sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Só visto - Destak

Põe mulher à venda em site de carros
Um homem de nacionalidade romena decidiu terminar a suaactual relação pondo a companheira à venda. A falta de paciência para ouvir a mulher a resmungar foi o motivo que o levou a tomar esta atitude. O facto de Alex Cretu ter colocado um anúncio na internet já não surpreende muito dada a frequência com que têm sido noticiadas situações semelhantes, o curioso é o pormenor de o ter feito precisamente num site de venda de carros usados.
Na descrição da companheira revela aos interessados que o seu «ano de fabrico é 1983» e que «está em boas condições». Como bonús traz ainda «dois acessórios de três e cinco anos» e o preço é «negociável». Recorde-se que inicialmente o romeno, de 20 anos, pedia 10 milhões de euros pela mulher, mas que baixou o valor para os 7,5 milhões recentemente porque tem «urgência» em vender. No entanto, o cidadão de Bucareste pede «seriedade» ao futuro comprador.
Alex refere que já recebeu várias propostas de interessados, mas que o valor que estavam dispostos a pagar pela sua companheira ficava muito abaixo do que ele estava a pedir no anúncio.
.
In Destak

Não há palavras

Pinto da Costa ganha à comissão
Se o FC Porto ficar em terceiro lugar no campeonato e consequentemente afastado da Champions, os administradores recebem um prémio de mais de 800 mil euros. Desses, Pinto da Costa recebe cerca de 300 mil, sendo os restantes 500 divididos pelos três outros administradores: Adelino Caldeira, Reinaldo Teles e Fernando Gomes.
Fique a par de mais pormenores, em exclusivo, na edição do CM desta sexta-feira. . In correio da manhã – 31.10.2008
.
Em tempo de crise, estes valores demonstram bem o amor ao clube...

Post it

Diferença entre sexos diminui
Em média, as mulheres vivem mais tempo que os homens - 81,5 anos comparando com os 77,2 anos -, mas dados do Reino Unido mostram que diferença está a diminuir. Por Vera Esteves
Segundo o Instituto Nacional de Estatística em Inglaterra, a esperança de vida entre homens e mulheres tem vindo a reduzir-se nos últimos 20 anos por um ano e meio.
Os especialistas consideram que se deve ao facto de os homens estarem a deixar de fumar e de terem mais cuidados com o coração.
Os números mostram que a esperança de vida tem melhorado em todos os países e nas regiões do Reino Unido nos últimos anos, embora as crianças do Sul de Inglaterra possam viver mais do que as que vivem no Norte. No Sul a média é de 78,7 anos para os homens e 82,9 anos para as mulheres, enquanto a Norte os homens vivem em média até aos 76,3 anos e as mulheres até aos 80,4 anos.
Homens mais saudáveis
«Deixar de fumar e fazer o diagnóstico precoce às doenças cardiovasculares foram os factores-chave na saúde dos homens. Foram os factores-chave para se aproximarem um pouco mais da esperança média de vida das mulheres». Quem o disse foi Alan Maryon-Davis, presidente da Faculdade de Saúde Pública, embora saliente que a obesidade continue «a ser um grande problema».
In destak - 30-10-2008

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Recortes - comunicação social

Motas vão passar a ter inspecção
30 10 2008 13.48H
Cerca de 400 mil motas terão de ser submetidas a uma inspecção obrigatória semelhante à que já existe para os automóveis. A proposta do Governo deverá entrar em vigor em Junho do ano que vem.
O Governo está em negociações com a Associação Nacional de Centros de Inspecção Automóvel para tornar obrigatória a inspecção aos veículos de duas rodas, avança o Correio da Manhã.
Fonte oficial do Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres garante que ainda «não há decisão» para a data de arranque das inspecções às motas, mas acredita que a legislação deverá entrar em vigor no segundo semestre de 2009.
As motas deverão ser chamadas a inspecção, à semelhança dos carros, no dia que consta na matrícula. Os preços por cada inspecção ainda não estão definidos.
.
In destak

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Sem comentários...

Resultados: Impacto negativo com as quedas nas bolsas
Banca em crise ganha 3,3 milhões por dia
A crise financeira internacional não impediu a Banca portuguesa de conseguir 914 milhões de euros em lucros, o que dá uma média de 3,3 milhões de euros por dia até Setembro. Os principais grupos financeiros já apresentaram os resultados do terceiro trimestre de 2008 (o Banco Espírito Santo apresenta hoje os seus números) e o negócio da concessão de crédito, da captação de depósitos e da cobrança de comissões continua a crescer.
O principal impacto negativo da crise vem das aplicações bolsistas, actividades de corretagem e participações financeiras.
Ontem foi a vez de o Millennium e de o Santander Totta apresentarem resultados. O banco presidido por Carlos Santos Ferreira registou uma quebra superior a 64 por cento no resultado líquido, que se fixou em 142 milhões de euros (contra 403,7 milhões conseguidos em 2007). Para esta quebra contribuiu, em muito, a desvalorização da participação no BPI (o Millennium possui cerca de 90 milhões de acções do banco liderado por Fernando Ulrich e perdeu com estes papéis mais de 2002 milhões de euros). Trata-se de uma participação que está a penalizar fortemente os resultados do Millennium e em relação à qual o banco procura um comprador.Registou-setambém perdas de mais 13 milhões noutros activos financeiros directamente relacionados com a instabilidade dos mercados de capitais.
No negócio bancário o Millennium registou uma subida de 13,2 por cento na concessão de crédito (em especial no crédito às empresas) que atingiu os 72,7 mil milhões de euros até Setembro, captando depósitos no valor de 66,8 mil milhões.
'Num ano que se espera não-recorrente' como o classificou Santos Ferreira, o presidente projectou as necessidades de financiamento do Millennium para o primeiro semestre de 2009 na ordem dos 4,7 mil milhões de euros e não afastou a hipótese de recorrer à facilidade de cedência de liquidez dada pelo Banco Central Europeu (BCE), 'que é diferente da linha de emergência concedida pelo BCE'. 'Segundo o meu conhecimento, ainda nenhum banco português recorreu à linha de emergência do BCE', disse Santos Ferreira.
PENSÕES A DESVALORIZAR
O Fundo de Pensões do Millennium registou até Setembro uma desvalorização de activos que totalizou 960 milhões de euros. Esta desvalorização foi ainda potenciada pela alteração dos pressupostos actuariais. O presidente do Millennium referiu que a instituição fez um exercício de impacto desta desvalorização no capital do banco e registou que, absorvendo todo o montante, o rácio de solvabilidade do banco passa de 11,2 para os 10,8 por cento. 'Só no final do ano é que o Millennium faz as contas ao valor do fundo de pensões e ao seu impacto nas contas do grupo', disse Santos Ferreira. .
DEPÓSITOS SOBEM 17,9%
O Santander Totta registou uma subida dos depósitos de 17,9 por cento até Setembro. O destaque vai para o crescimento dos depósitos a prazo que aumentaram 36,9 por cento em virtude da instabilidade dos mercados bolsistas e dos produtos derivados. 'Perante o agravamento da crise [...] o Santander manteve um crescimento significativo dos depósitos de clientes e do volume de crédito concedido aos pequenos negócios', afirmou Nuno Amado, presidente do Santander Totta.
BANCA ( Resultados de Janeiro a Setembro)
SANTANDER TOTTA (mais 2,5% do que em 2007)
- 398,1 Valores em milhões de euros
MILLENNIUM BCP (menos 64,8% do que em 2007)
- 142 Valores em milhões de euros
BANCO PORTUGUÊS DE INVESTIMENTO - BPI (menos 86,2% do que em 2007)
- 34,4 Valores em milhões de euros
BANCO ESPÍRITO SANTO - BES (menos 30% do que em 2007)
- 340 Valores em milhões de euros
(O resultado do BES é baseado numa previsão dos analistas. O banco apresenta os seus resultados hoje)
Miguel Alexandre Ganhão
In Correio da manhã - 29 Outubro 2008 - 00h30

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Momentos de futebol

Divirta-se com o vídeo que faz sucesso na net
São três minutos de gozo, uma colecção dos melhores disparates que já se viram em campos de futebol. Frangos, boladas, actos falhados, falhanços incríveis, momentos de puro «non sense». A compilação que um adepto com muito sentido de humor colocou no Youtube é dos vídeos de desporto mais vistos de sempre. Já teve perto de 19 milhões de visitas e bate-se com um vídeo promocional de Ronaldinho Gaúcho e outro que compara o craque do Milan com Cristiano Ronaldo.
Mais palavras para quê? Veja e divirta-se.
. In maisfutebol

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Futsal Mondim

1ª Eliminatória da taça de Futsal A.F.Vila Real
25 de Outubro 2008, 21.00 horas.
Pavilhão Gimnodesportivo de Mondim de Basto
Assistiram ao Jogo cerca de 300 espectadores.
Futsal Clube Mondim de Basto 12 Ervededo Futsal 3
FCMB: Brioso, Chumbadinha, Miguel Ângelo (3 golos), Kukes (4 golos), Nuno (1 golo), Ruben (2 golos), Litos, Niko, Toni (1 golo), Luís (1 golo), Gijio. Treinador: Cassiano.
Ervededo: Luis, Sousa, Bruna, Alexandre, Alex (1 golo), Stefane (1 golo), Xavier, Rafael, Duarte (1 golo), Paulinho. Treinador: Anidio Carvaho.
Árbitros: Ângelo Borges, Diogo Mesquita, Marco Gomes.
Equipa da casa demolidora…
A equipa de futsal de Mondim de Basto fez um jogo excelente e não estava a jogar com uma equipa qualquer, o Ervededo é o líder do campeonato de futsal da A.F.Vila Real, mas contra a força não há resistência e isso foi notório durante todo encontro.
A equipa da casa entrou muito forte, pressionou alto dando menos espaço ao adversário para pensar e organizar o seu jogo, mas é bom salientar que a equipa visitante pelo menos tentou jogar de igual para igual e isso não se tinha visto em outros equipas, que estacionavam o “Autocarro” na sua área e raramente de lá saiam, mas como a ousadia se paga caro, o Mondim no contra-ataque foi quase sempre letal e o resultado foi-se avolumando de uma forma natural, porque os seus jogadores são de qualidade muito superior e isso começa a ser cada vez mais evidente.
O visitante apesar do resultado, não é uma equipa banal, pratica um bom futsal e contribuiu para o espectáculo, mas como se sabe neste tipo de jogo defender é uma arte e saber arriscar uma virtude, e nesse aspecto a equipa da casa voltou a mostrar como se faz, privilegiou sempre a circulação rápida de bola e ao primeiro toque, rapidez na transição defesa / ataque, contenção de bola quando era preciso, finalização muito eficaz pois quase todos atletas são bons executantes, cultura técnica e táctica acima da média e isto tudo e muito mais fez a diferença. É uma equipa de outro campeonato e os seus adversários que me desculpem, mas estão a anos luz deste nível.
Melhor em Campo: Excelente exibição de toda a equipa, Kukes regressou aos golos, rematou muito e marcou por 4 vezes.
Equipa de arbitragem: Fez uma boa exibição, atletas também facilitaram o seu trabalho.
. Texto: F. Machado

