradicionalmente, lhe são imputadas: arrumar a casa, fazer a comida, tratar dos filhos...Se a sua esposa, irmã, mãe ou avó ainda é daquelas que, não obstante as suas tarefas laborais no exterior, ainda encontra tempo e paciência para que nada lhe falte, o mínimo que poderá fazer será aproveitar este dia para lhes transmitir o seu apreço. Um ramo de flores, mesmo que virtual, será, certamente, bastante apreciado. Mas não se fique por aqui. Eternize este dia, esquecendo mentalidades preconcebidas, colaborando mais com elas nas tarefas diárias e olhando-as de igual para igual em todas as circunstâncias, quer no interior do seu lar, quer no seu local de trabalho. Quando todos assim procedermos, não haverá mais necessidade de um dia dedicado à mulher. *
in leme

Sugestão de leitura

TÍTULO
*
*
*
ROMEU E JULIETA
*
*
*
WILLIAM SHAKESPEARE * *

quinta-feira, 5 de março de 2009

7 maravilhas de Portugal

Eleição das 7 maravilhas de Portugal.
O objectivo é dar a conhecer aos portugueses, a riqueza do património histórico deixado pelos portugueses um pouco por todo o mundo, no fundo divulgar a nossa herança além-fronteiras.
Participe na votação para a eleição das 7 maravilhas de origem portuguesa no mundo.
Para o efeito foram nomeados 27 monumentos, dos quais deve seleccianar 7 que considera mais importantes.
Ver mais...

quarta-feira, 4 de março de 2009

Fórum - actualidades

“Quando há crise todos costumam apresentar queixas e procurar culpados diferentes. Assim todos ficam assim bem com a sua consciência”. Autor: Sobral, Fernando – in citador Que medidas está a adoptar ou quais os comportamentos que alterou no seu dia-a-dia, por forma a minimizar ou combater a crise econónima e social que se abateu sobre o nosso país?

Humor

Um alemão, procurando orientação sobre o caminho, pára o seu carro aolado de outro com dois alentejanos dentro. O alemão pergunta: - 'Entschuldigung, können sie Deutsch sprechen? 'Os dois alentejanos ficaram mudos.Tentou de novo: - 'Excusez-moi, parlez vous français? 'Os dois continuaram a olhar para ele impávidos e serenos. - 'Prego signori, parlate italiano? 'Nada por parte dos alentejanos. - 'Hablan ustedes español?'Nenhuma resposta. - 'Please, do you speak English? 'Nada. Angustiado, o alemão desiste e vai-se embora. Um dos alentejanos vira-se para o outro e diz: - Talvez devêssemos aprender uma língua estrangeira... - Mas para quê, compadre? Aquele gajo sabia cinco... E adiantou-lhealguma coisa?

Nota à Comunicação Social

MMS – Novo partido político 6/3/2009 (Sexta-feira) – 19h00
.
– Reunião em S. João da Madeira7/3/2009 (Sábado) – 23h00
.
– MMS “sai à noite” em S. João da Madeira, com ponto de encontro em frente ao café “Pé de Salsa”14/3/2009 (Sábado) – 11h00 – MMS distribui em Aveiro “caixas de medicamentos” contra a crise, com ponto de encontro em frente ao Hotel Arcada, no centro da cidade.Consulte o nosso blog em:
.
.
Não paramos, não nos resignamos, queremos mais por Portugal.Se Nada Fizermos, Nada Acontece.
.
Para qualquer informação contactar:
.
Marcelo Pinho 256388395 919752555
.