Recortes - comunicação social

Um terço dos licenciados pensa criar o seu negócio 27 10 2008 08.24H Cerca de 35% dos universitários têm intenção de ter uma empresa, mas na verdade apenas 6,4% terminam os projectos. Aversão ao risco é um dos factores que inibe os estudantes.
Patrícia Susano Ferreira pferreira@destak.pt
Aversão ao risco, baixa criatividade e pouca familiaridade com o processo de criação de novos negócios são alguns dos factores que inibem o empreendedorismo entre os estudantes portugueses do ensino superior.
As conclusões são de um estudo de Aurora Teixeira, docente da Faculdade de Economia da Universidade do Porto e investigadora, que tentou compreender as atitudes dos alunos em relação à criação de novas empresas.
Apesar de 70% dos 4413 inquiridos se mostrarem atraídos pela ideia de poderem criar o seu próprio negócio e 35% terem intenções de o fazer, as taxas de empreendedorismo efectivo são muito baixas. Apenas 6,4% dos alunos fundam empresas e pouco mais de 11% já começaram a dar os primeiros passos para criar um novo negócio.
A autora acrescenta que poucos compreendem o tipo de assuntos com que um empreendedor é confrontado quando leva uma ideia para o mercado, como se criam planos e conceitos de negócios, quais as técnicas que ajudam a perceber o que o mercado necessita, ou mesmo como financiar legalmente um novo conceito de negócios.
Além disso, cerca de 16% dos alunos não mostram capacidade para identificar um modelo exemplar de uma pessoa empreendedora ou de uma empresa nacional ou internacional de destaque. Aqueles que o fizeram elegeram Belmiro de Azevedo em Portugal e Bill Gates no Mundo.
Áreas empreendedoras
De acordo com o estudo, os alunos com maior propensão para o empreendedorismo encontram-se inscritos nas áreas de Economia e Gestão, seguidos dos de direito e ciências sociais. Em situação oposta encontram-se os estudantes da área da saúde.
Por regiões, o Algarve lidera nas intenções empreendedoras (41,1%), mas perde no que toca à criação de empresas, com pouco mais de 5%. Lisboa consegue ganhar o primeiro lugar neste sector (cerca de 7%), seguida de perto do Alentejo.
.
In Destak

sábado, 25 de outubro de 2008

Resenha histórica de Codessoso

Continuação... Dos finais do Antigo Regime aos alvores do Liberalismo
Apesar dos Coutos como terras privilegiadas terem sido definitivamente extintos por Carta de Lei de 19 de Julho de 1790, no reinado de D. Maria I, três anos mais tarde, a 8 de Julho de 1793, por uma provisão da mesma soberana, manda-se “conservar o Cabido da Colegiada de Guimarães na posse do uso da sua jurisdição e regalias dos dois Coutos de S.Torcato e de Aboim e Codeçoso, assim como sempre praticaram elegendo as justiças deles “.
Lembro aqui que todo o território continental da monarquia portuguesa do Antigo Regime estava coberto por concelhos, designados oficialmente como cidades, vilas, concelhos coutos e honras, sem que dessas distintas designações resultassem significativas diferenças. Todos os concelhos eram dirigidos por uma câmara, composta (no mínimo) por um juiz-presidente (ordinário ou de fora) e por, dois vereadores e um procurador, oficiais camaristas (em principio) não remunerados, eleitos localmente e confirmados ou pela administração central da coroa ou pelo senhor da terra. Os juízes das e/ou as câmaras tinham em toda a parte atribuições formais semelhantes, que compreendiam a jurisdição em primeira instancia sobre (quase) todas as matérias. Em todo o lado, os vereadores e procuradores e os juízes ordinários eram eleitos por ano. Dos ofícios municipais não remunerados, um dos mais importantes e de relevo para a vida local era o almotacel, que embora não fizesse parte da câmara que o escolhia, tinha a seu cargo a fiscalização dos pesos e medidas, a fixação de preços e a distribuição de géneros em épocas de escassez. Outro importante cargo municipal era o de escrivão, o único oficial nos concelhos que necessariamente tinha de saber escrever.
No princípio do século XIX, dos mais de 800 concelhos existentes no continente, 150 localizavam-se na província do Minho, dos quais 36 tinham menos de 200 fogos, incluindo-se nestes o Couto de Aboim e Codeçoso, com 132 fogos e 620 moradores.
Não obstante reconhecer não ter ainda estudado suficiente e aprofundadamente o Couto ou Concelho de Aboim e Codeçoso neste período, posso informar que a câmara local era por um juiz ordinário de eleição anual, dois vereadores e um procurador, dos quais não posso afirmar categoricamente que algum deles não fosse iletrado, mas aparentemente todos sabiam assinar o seu nome.
.
Por Raul Lopes

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Notícias de Celorico de Basto

Jovem apareceu morto em Cerqueda Escrito por Fernando Vilas Boas 22-Out-2008
Após vários dias de desaparecimento de um jovem celoricense que se encontrava numa casa de acolhimento, em S. Romão do Corgo, o pior aconteceu, quando ao fim da tarde de hoje foi comunicado o seu aparecimento, sem vida, no Lugar de Cerqueda, freguesia de Arnoia em Celorico de Basto. Durante a tarde, início de noite, as autoridades deslocaram-se ao local, estando a ser tomadas as diligências necessárias e decorrentes deste tipo de casos. Segundo apurou o Notícias de Basto, “este jovem tinha todas as boas condições que lhe eram proporcionadas pela família de acolhimento”, mas as suas características psíquicas, alegadamente não seriam as melhores, recorrendo várias vezes à fuga.
.
In notícias de basto

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Campeonato Distrital de Futsal Vila Real

18 de Outubro 2008, 21.00 horas.
Pavilhão Gimnodesportivo de Mondim de Basto
Assistiram ao Jogo cerca de 200 espectadores.
Futsal Clube Mondim de Basto 8 Os Amigos de Cerva 0
FCMB: Brioso, Chumbadinha (1golo), Miguel Ângelo (3 golos), Kukes, Nuno (1 golo), Ruben (2 golos), Litos (1golo), Niko, Toni, Luís, Gijio. Treinador: Cassiano.
Cerva: Vero, Pontes, Nando, Paulino, Freitas, Miguel, Palas, Tiago, Mário, Zé Manuel, Nuno. Treinadores: Arlindo, Henrique.
Árbitros: Rui Rocha, Miguel Martins.
Mais uma goleada, Cerva a vitima…
A equipa de Futsal do Cerva que tinha um historial totalmente favorável nos confrontos anteriores com a equipa de Futsal de Mondim, muito prometia para este jogo, mas a história mudou e tudo já indicava que isso pude-se acontecer, devido á grande diferença de qualidade existente entre as duas formações e na classificação a equipa da casa olhava de cima para baixo e mal conseguia ver o adversário que se encontra nos últimos lugares com apenas 4 pontos.
A equipa de Futsal de Mondim apresentou-se com argumentos muito superiores aos do seu adversário e este para não ser completamente “cilindrado” encolheu-se junto à sua área durante praticamente todo jogo, mesmo a perder por 5 ou 6 golos de diferença nada foi alterado e o “Autocarro” continuou estacionado na defesa como de uma vitória se trata-se, excepção feita a um ou outro contra-ataque que morreu no guarda-redes Brioso.
Esta equipa do Mondim que durante todo o jogo fez uma boa circulação de bola e com muita rapidez, com passes curtos e teleguiados e uma triangulação perfeita para abrir espaços para o remate à baliza. O Cerva cedo claudicou e logo nos primeiros minutos de jogo ficou com os olhos trocados e a ver como se jogava, ao intervalo o resultado já era de 4-0, na segunda parte e sem estar a desconsiderar a equipa visitante, mas a verdade é uma só o Mondim continuou a jogar sozinho e foi construindo um resultado amplo que terminou numa goleada de 8-0, que poderia ter sido maior , não fosse algum azar, falta de pontaria e o bom desempenho do Guarda-redes adversário.
A equipa “ os Amigos de Cerva” pareceu-me muito limitada e de fraco nível técnico e tactico, tal foi a maneira asfixiante como foi dominada durante todo o encontro pela Equipa de Futsal de Mondim de Basto, que é sem duvida de outro campeonato.
Melhor em Campo: A equipa esteve mais uma vez homogénea a defender e a atacar, Ruben regressou à boa forma, rematou muito, recuperou bem e marcou por duas vezes.
Equipa arbitragem: Esteve em bom plano e mostrou qualidade.
. Texto: F. Machado

MP 3 provoca surdez

Ouvir música em leitores de MP3 com o volume elevado durante períodos prolongados pode provocar lesões auditivas permanentes, como a perda de audição, alerta a Comissão Europeia. Cinco a dez por cento dos utilizadores de MP3 poderão perder a audição se o fizerem com o volume elevado durante mais de uma hora por dia, todas as semanas, durante pelo menos cinco anos, indica um relatório do Comité Científico dos Riscos para a Saúde Emergentes e Recentemente Identificados.Os cientistas que elaboraram o parecer, a pedido da Comissão Europeia, confirmam que «há motivo de preocupação». Bruxelas vai agora analisar com os Estados membros e as partes interessadas as medidas que podem ser adoptadas para melhor proteger as crianças e os adolescentes da exposição ao ruído.«As descobertas científicas indicam um risco claro e temos de reagir rapidamente. Mais importante ainda, precisamos de sensibilizar os consumidores e tornar esta informação do domínio público», sublinha a Comissária Europeia responsável pela Defesa do Consumidor, Meglena Kuneva, citada pela Lusa.O executivo comunitário aconselha os utilizadores de leitores de áudio digital a manter o volume baixo, a verificar se é possível definir um nível máximo de som e recomenda a não utilizar os aparelhos em períodos prolongados.
. Artigos Relacionados:

Vontade de vencer...

A vontade de viver e vencer na vida muitas vezes supera as contrariedades por mais complicadas que possam parecer. Um espectáculo!... video

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A memória

Fonte do Freitas
Maciço de pedra e cimento, junto à estrada que dá para Celorico de Basto, foi erigido pelo já falecido José Freitas de Codessoso. Por sua iniciativa, canalizou um nascente de água que fica a montante e fez um fontenário, mais conhecido por fonte do Freitas, tendo dedicado os últimos anos da sua vida a esta obra, mantendo o local sempre limpo e asseado para que as pessoas pudessem beber e usufruir da sua frescura.
Depois de ter abandonado a freguesia de Codessoso para ir para o Lar de Arnóia, ainda se deslocou ali para matar saudades e reviver o tempo que dedicou à construção da fonte.
Porém, o proprietário do terreno onde se situa o nascente, destruiu a cano da água com receio que o proprietário do terreno onde se situa a fonte, viesse no futuro invocar a usucapião sobre a água.
Costuma-se dizer que a nossa passagem pelo mundo, é efémera se não deixarmos uma referência, uma obra, um marco, algo que possamos perpetuar a nossa memória, e este senhor, apesar de a sua “obra” ter pouco significado, ficará para sempre recordado “fonte do Freitas”.
.
Director

Novidade

Para os benfiquitas Novo motor de busca
BENFICA
Onde podem consultar as últimas das outras equipas da Liga Profissional de Futebol. http://www.slboogle.com/

sábado, 18 de outubro de 2008

Opinião

O Ministério Público do Tribunal Judicial de Gondomar que tem em mãos o caso do apito dourado, considera que Pinto da Costa, não deve ir a julgamento, no âmbito do caso Nacional-Benfica, por faltar provas de crime de corrupção desportiva activa.
De referir que os Tribunais são por excelência órgãos de soberania, independentes que se regem por critérios de estrita legalidade, que são responsáveis pela administração da justiça em nome do povo, quando em cada momento, são chamados para dirimir conflitos que se vão gerando na sociedade.
Ao contrário do senso comum, uma boa justiça é aquela que condena o infractor e/ou o culpado e absolve o inocente, isto significa que, pode-se fazer justiça absolvendo o arguido quando não há provas da prática dos factos por que vem indiciado e ou quando essas provas são insuficientes, incapazes de formar positivamente a convicção do Juiz.
Porém, o sentimento é outro, pois quando os arguidos são figuras mediáticas a justiça torna-se muito previsível, raramente há culpados ou responsáveis. Dá ideia que, há dois pesos e duas medidas, uma justiça para os pobres e uma justiça para os ricos. Esta situação vai semeando na sociedade uma ideia de impunidade, que os poderosos fazem o que querem, porque o “estatuto” social lhes confere um tratamento privilegiado. E alguns desses casos são do domínio público, caso de políticos, presidentes de Câmaras, que são absolvidos e se apressam a pedir indemnizações ao Estado.
Há pessoas que se vão vangloriando por alguns senhores dos “futebóis” não ser responsáveis por nada, passam imunes pelas situações, como se nado fosse, mas é preocupante todo este cenário, pois um dia destes podemos necessitar de justiça!..
.
AMG

O problema da pobreza

Dezoito por cento da população vive com menos de 366 euros por mês, o valor médio do rendimento nacional. Portugal é o país da União Europeia que mais reduziu a pobreza nos últimos anos, mas mesmo assim continua acima da média europeia.
.
Portugal registou em 2006 - data dos últimos dados do gabinete de Estatística da União Europeia - uma recuperação dos níveis da pobreza, cujo limiar foi estabelecido em 60 por cento do rendimento médio em cada país.
Além de Portugal, só Irlanda, Holanda e Malta registaram progressos no combate à pobreza. No limiar da pobreza viviam 16 por cento dos europeus, o que corresponde a 78 milhões de pessoas.
O comissário europeu do Emprego, Assuntos Sociais e Igualdade de Oportunidades sustenta que é preciso “fazer mais”. Os níveis de pobreza pioraram na Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Hungria, Itália, Lituânia, Letónia, Luxemburgo, Polónia, Suécia e Roménia.
Em todo o mundo, morrem diariamente mais de 50 mil pessoas de pobreza extrema.
A fome é uma das faces da pobreza. Novecentos milhões de pessoas não conseguem garantir uma alimentação adequada. Mais de mil milhões de pessoas sobrevivem com menos de um dólar por dia.
.
Ministro da Segurança Social quer chegar à média europeia
.
As “transferências sociais” são o principal motivo da redução da pobreza em Portugal, sustenta o ministro do Trabalho e da Segurança Social, que também destaca a pensão mínima fixada em 1999. Vieira da Silva apontou a evolução dos números da pobreza em Portugal desde 1977. A 7.ª Mesa-Redonda sobre a Pobreza e a Exclusão Social reuniu, em Marselha, os responsáveis pelo projecto da Comissão Europeia de luta contra a pobreza, que visa garantir um rendimento mínimo, políticas que favoreçam a inserção no mercado de trabalho e acesso a serviços sociais de qualidade.
.
Dia para a Erradicação da Pobreza assinalado em todo o país
.
Mais de 300 alunos da Escola Secundária José Gomes Ferreira, em Lisboa, participaram na iniciativa “Levanta-te e actua”, que pede aos Governos que cumpram as promessas de combate à pobreza definidas nos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. No Porto, a Fundação Filos promoveu um debate em que o reforço da acção local foi apontado como solução para combater a pobreza. A Associação Cais promoveu, também neste âmbito, a conferência de Carlos Vasconcelos Cruz intitulada “Portugal Desigual”. Ainda neste contexto, a Assistência Médica Internacional alertou para o constante aumento do número de pessoas que procuram os seus serviços. No primeiro semestre de 2008 recorreram ao apoio social da AMI 4.695 pessoas, o que corresponde a 64 por cento do ano anterior.
.
Pobreza está concentrada nos arredores das grandes cidades
.
As deliberações da Rede Europeia Anti-Pobreza foram entregues à Comissão Parlamentar dos Assuntos Constitucionais, Liberdades e Garantias.
O vice-presidente da organização sustenta que Portugal, apesar de ter registado “uma baixa no número de pobres”, o país ocupa uma “posição muito desfavorável” no contexto europeu. A presidente da Federação Portuguesa do Banco Alimentar Contra a Fome acrescenta que “as maiores bolas de pobreza estão concentradas nas zonas urbanas”. “Perto das cidades, as pessoas dependem quase exclusivamente dos seus salários para comerem e, em Portugal, tem-se verificado um fenómeno de desertificação do interior, com muitos idosos abandonados em zonas que há poucos anos eram cultivadas”, notou Isabel Jonet.
Em Braga, durante a inauguração do 14.º Banco Alimentar contra a Fome em Portugal, Isabel Jonet considerou que o problema mais grave que afecta a famílias do Norte do país é o desemprego, em virtude do fecho de várias fábricas. Os voluntários de Braga querem, agora, reunir equipamentos para o armazém como “caixotes, um empilhador e um tapete rolante para se fazer a triagem dos alimentos nos dias de recolha”.
Raquel Ramalho Lopes, RTP2008-10-17 17:35:06

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Sem comentários...

Reparem nestas duas facturas. Com oito dias de diferença, com a descida do iva o preço a pagar é o mesmo. É ou não é "roubar"? Divulguem pelos vossos contactos, porque como este caso há muitos mais. Temos que dar a conhecer estes casos...

Notícias da Região

Assaltou carro (Vila Garcia), roubou supermercado (Fervença) e fez um esticão (Borba) Escrito por F. Lemos e F. Vilas Boas 16-Out-2008 Ontem pela manhã, e segundo o Notícias de Basto, apurou junto de um vizinho, foi roubado um Volkswagen Golf, no lugar das Tapadas em Vila Garcia. O roubo do carro, a uma estudante, sucedeu-se quando ela se preparava para ir para a escola, estando a fechar o portão, tendo colocado o carro na parte exterior da casa. Nesse ápice, e alegadamente sem ter dado fé do sucedido, ficou sem a viatura.
Durante a parte da tarde, por volta das 17 horas, e segundo também apurou o Notícias de Basto, a mesma viatura Golf, terá servido de meio para o assalto a um supermercado junto à igreja de Fervença. Nesse assalto e segundo umas das pessoas que se encontrava no estabelecimento, o assaltante terá entrado, viu as montras, e alegadamente iria comprar uma pasta de dentes, o que se verificou tratar de uma forma simples de disfarçar e planear a forma do assalto. Dirigindo-se ao Caixa, roubou 50 Euros de uma cliente que se preparava para pagar e a gaveta da máquina registadora com o dinheiro dentro.
Também, na mesma tarde, e por volta da mesma hora do assalto de Fervença, quando uma senhora esperava pelo autocarro que liga Celorico a Fafe, no lugar de Cabanelas em Borba da Montanha, houve um assalto por esticão. O assaltante conduzia um Golf, que se supõe ser o mesmo do roubo da manhã e do assalto em Fervença, e dirigia-se no sentido Borba-Fafe, inverteu a marcha e perguntou à senhora aonde ficava o “Zé dos Camiões”, naquilo que terá sido uma pergunta de disfarce. A senhora respondeu que não sabia, e logo de seguida o assaltante tentou apoderar-se da carteira que tinha em sua posse. O assaltante tinha saído da viatura, agarrou a carteira e arrancou com o carro, levando a senhora de rastos, tendo esta sofrido alguns ferimentos sendo assistida no Centro de Saúde de Celorico de Basto.
Segundo apurou o Notícias de Basto suspeita-se que este assaltante esteja já referenciado, estando o caso entregue às autoridades.
.
IN: notícias de basto

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

1ª desfolhada do GDC

.

Recortes - comunicação social

Contas do Estado:
Em 2009 imposto sobe em média 11%
Comprar carro vai custar mais
Em 2009 comprar um carro vai sair mais caro ao bolso dos portugueses. Apesar das benesses fiscais concedidas às famílias e às empresas, o Orçamento do Estado para 2009 prevê um aumento substancial da taxa de Imposto Sobre Veículos (ISV), aplicado à compra de automóveis novos.
O Executivo espera arrecadar 1100 milhões com o ISV, que se traduz num aumento de 16,9% em relação ao valor que estima cobrar em 2008. Segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), cada automóvel comprado a partir de Janeiro vai sofrer um agravamento médio de 11% na taxa de ISV. Para Hélder Pedro, secretário-geral da ACAP, a subida evidencia 'um retrocesso' do Governo, que há um ano e meio aprovou um regime de tributação amigo dos carros menos poluentes.
Apesar de o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Carlos Lobo, justificar a subida com necessidade de 'recalibrar os escalões para manter a vertente ambiental do ISV', a par da 'retracção de 9% nas vendas', um fiscalista contactado pelo Correio da Manhã explica o agravamento com a quebra 24,1% de receitas até Agosto. 'O mercado de veículos sujeitos a impostos não se retraiu, registou um crescimento na ordem dos 2%, [pelo que] não deveria haver quebra na receita. No Orçamento para 2008 o Governo reduziu a taxa a um valor superior ao que devia, por isso alguém errou os cálculos', acredita o fiscalista.
Quanto ao Imposto de Circulação Único (ICU), aplicado aos carros com matrícula posterior a Junho de 2007, o Estado espera cobrar 134,8 milhões, mais 28,5% do que as receitas estimadas para 2008 e que representará, segundo as contas da ACAP, uma subida de 2,5% no imposto para os carros de 2007, de 5% para os de 2008 e 10% para as matrículas de 2009.
PRIVATIZAÇÃO DÁ 1200 MILHÕES
Em 2009 o Estado prevê arrecadar 1200 milhões de euros com as privatizações, anunciou o secretário de Estado do Tesouro, Carlos Pina. Segundo o governante, 80 por cento do valor mantém-se reservado para 'amortização da dívida pública' e os restantes 20 por cento servirão 'para operações de aumento de capital'. ANA, Inapa e TAP estão na lista. Apesar de o Governo manter a intenção de vender a Galp, o processo ficará adiado até que os mercados financeiros estabilizem, disse Teixeira dos Santos.
VÍCIOS PAGAM EFEITOS DA CRISE
O tabaco e o álcool vão sofrer agravamentos em 2009, de acordo com a proposta de Orçamento de estado apresentada pelo Governo. O aumento na arrecadação de receitas no dois componentes cria uma almoçada para contrariar a subida das despesas fiscais.
O Orçamento prevê uma subida de 6,8% no Imposto sobre Tabaco. O Estado estima recolher 1375 milhões de euros com a venda de cigarros. Já o Imposto sobre o Álcool e Bebidas Alcoólicas deverá subir 11,9%, equivalente a 220 milhões.
ISP MANTÉM-SE INALTERADO
O Governo vai manter a taxa de Imposto Sobre os Combustíveis (ISP) em 2009 porque, segundo o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, 'foi um compromisso assumido pelo ministro das Finanças'. Apesar disso, está prevista uma subida de 3,4% no valor arrecadado com este imposto, resultado 'do aumento do consumo' e da descida do preço do petróleo. Aliás, o Governo faz uma estimativa de 97,3 dólares para o preço do barril de brent em 2009.
DISCURSO DIRECTO
'ALTERAÇÃO É UM RETROCESSO DO GOVERNO', Hélder Pedro, Secretário-geral da Associação Automóvel de Portugal (ACAP)
Correio da Manhã – O Imposto Sobre Veículos (ISV) e o Imposto Único de Circulação (IUC) são os impostos que sofrem maior agravamento em 2009. Como vê esta penalização?
Hélder Pedro – A alteração proposta no Orçamento do Estado é um retrocesso do Governo. Ainda há um ano e meio o Ministério das Finanças fez uma reforma na tributação automóvel, fazendo grandes parangonas aos benefícios em termos ambientais. Agora, volta atrás porque não está a arrecadar tanto quanto esperava. Os carros novos a diesel vão deixar de ter os 500 euros de benefício no momento da compra, por exemplo. O Governo corta em quase todos os benefícios que tinha criado.
– O Governo justifica-o com a actualização dos parâmetros fiscais e com uma quebra nas vendas de automóveis. As razões são compreensíveis?
– O argumento de que houve uma quebra nas vendas não se justifica. As vendas estagnaram, mas não houve quebras.
– Quem sai mais penalizado?
– Todos saem afectados, desde os carros maiores aos mais pequenos. Este é, aliás, o primeiro agravamento fiscal que afecta todos os escalões, sem diferenciação.
– As motas também?
– O regime de tributação das motas já foi alterado e não sofre agravamento. Os valores mantêm-se com a actualização dos 2,5% da inflação. n D.R.
OUTROS DADOS
DESEMPREGO
Os gastos com o subsídio de desemprego vão subir 3,6 por cento no próximo ano, para 1578 milhões de euros, segundo proposta do OE para 2009.
PENSÕES
As despesas com pensões, que representam 61,7 por cento da despesa efectiva da Segurança Social, vão crescer 6,3 por cento, para 13,6 mil milhões de euros.
COMPLEMENTO
Os gastos com o complemento social para idosos vão subir de 77,9 para 200,43 milhões de euros. Na base do acréscimo está o alargamento da atribuição desta prestação social a todos os cidadãos de baixos recursos e com mais de 65 anos.
NOTAS
CAVACO SILVA: AUMENTO
O Orçamento do Estado para 2009 prevê que a Presidência da República, liderada por CavacoSilva, receba 20 milhões de euros, mais 1,6 milhões de euros do que em 2008
PARLAMENTO: TRÊS ELEIÇÕES
O Parlamento vai receber 170 milhões de euros, mais 72,6 milhões do que em 2008. O aumento é justificado pelo financiamento de três eleições e pelas subvenções aos partidos em 2009
MINISTRO: DESCULPA
O ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva, pediu desculpa aos deputados pelos atrasos na disponibilização da proposta de Orçamento do Estado para 2009 Diana Ramos / Pedro H. Gonçalves
IN correio da manhã – 16.10.2008

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Jantar do GDC

No passado dia 26 de Setembro de 2008, realizou-se no Café do Daniel em Codessoso, o jantar do GDC que culminou com o encerramento da Liga de Futsal Super Viva de Celorico de Basto.
A jantar serviu para a Direcção, confraternizar com os jogadores da equipas A e B do clube, e para fazer um balanço da época desportiva.
No uso da palavra o Presidente da Direcção Albino Monteiro, aproveitou para referir que os objectivos da participação do clube na Liga de Futsal tinham sido alcançados.
A equipa B, apesar dos resultados não terem sido bons, cumpriu com o que tinha sido inicialmente planeado, isto é, possibilitou a participação a outros jogadores que não teriam oportunidade de jogar e formar novos valores para competir ao mais alto nível no futsal. Aproveitou para inaltecer o facto dos jogadores competirem até ao final da competição sem nunca terem desistido, ao contrário de haver equipas que desistiram da prova, quando os resultados eram negativos.
Relativamente à equipa A, referiu que os jogadores foram uns heróis, que fizeram uma excelente época desportiva, e só não foram à final, porque foram impedidos por um conjunto de factores e/ou incidentes que se verificaram nos play-offs, que prejudicaram muito o clube.
Afirmou ainda, que o clube estava atento a todas estas situações, e que iria reagir em comunicado, como forma de manisfestar o descontentamento do clube, jogadores e povo da freguesia que apoiou o GDC.
Referiu ainda que, perante este cenário a Direcção deveria repensar a sua participação da Liga de 2009.
Terminou afirmando, que o clube está de parabéns e, o próprio povo da freguesia de Codessoso, por terem sido incansáveis no apoio ao clube, pois sem eles, não seria possível ficar entre as quatro melhores equipas do concelho, entre 24 participantes.

Liga de Futsal Super Viva

Afinal; nem tudo correu bem na Liga de Futsal de Celorico de Basto Como foi veiculado na comunicação social da localidade.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Espectáculo!...

Não maximizar a janela!!! http://www.fly-a-balloon.be/ tem som

Solidariedade

REENCAMINHANDO ...
É FAVOR DE PASSAR ESTE MAIL, TANTAS VEZES QUANTO POSSIVEL... OBRIGADO São necessários (principalmente) pijamas para as crianças que estão no IPO afazer tratamentos de quimioterapia. Após os tratamentos, os pijamas ficammuito sujos e gastam-se rapidamente.
Esta ideia surgiu há dois anos e hoje já é apelidada de *MovimentoPijaminha* pelo sucesso que têm tido os esforços conseguidos!
As necessidades existentes passam pela falta de pijamas, pantufas, chinelos,meias, robes e fatos de treino.
Para todos a vida não está fácil, mas dentro das possibilidades de cada umhá sempre espaço para participar, comprando ou obtendo junto de amigos efamiliares agasalhos que já não sirvam.
No ano passado foram entregues 76 pijamas e o IPO ficou muito satisfeitocom esta dádiva.Este ano vamos repetir a façanha, e se possível ultrapassar este número.
Se divulgarem já estão a ajudar

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Campeonato Distrital de Futsal Vila Real

11 de Outubro 2008, 17.00 horas
Pavilhão Gimnodesportivo da Escola c+s Mesão Frio
S. C. Mesão Frio 0 F. C. Mondim de Basto 9
FCMB: Brioso, Miguel Ângelo (3golos), Chumbadinha (2 golos), Kukes, Nuno (1golo), Ruben (1 golo), Litos (1golo), Niko, Luís, Gijio, Toni – (1 auto -golo). Treinador: Cassiano.
Entrar a ganhar e acabar a golear…
A equipa de Futsal de Mondim entrou mais uma vez a ganhar neste jogo e logo nos primeiros minutos inaugurou o marcador com um míssil de Miguel Ângelo e diga-se de passagem que mais uma vez o pior adversário para o FCMB foram as condições adversas que foi encontrar, um pavilhão que não tem as medidas mínimas para a pratica da modalidade, mas não foi isso que amedrontou esta equipa que sabe o que quer para alcançar os seus objectivos, fez um jogo inteligente e de paciência e de muita garra, na primeira parte a equipa da casa ainda tentou segurar na defesa o máximo possível para sofrer poucos golos e lá conseguiu pois ao intervalo só perdia por 2-0, resultado muito escasso para o Mondim que dominou a seu belo prazer, a diferença entre ambas as formações era abismal.
Na segunda parte o jogo continuou a ser controlado pela nossa equipa, mas a equipa da casa tentou aventurar-se mais no ataque e tentar a sua sorte e claro pagou a factura, sofrendo golos atrás de golos e só não foram mais porque os postes e o guarda redes ajudaram, a equipa do Mondim mostrou sempre muita tranquilidade, praticou um futsal bonito e ao primeiro toque com jogadas rápidas e bem delineadas, os atletas do Mesão Frio só se limitavam a defender e fazer faltas para travar os nossos atletas, e nos poucos remates que fizeram á redes de Brioso este disse presente, mostrando segurança e tranquilizando os restantes colegas, não é por acaso que foi escolhido para Capitão, Bravo rapazes estão no bom caminho.
Melhor em Campo: Equipa esteve compacta a atacar e a defender, Chumbadinha o mais eficaz, 4 remates a baliza 2 golos.
Equipa arbitragem: Jogadores não deram problemas, principalmente os da equipa do Mondim que só cometeram uma falta em todo jogo, mas mesmo assim no pouco que houve para decidir faltou autoridade aos senhores do apito.
Texto: F. Machado

Futebol

O futebol é um espectáculo digno de se ver, que gera muitas emoções nas pessoas. Desporto rei, à escala mundial. Com recortes técnicos destes, protagonizados por talentos como Higuita... está explicado!... video

Aquecimento global

Aquecimento global força espécies a migrar para altitudes mais elevadas
Espécies animais e vegetais estão a ser obrigadas pelo aquecimento climático a migrar para altitudes mais elevadas, tanto nas florestas tropicais da América Central como nas montanhas da Califórnia, segundo estudos publicados sexta-feira na revista Science.
No entanto, essas migrações poderão ficar comprometidas pela actividade humana que modifica os habitats naturais, como os abates de árvores nas florestas.Segundo os autores de um destes estudos, a temperatura média nas zonas de clima tropical aumentou mais de 0,75 graus Celcius desde 1975 e os modelos climáticos prevêem uma subida de mais de três graus durante o próximo século nas florestas tropicais da América Central e do Sul.Ora esse aquecimento equivale a 600 metros em altitude, o que significa que em finais do século, para se encontrar a temperatura actual será necessário subir essa distância - refere o ecologista Robert Coldwell, da Universidade de Connecticut, principal autor do estudo.Estes cientistas recolheram dados sobre quase 2.000 espécies de plantas e insectos a diferentes altitudes nas encostas cobertas de floresta tropical de um vulcão extinto na Costa Rica com uma altitude próxima dos 3.000 metros.Descobriram assim que cerca de metade dessas espécies vivia em zonas muito estreitas em termos de altitude e que o aumento das temperaturas provocado pelo aquecimento climático as forçará a adaptarem-se a um ambiente totalmente novo, pondo em risco a sua sobrevivência.Coldwell sublinha que essas migrações de plantas e animais para altitudes mais elevadas já se verificam a latitudes mais temperadas onde as temperaturas aumentaram mais.Este fenómeno, já observado nos Alpes em espécies vegetais, foi também observado no Parque Nacional de Yosemite e nas montanhas da serra Nevada, na Califórnia (EUA), de acordo com outro estudo publicado na Science.
O aquecimento climático dos últimos anos forçou numerosos pequenos mamíferos a viver a altitudes mais elevadas, segundo este trabalho realizado por Craig Moritz, biólogo da Universidade da Califórnia em Berkeley.Esta investigação tinha por objectivo comparar as populações de pequenos mamíferos que vivem actualmente no Yosemite com as de 1918, data do anterior recenseamento.Os investigadores constataram que durante este período de 90 anos, metade destas espécies, como os esquilos, os musaranhos e os ratos migraram para altitudes mais elevadas.«A razão que salta à vista é o aquecimento climático», considera Craig Moritz.
O fenómeno confirma a necessidade de manter zonas protegidas, por exemplo parques nacionais, para as quais as espécies possam migrar em resposta a alterações climáticas, sem sofrer as interferências da presença humana, que perturba estes movimentos, sublinham as conclusões do estudo.
.
Com Lusa
. Artigos Relacionados:
.
In Ciberia

Notícias de Codessoso

Faleceu Antero Teixeira Cunha e Silva
No dia 29 de Setembro, faleceu Antero Teixeira Cunha e Silva, conhecido por todos como o Terinho do Portelo, com 83 anos.
O funeral realizou-se no dia 30 de Setembro pelas 18h00 na Igreja Paroquial de Santo André de Codessoso.

sábado, 11 de outubro de 2008

Fórum - futsal de Celorico de Basto

O GDC fez uma excelênte participação na Liga de Futsal Super Viva de 2008 de Celorico de Basto. A equipa B, ficou aquem as expectativas que foram inicialmente traçadas pelo Codessoso.
Por sua vez a equipa A, considerada por muitos como uma das melhores equipas da Liga, não foi além das meias finais, tendo ficado entre as melhores quatro equipas do concelho.
Que balanço faz da participação do GDC na Liga 2008?

Em bom português!

( Novo Dicionário de Língua Portuguesa ) PORQUE O SABER NÃO OCUPA LUGAR!!!!
Alevantar
O acto de levantar com convicção, com o ar de 'a mim ninguém me come por parvo!... alevantei-me e fui-me embora!'.
Aspergic
Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina.
Assentar
O acto de sentar, só que com muita força, como fosse um tijolo a cair no cimento.
Capom
Porta de motor de carros que quando se fecha faz POM!
Destrocar
Trocar várias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.
Disvorciada
Mulher que se diz por aí que se vai divorciar.
É assim.
Talvez a maior evolução da língua portuguesa. Termo que não quer dizer nada e não serve para nada. Deve ser colocado no início de qualquer frase. Muito utilizado por jornalistas e intelectuais.
Entropeçar
Tropeçar duas vezes seguidas.
Êros
Moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses.
Falastes, dissestes.
Articulação na 4ª pessoa do singular. Ex.: eu falei, tu falaste, ele falou, TU FALASTES.
Fracturação
O resultado da soma do consumo de clientes em qualquer casa comercial. Casa que não fractura... não predura. .
Inclusiver
Forma de expressar que percebemos de um assunto. E digo mais: eu inclusiver acho esta palavra muita gira. Também existe a variante 'Inclusivel'.
A forma mais prática de articular a palavra MEU e dar um ar afro à língua portuguesa, como 'bué' ou 'maning'. Ex.: Atão mô, tudo bem?
Nha
Assim como Mô, é a forma mais prática de articular a palavra MINHA. Para quê perder tempo, não é? Fica sempre bem dizer 'Nha Mãe' e é uma poupança extraordinária.
.
Númaro
Já está na Assembleia da República uma proposta de lei para se deixar de utilizar a palavra NÚMERO, a qual está em claro desuso. Por mim, acho um bom númaro!
Parteleira
Local ideal para guardar os livros de Protuguês do tempo da escola.
Perssunal
O contrário de amador. Muito utilizado por jogadores de futebol. Ex.: 'Sou perssunal de futebol'. Dica: deve ser articulada de forma rápida.
Pitaxio
Aperitivo da classe do 'mindoím'.
Prontus
Usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um 'prontus'! Fica sempre bem. Prutugal País ao lado da Espanha. Não é a Francia.
Quaise
Também é uma palavra muito apreciada pelos nosso pseudo-intelectuais. Ainda não percebi muito bem o quer dizer, mas o problema deve ser meu.
Stander
Local de venda. A forma mais famosa é, sem dúvida, o 'stander' de automóveis. O 'stander' é um dos grandes clássicos do 'português da cromagem'.
Tipo
Juntamente com o 'É assim', faz parte das grandes evoluções da língua portuguesa. Também sem querer dizer nada, e não servindo para nada, pode ser usado quando se quiser, porque nunca está errado, nem certo. É assim... tipo, tás a ver?
Treuze
Palavras para quê? Todos nós conhecemos o númaro treuze.

Red Bull 2008 no Porto

RED BULL AIR RACE PORTO Autentica F1 do céus Recorde de assistência 650 mil pessoas, mais 50 mil que a edição de 2007.
Um milhão de pessoas que marcou presença nos dois dias da prova: um recorde em termos de eventos desportivos em Portugal.
video

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Quem defende os animais?

NÃO É NECESSÁRIO VER O VÍDEO....É MUITO FORTE!! POR FAVOR, ASSINEM E ENCAMINHEM! ABAIXO EXPLICO O PROCESSO.
.
.
Com uma câmera escondida filmaram animais sendo retirada a pele todos ainda vivos, dizem que é para permitir um corte limpo, depois as carcaças são jogadas em pilhas ainda vivos e por mais ou menos 10 minutos o coração bate e olhos piscam e as patas dos cachorrinhos tremem, teve um que levantou a cabeça e fixou OS olhos ensanguentados direto para câmera. Se não quiserem ver o vídeo ao menos assinem a petição, precisamos agir.
.
O vídeo que se segue é de uma violência dolorosa. Os seus silêncios atingem fundo cada um de nós. Protegendo OS animais tornamo-nos maiores. O planeta não é nosso, apenas o dividimos entre todos...Por favor, ganha uns minutos do teu tempo e assina esta petição!
.
Faz também chegar esta mensagem a quem consideres poder ser sensível a esta causa.Cuidado ao ver o vídeo, é mesmo muito violento.
.
Não é necessário ver o vídeo para assinar esta petição. Escreve o teuNome e sobrenome, cidade e país no fim20DA lista e envia para OS teus
.
.
.
Quando a lista chegar às 500 assinaturas, por favor envia para:
.
.
.
Obrigado.00.Lorena Torrente Ruiz (mallorca)
01.Aina Jaume Vi lches (mallorca)
02.Neus Jaume Vi lches ( Mallorca )
03. Miriam Monerris Mascarà?' (Menorca)
04. Maria Truyol Vi llalonga (Menorca)
05. Davi d Coll Pieres (Menorca)
06. Joan Là?'pez Martà? (Menorca)07. Ju liàC2 n Pà? rez Megà? as (Catalunya)
08. Cristina Rodriguez Casado (Sevilla)
09. Javier Sanchez Reyes (Sevilla)
10. Silvia Rebollo Berro (Sevilla)
11. Antonio Marco Rivas (Sevilla, Espaà?'a)
12. Jesà? s Raà? l Na varro Serrano (Sevilla , Espaà?'a)
13. Joaquin Maria Peà?'a Feria (Sevilla, Espaà?'a)
14. Luis J Parra Melendo (Sevilla, Espaà?'a)
15. Fà, Javier Morales Ortiz (Sevilla, Espaà?'a)
16. Ignacio Flores Alguacil (Sevilla, Espaà?'a)
17. Eros Antonio Gamero Maldonado (Sevilla, Andalucà? a)
18. Marcos Ramiro Ainziburu (Segovia)
19. Ismael Parra Palacios (Madrid,Espaà?'a).
20. Marisol Galiano Vadillo (Madrid,Espaà?'a).
21. Roberto Jimenez Sanchez (Madrid,Espaà?'a)
22. Noelia Sà? nchez Gutierrez (Madrid, Espaà?'a)
23. Ana Catalan Salmeron(Madrid, Espaà?'a)
24. Jaime Abad Caldeiro (Madrid, Espaà?'a)
25. Jesà? s Fajardo Cortes (Madrid)
26. Elisabeth Peà?'alver Ruiz (Granada, Espaà?'a)
27. Hatha Stewart Gay de Montellà? (Granada, Espaà?'a)
28. Alex Taouil Vi la (Cataluà ?'a)
29. Daniel Muà?'oz Leon (Catalunya)
30. Laura Muà?'oz Leà?'n (Barcelona)
31. Eva Martà? nez à,¡lvarez (Barcelona)
32. Joan Prats Rocher(Barcelona, Catalunya)
33. Marti Pons Farreras (Barcelona, Catalunya)
34. Belà? n Bataller Cifuentes (Barcelona, Espaà?'a)
35. Eva Gorriz d e Jorge (Barcelona,Espaà?'a)
36. Patricia Gasull Moreno(Barcelona, Espaà?'a)
37. Nuria Santiago Morales (Madrid, Espaà?'a)
38. Belinda Lewin ( Fuengirola, Espaà?'a) à, Quà? pena!à, Comosufren!
39. Jordi Casares(Madrid Espaà?'a) Los humanos Los masignorantes.
40. Txell Sabartà? s Rosellà?' (Barcelona)
41. Belà? n Gayà? n (Barcelona)
42. Anna Mayolas (Barcelona )
43. AidaPalauCuenca (Barcelona)
44. Laura Diago Palau ( Barcelona)
45. Jordi Rodrà? guez Pi (Barcelona)
46. Ari anna Lumbreras Ari à?'o (Barcelona)
47. Marta Garcà? a (Barcelona)
48. Laura Garriga Na varro (Barcelona, Catalunya)
49. Maria Prat Vericat ( Barcelona, Catalunya)
50. Soledad D. L. (Galicia, Espaà?'a)
51. Lorena Ferreiro Santos (Galicia)
52. Olalla Mà? ndez Là?'pez (Galicia, Espaà?'a)
53. Andrea Lopez Gonzalez (Galicia, Espaà?'a)
54. Adrià? n Castro Rodrà? guez (Lugo, Galicia)
55. Josà? Luis Bermà? dez Salinas (Lugo,Espaà?'a)
56. Raquel Suarez Fuentetaja ( La Coruà ?'a)
57. Olga Marina Burque Hodgson (Coruà?'a)
58. Lorena Miguel Bermejo ( Val ladolid, Espaà?'a)
59. Estela Hernandez Sanz( Val ladolid,Espaà?'a)
60. Noemi Lozano Senovilla ( Val ladolid, Espaà?'a)
61. Macarena Bohoyo Rodrà? guez ( Val ladolid, Espaà?'a)
62. Pilar Espinosa de los Monteros à,¡lvarez ( Val=2 0ladolid, Espaà?'a)
63. Tirsa Alonso Afonso. (Canarias)
64. Brunella Ugetti
65. Vetri Pierluigi
66. Susana Trueba Sainz (Cantabria)
67. Guzmà? n Fernà? ndez Portilla (Cantabria)
68. Beatriz Diego (Cantabria)
69. Marina Aà?'à? barro (Cantabria)
70. Raquel Edilla (Cantabria)
71. Javier Dehesa (Cantabria)
72. Carlos Peà? rez (cantabria)
73.Regina DÃ-à? az (cantabria)
74. Raquel González (Albacete)
75. Marà? a Garcà? a Cuenca (Albacete)
76. Inma Hervà? s Val iente ( Val encia)
77. Jorge GarcÃ-a Cuenca (Albacete)
78. Francisco Sà? nchez (Albacete)
79. Javier Sà? nchez Fernà? ndez (Albacete, Espaà?'a)
80. Jorge Venceslà? Jimà? nez (Albacete, Espaà?'a)
81. Manuel P.R. (Badajoz, Espaà?'a)
82. Gerardo Palomo Torres (Badajoz,Espaà?'a)
83. Guillermo Rey Gozalo (Cà? ceres)
84. Ju an Baldomero Salguero Gà?'mez (Badajoz)
85. Eduardo Suà? rez-Bà? rcena Dà? az (Badajoz)
86. Ju an Antonio Robles Romà? n. Alburquerque (Badajoz)
87. Ju an Francisco Silverio Lucio. Alburquerque (Badajoz)
88. Jose Manuel Gamero Gallardo. Alburquerque (Badajoz)
89. à,¡ngel Garcà? a Diestro (Badajoz)
90. Và? ctor Manuel Bermejo Santana (Exremadura, Espaà?'a)
91. Alberto Vi à?'uela Rosa
92. Lara Salas Hernà? ndez (Badajoz)
93. Yolanda Antà?'n Ma rtinez (madrid)
94. Sergio Val encia Gonzalez ( Na varra)
95. Arkaitz Velaz Izco
96. Gorka Izquierdo Bizkarrondo ( Na farroa
97. Carolina Gonzalez Terroba( Na varra
98. Isis Talavera Pla (NAVARRA
99. Estefanà? a Husillos Borobio ( Na varra
100. Na talia Martinez Romero (NAVARRA
101. Francisco Arregui Pino (NAVARRA
102. Laura Ullate Clemente (NAVARRA
103. Cristian Matute (NAVARRA
104. Davi d Morales (NAVARRA)
105. Laura Guzmà? n Na tes ( La Coruà ?'a)
106. Alex andra Balbà? s Calvo ( La Coruà ?'a)
107. Diego Martinez Ruiz ( La Coruà ?'a)
108. Ignacio Maiso Salinas ( Zaragoza)
109. Mateo Lopez Guerrero (Logroño
110. Cynthia Westerveld Martinez (Marbella-Malaga, ESPAÃ'A)
111. Gorka Amian Azcoitia ( Van couver, BC, Canada )
112. JosÃ(c) Manuel Fernández DÃ-az (Sevilla)
113. Laura PÃ(c)rez Barrilero (Madrid)
114. Esther Hernández Soriano ( Val encia)
115. Yeray Ramos Ramos (Las Palmas de Gran Canaria - Islas Canarias)
116. RamÃ'n Manzanares RodrÃ-guez (Santa Cruz de Tenerife - Islas Canarias)
117. Yaiza Castro Ramos (Santa Cruz de Tenerife - Islas Canarias)
118. AndrÃ(c)s RodrÃ-guez Albertos (Santa Cruz de Tenerife - Islas Canarias)
119. Esther González Carrillo (Santa Cruz de Tenerife â ' Islas Canarias)
120.Carolina PÃ(c)rez LÃ'pez (Santa Cruz de Tenerife â ' Islas Canarias)
121. Berta Espejo Vi gil ( Barcelona)
121. Carolina Ferreira García (Las Palmas de Gran Canaria)
122. Beatriz Gutiérrez Hernández (Las Palmas de G.C.
123. Moisés Díaz Cabrera (Las Palmas de Gran Canaria)
124. Pedro José García Martín (Santa Cruz de Tenerife)
125. Omayra Díaz Hernández (Santa Cruz de Tenerife)
126. Marlén González Martín-Consuegra (Gijón, Asturias)
127. Elia Menendez Ibanez (Aviles, Asturias)
128. Bruno Rendeiro (Corroios, Seixal, Portugal)
129. Helder Miguel Marques Araújo (Charneca da Caparica, Almada, Portugal)
130. Dina T. M. Araújo (Charneca da Caparica, Almada, Portugal)
131. Joana Rodrigues (Almada, Portugal)
132. Filipa Nunes ( Amadora, Portugal)
133. António Lopes (Fátima, Portugal)
134. Eliseu Maia (Fátima, Portugal)
135. Joana Vi eira (Fátima, Portugal)
136. Ricardo Freitas (Oeiras, Lisboa, Portugal)
137. vera paz (lisboa, portugal)
138. Marta Furtado ( Lisboa, Portugal)
139. Sonia Silva ( lisboa,Portugal)
140. Leonor Babo (Lisboa, Portugal)
141. Claudia Oliveira (Lisboa, Portugal)
142. Catarina Leiria (Lisboa, Portugal)
143. Luis António (Lisboa Portugal)
144. Cristina Dias(Lisboa Portugal)
145. Manuela Passarinho (Sintra, Portugal)
146. Ana Sofia Gonlçalves (Coimbra, Portugal)
147. Gisela Cruz (Coimbra, Portugal)
148. Mário Manaia (S.Félix da Marinha, Portugal)
149. Joana Vi eira de Sá (S. Felix da Marinha, Portugal)
150. Berta Gabriela Marques Braz ão - bi 9977145 (Espinho, Portugal)
151. Ana Fidalgo (Espinho, Portugal)
152. Iolanda Ferreira (Espinho, Portugal)
153. Paulo Almeida (Espinho, Portugal)
154. Ana Gracinda Barros ( Espinho, Portugal )
155. Suéli Canelas (Espinho, Portugal)
156. Rui Melo (S. M. Feira, Portugal)
157. Anabela Silva (Porto, Portugal)
158. Elisa Silva (Porto, Portugal)
159. Manuela Rodriguez (Madeira, Portugal)
160. Lília Teixeira (Madeira,Funchal)
160. Bárbara Teixeira (Porto, Portugal)
161. Jaquelina Ferreira (Madeira, Portugal)
162. Bernardo Semião (Ponta Delgada, Portugal)
163.Ana Maria Silva (Lisboa-Portugal)
164 Vera Beatriz Hoelzle Silva (Lisboa - Portugal)
165 José António Marques ( Galway - Ireland )
166 José Fernandes (Galway - Ireland)
167 Ilda Palma(Setúbal-Portugal)
168 Pedro Fialho ( Évora - Portugal )
169 Ana Fialho (Évora - Portugal)
170. Van ia Prates (Évora - Portugal)
171 Sérgio Penica (Évora - Portugal)
172 Tiago Seixas (Évora- Portugal)
173 Van essa Godinho (Évora-Portugal)
174 Pedro Godinho (Évora-Portugal)
175 Lili ane Damásio (Évora-Portugal)
176 Rúben Jerónimo (Faro- Portugal)
177 Ana Custódio (Povoa - Lisboa - Portugal)
178 Paula Custódio (Povoa - Lisboa - Portugal)
179 Rita Cartaxo (Tomar - Portugal)
180 Joel Tiago Pires César (Tomar - Portugal)
181 Célia M Ari a R. Cardoso(Azeitão- Portugal)
182 Anabela Borges(Azeitão-Portugal)
183 Carla Metelo ( Oeiras-Portugal)
184 Daniel Hipólito (Sacavém-Portugal)
185 Pedro Venturini (Povoa Sta Iria-Portugal)
186 Ana Brites (Alverca - Portugal)
187 Lili ana Robalo ( Vi along - Portugal)
188 Diana Martins (Loures - Portugal)
189 Ju liana Ponte (Angra do Heroísmo - Portugal)
190 Soraia Bettencourt (Angra do Heroísmo - Portugal)
191 Raquel Bendito de Lima (Angra do Heroísmo - Portugal)
192. Mónica Ferreirra (Angra do Heroísmo - Portugal )
193. Joana Lourenço (Angra do Heroísmo - Portugal)
194. Darlene Nunes (Angra do Heroísmo - Portugal)
195. Andreia Silva (Angra do Heroísmo - Portugal)
196. Mário Mendes (Angra do Heroísmo - Portugal)
197. Marta Du tra (Praia da Vi tória - Portugal)
198. Catarina Estrela (Praia da Vi toria - Portugal)
199. Gina Gomes (Praia da Vi tória - Portugal)
200. Jorge Calçada (Almada - Portugal)
201. Marta Carvalho (Porto - Portugal)
202. Hugo Capas (Porto - Portugal)
203. Edite Magalhães (Porto - Portugal)
204. Horácio Carvalho (Porto - Portugal)
205. António Almeida (Porto - Portugal)
206. Paulo Soares (Gondomar)
207. Carlos Soares (Almada - Portugal)
209. Magda Silva (Porto - Portugal)
210. Abílio Seabra Moreira(Ponta Delgada)
211. Raquel Loureiro (Porto - Portugal)
212. Miguel Pinto (Porto - Portugal)
213. Marco António Cruz (Espinho - Portugal)
214 - Cristina Borges (Porto - Portugal)
215 Herminia Direito (Maia Portugal)
216 Ivan Co sta (Trofa Portugal)
217 Paulo Gomes ( Sto. Tirso Portugal)
218 - Na tália Carneiro (Sto. Tirso - Portugal)
219 -Cristina Fonseca (Sto.Tirso - Portugal)
220- Rita Costa (Sto Tirso - Portugal)
221 - Carla Magalhães (Porto, Portugal)
222 - Leonor Guedes Coelho (porto, Portugal)
223 - Nuno Montalvão (Porto, Portuhal)
224 - Francisca Fernandes (Porto, Portugal)
225 - Henrique Azevedo (Guimarães, Portugal)
226 - Catarina Gonçalves (Braga, Portugal)
227 - André Peixoto (Braga, Portugal)
228- Ana Cristina Mota (Braga, Portugal)
229- José Coelho (Amadora, Portugal)
230 - Guida Pinto (Amadora, Portugal)
231- Joel Alves (Funchal-Madeira)
232 -Tina de Nobrega (Funchal Madeira Island)
233 - Graça Varela (Funchal - Madeira Island)
234 - Ju dite Drumond (Lisboa, Portugal)
237- Joaquim Sousa (Lisboa, Portugal)
235 - Maria Fernanda Martins (Lisboa, Portugal)
236 - Beatriz Sousa (Lisboa, Portugal)
238 - Vasco de Sousa (Lisboa, Portugal)
239 - Maria da Luz Martins (Lisboa, Portugal)
240 - Danuia Pereira Leite (Lisboa, Portugal)
241 - Ana Vasconcellos (Venda do Pinheiro, Portugal)
242 - António José V. Caldeira (Alcobaça, Portugal)
243 - Cecília Val entina Torres Fernandes ( Vi la Nova de Famalicão - Portugal)
244 carolos A. C. Cordeiro, lisboa, Portugal
245 - Sílvia Alves (Torres Novas, Portugal)
246 - Andreia Neves (Torres Novas)
247 - Sónia Val ério (Torres Novas)
248 - Pedro Antunes (AbC3boda)
249 - Ana Filipa Matos (Abóboda, Portugal)
250 - Inês Ferreira (Santarém, Portugal)
251- Cátia Afonso (Cacém, Portugal)
252 - Andreia Afonso (Cacém, Portugal)
253- Ana Paula Costa (Cacém, Portugal)
254 - Bruno Miguel Borja (Mercês, Portugal)
255 - Sandra isabel Batista Portugal (Rinchoa-Rio de Mouro)
256 - Ana Catarina Guerreiro de Almeida Oliaz ( Cascais - Portugal )
257- Diana Malhado (Lisboa- Portugal)
258- Teresa Cepeda (Lisboa - Portugal)
259- Richard-Renén (lisboa-portugal)
260- Marina Conde (Sao Paulo-Brasil)
261- Caroline Teggi Schwartzkopf (São Paulo - Brasil)
262- Ronaldo Schwartzkopf (São Paulo - Brasil)
263- Luiza Aparecida Ramos Teggi (São Paulo - Brasil)
264- Amélia Ramos Mogadouro (São Paulo - Brasil)
265- Maria Fátima Teggi Schwartzkopf (São Paulo - Brasil)
266 - Elton Zuppo (São Paulo - Brasil)
267 - Oswaldo Luiz Pasqualin (São Paulo - Brasil)
268 - Ju liana Baldassarri Bizzarri (São Paulo - Brasil)
268 - Marcello Bizzarri (São Paulo - Brasil)
269 - Grazi ela Baldassarri (Florianópolis - Brasil)
270 - Fabio Luiz de Souza ( Du bai - U.A.E)
271 - Lucia Claudia Lopes (São Paulo - Brasil)
272 - Marcos de Carvalho (São Paulo - Brasil)
273 - Bruna Correa (São Paulo - Brasil)
274 - Renata Mendes dos Santos (São Paulo - Brasil)
275- Márcia Mollo (São Paulo- Brasil)
276- Hilda Mollo (são Carlos - Brasil)
277- Eliseu Roberto S.Santos (São Paulo - Brasil)
278 - Vera S. A. Falcone - (São Paulo - Brasil)
279 - Decio C. Falcone São Paulo- Brasil)
280 - Pierson Araujo Alhadef - Brasília - Brasil
281 - Christina Habli Brandão Du tra (Brasília - Brasil)
282 - Ozana Andrade (Brasília - Brasil)
283 - Claudio Henrique Ferreira da Silva (Brasília - Brasil)
284 - Igor Reis Trigo (Brasília - Brasil)
285 - Fabíola Sinimbú Lima (Brasília - Brasil)
286 ^ Michele Freitas Rossari (Porto Alegre ^ Brasil)
287 - Daniele Jardim Vasconcellos (Porto alegre - Brasil)
288 - Gabriela Sánchez Núñez (Porto Alegre-Brasil)
289 - Ana Herta Kelling (Porto Alegre - Brasil)
290 - Cristiane Muller Mello (Porto Alegre - Brasil)
291- Cintia Fumagalli (São Paulo- Brasil)
292- Samanta Fumagalli (São Paulo-Brasil)
293- Aline Fumagalli (São paulo- Brasil)
294- Terezinha de J. N. Fumagalli (São Paulo- Brasil)
295 - Erika Farias dos Santos (São José do Rio Preto - SP)
296 - Vi lson Henrique Selere (São José do Rio Preto - SP)
297 - Fabiana dos Santos Pezzotti (Bady Bassitt - SP)
298 - Leandro Henrique Vi sinume (São José do Rio Preto - SP)
299 - Erica Regina Castilho (São José do Rio Preto - SP)
300 - Maria Ivone Cambiaghi (São José do Rio Preto - SP)
301 - Aparecida de Almeida Cambiaghi (São José do Rio Preto - SP)
302 - J anaina Selere Nunes Rocha (São José do Rio Preto - SP)
303 - Anallu Garcia (São José do Rio Preto - SP)
304 - Du ílio Selere (São José do Rio Preto - SP)
305 - Glícia Alessandra Cambiaghi (São José do Rio Preto - SP)
306 - Jair Aparecido Barbosa (São José do Rio Preto - SP)
307 - Mariana Peters Olivio (São José do Rio Preto - SP)
308- Luciana Carneiro Meneguete (São José do Rio Preto - SP)
309- Francisco José Pinheiro (São José do Rio Preto - SP)
310- Solange Carezzato São Paulo- Brazil
311-Waleska Giglio (São Paulo - SP - Brsail)
312 - Amélia Pereira (São Paulo - SP - Brasil)
313 - Antônia Maria de Jesus Caetano (São Paulo - SP - Brasil)
314 - Osório Caetano (São Paulo - SP - Brasil)
315 - Neuzete Aparecida Fukuoka (São Paulo - SP - Brasil)
316 - Fábio Toshio Fukuoka (São Paulo - SP - Brasil)
317 - Emílio Satoshi Fukuoka (São Paulo - SP - Brasil)
318 - Marcos Toshio Fukuoka (São Paulo - SP - Brasil)
319 - Donizeti Caetano (São Paulo - SP - Brasil
320 - Marlene Arcanjo (São Paulo - SP - Brasil)
321 - Carla Regina Caetano (São Paulo - SP - Brasil)
322 - Ari adne Thaís Caetano (São Paulo - SP - Brasil)
323 - Miriam Rosane Imagawa (São Paulo - SP - Brasil)
324 - Maria Cássia Caetano (São Paulo - SP - Brasil)
325 - Daniela Ressia (Sao Paulo - Brasil)
326 - Ninah Belletato( 327 - Regina Dias Vi llas Bôas (São Paulo - Brasil )
328 - Ana Paula de Miranda ( Campinas - Brasil)
329 - Paulo Glette (São Paulo - BR)
330 - Gabriella Fuser
331-Antonio Moreira da Silva Filho(Brasil)
332-José Roberto De Lima Chambel (Brasil)
333 - Van ia D'Angelo ( Brasil)
334 - Ana Maria Zecchini (São Paulo - Brasil)
335 ^ Martha Follain (São Paulo ^ SP)
336 - Dharma dhannyá ( Rio de Janeiro)
337-Maria Magdalena Pig a ( Rio de Janeiro -Brasil))
338-Jose Roberto Nista (Campinas-SP)
339-Maira Cardoso(Rio de Janeiro - Brasil)
- Brasil)
342 - Ana Cristina Grave (Portugal - Sintra)
343 - Iara Brandão (Bahia - Brasil)
344- Margaret Caldonazo Lima (Varginha-MG)
345- Luciana De D. Pinheiro (Piracicaba - SP / Br)
346- Rina Costarelli Rebouças da Palma São Paulo - Brasil
347- Ana Maria C. Ferreira
348 - Maria de Fátima Dias Soares - Arapongas - PR
349 - Mary Cristiane Araújo Mesquita - Marataízes - ES
350 - Renata Seyr - Marataízes - ES
351 - Ronald Seyr Júnior - Marataízes - ES
352 - Eunice Dias Seyr - Marataízes - ES
353 - Claudia Doppler - São Paulo - Brasil
354 - Josiane Na rdelli - São Paulo - Brasil
355 - Ivan Felix da Rocha=2 0- São Paulo - Brasil
356 - Priscila Dias - São Paulo - Brasil
357 - Gisela Bertola Canevare - São Paulo - Brasil
359 - Gesiane de Salles Cardin Denzin - São Paulo - Brasil
360 - Marcos Henrique Denzin - São Paulo - Brasil
361 - Na thália Denzin - São Paulo - Brasil
362 - Esmeralda Giacomini Denzin - São Paulo - Brasil
363 - Solange Cristina Denzin Rosa - São Paulo - Brasil
364 - William Adriano Rosa - São Paulo - Brasil
365 - Ricardo Carminatti - São Paulo - Brasil
366 - Vi viane de Salles Cardin Recchia - São Paulo - Brasil
367 - Selma Maria de Salles Cardin - São Paulo - Brasil
368 - Plínio Cardin - São Paulo - Brasil
369 - Hélder de Salles Cardin - São Paulo - Brasil
370 - Ênio de Salles Cardin Denzin - São Paulo - Brasil
371 - Neusa Cardin - São Paulo - Brasil
372 ^ Kelly Cristina Pereira ^ Leme - Brasil
373 ^ Maria Cristina Quaglia ^ Leme ^ São Paulo - Brasil
374 - Karla Tamborin Torquato - Leme - São Paulo - Brasil
375 - Eduardo Paraluppi - Rio Claro (SP) - Brasil
376- Ana Carolina de Souza - Rio Claro - SP - Brasil
377 - Renata Viviani Pavan de Lima - Rio Claro - SP - BRASIL
378 - Camila M. Brassoloto - SP/Brasil
379 - Luciana C. Zuttim - SP/Brasil
380 - Anna Lizia Passaes de Oliveira - Sta Gertrudes/SP - Brasil
381 - Sacha Vitte ( Santa Gertrudes / Brasil )
382 - Cecília Joanoni (Rio Claro - SP -Brasil)
383 - Edmundo Ignatti Neto - Rio Claro - SP - Brasil
384 - Francisco Rinaldi Junior - Cordeirópolis - SP - Brasil
385 - Aline Bichara Corrêa Bueno - Rio Claro -SP -Brasil
386 - Fabiana Cristina Giroto - Santa Gertrudes - SP - Brasil
387- Camila Fernanda Rocha - Avaré/SP
388- Samirah Calaf - Avaré - SP - Brasil
389- Pamela Almeida Barja - São Paulo - SP - Brasil
390- Renato A. Lobato - Belo Horizonte - MG - Brasil
391- Jose L. Ribeiro-Belo Horizonte -Brasil
392-Glaucia R. Martins
393-M. Aparecida Bernucci
394-Cristane J S D Cafasso
Dilma Machado - Rio de Janeiro - Brasil
398- Leila R.B.Berzaghi- Piracicaba/SP - Brasil
399- Terezinha L.C.Moraes - Passo Fundo/RS - Brasil
400-Nayara G. de Morais - Passo Fundo/RS - Brasil
401 savio souza mendes - passo fundo/rs brasil
402 Eduardo Camargo - Sao Paulo - Brasil
403 EZIO PAVANELLO JUNIOR - SÃ
404 Jose Stuppiello -São Paulo Brasil
405 - Elise Jordan - Los Angeles - USA
406 - Neylton Souza - Weston/FL - USA
407 ^ Luigi Avalloni ^ Miami/FL ^ USA
408 ^ Hilda cardoso ^ Miami/FL - USA
409 - Alex Georg - Plantation, FL ^ USA
410 ^ Evelina G Georg, FL - USA
411 - Patricia Norman; Plantation, Fl-USA
412- Charlotte Lacerda - Sao Paulo - Brasil
413 - Thiago Rocha - São Paulo - Brasil
414 - Elisa Augusto dos Santos - Brasil
415 - Ana Luiza de Oliveira Rezende - Brasil
416- Ana Tereza Rodrigues da Cunha Rosa - Brasilia - Brasil
417- Eduardo Gross Gomes - Frutal - Brasil
418 - Henrique P. Manfrim - Uberlândia - Brasil
419 - Midori Batistuta Nanya Brasília - DF
420 - Juliana Alves Cunha - Brasilia - DF
421 - Olga Maria Barros de Castro - SP
422 - Renata Carcasci - SP
423 - Mônica Levy - SP
424- Silvia Alicia Caiuby Ariani
425-RICARDO CAIUBY ARIANI FILHO
426- FELIPE CAIUBY ARIANI
427- TIAGO CAIUBY ARIANI
428- IRMA FERREIRA
429 - mariaines nassif barauna são paulo Brasil
430-Rosana maria Rossi Hernandes- São Paulo-Brasil
431-Mercia Ferla
432 - Maria Júlia Mesquita Guimarães- Barcarena - Portugal
433 - Júlia Figueiredo - Atibá - Portugal
434 - Nuno Felix Alves - Cascais - Portugal
435 - Gustavo Raposo Santos - Atibá- Portugal
436 - Rui Filipe Santos - Bicesse - Portugal
437 - Esmeralda Canedo Trindade - Cascais - Portugal
438 - Rita Lacerda - Cascais - Portugal
439- Fernanda Correia - Portugal
440-Sara Cardoso - Portugal
441-Margarida Cardoso - Portugal
441-Américo Cardoso - Portugal
442-Maria José C.Estêvão - Portugal 443- Eunice Cristina de Castro Seixas - Portugal
444. Sandra Vilarinho - Porto - Portugal
445. Lécio Ferreira - Porto - Portugal
446. Cristina Gomes - Porto - Portugal
447 - ivone Apolinario - Braga - Portugal
448 - Marline Apolinário - Porto - Portugal 449 - Duarte Marques - Espinho - Portugal
450- Ana Sofia MOnteiro- Portugal
451- Vania Fernandes- Braga -Portugal
452-Maria Fernandes Santos- Braga Portugal
453- Manuela Dias - Guimarães Portugal
454- Mónica Dias - Guimarães Portugal
455- Joana Martins - Braga - Portugal
456- Sandra Rodrigues - Braga - Portugal
457- Susana Silva - Braga - Portugal
458- Carina Vieira - Viana do Castelo - Portugal
459- Ana Clara - Lisboa - Portugal
460- Tania Caridade - Portugal
461- Luís Pedro Sousa - Vila Verde - Portugal
462 - Élodie Ferreira - Vila Verde - Portugal
463 - Catherine Ferreira - Vila Verde - Portugal
464 - Fabiana Oliveira - Santa Maria da Feira - Portugal
465 - Filipa Ferreira - Ermesinde - Portugal
466 -Hugo Sousa - Ermesinde - Portugal
467 - Helena Rodrigues - Ermesidne - Portugal