segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Incêndios em Portugal - 2017

Já vai em 29 mortos, as vítimas da tragédia dos incêndios que grassam nas nossas florestas todos os anos, um pouco por todo o país. Nesta época do Verão de 2017, os incêndios não param, e com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir em pleno mês de Outubro, a situação vai continuar, enquanto houver mato e pinhal para queimar.

Toda a gente tem consciência dos problemas que estão por detrás deste fenómeno; falta de limpeza da floresta pelos proprietários, falta de limpeza das bermas das estradas pelas respectivas entidades que asseguram a manutenção as vias, o desleixo na falta de limpeza nas zonas envolventes das habitações. A estas razões, somam-se os interesses económicos das empresas de combate ao fogos, empresas que compram a madeira queimada por dois tostões, que continua a ter utilidade no caso de abate das arvores logo a seguir aos incêndios, e muitas outras razões que se poderiam enunciar.

A maioria dos incêndios têm origem criminosa, ninguém divide disso, porque é impossível existir num país tão pequeno mais de 200 incêndios ativos à mesma hora, e só nos dias de maior calor para que os fogos devastem mais área. Querem queimar tudo o que resta do nosso património natural, com consequências gravíssimas para a economia nacional.


É preciso agir rapidamente, apesar de ser tarde demais. Se necessário, convocar equipas multidisciplinares, técnicos florestais, protecção civil, bombeiros, envolver as universidades, Juntas de Freguesias, Municípios, Organismos Intermunicipais, Ministério da Agricultura e o próprio Governo, para trabalhar em conjunto e avançar com a reforma da floresta, implementar medidas concretas e eficazes para parar com esta tragédia.

Freguesia de Codessoso - Outubro de 2017

Há oito dias atrás, em pleno dia de domingo, este era o cenário da freguesia de Codessoso, com o céu cinzento de fumo, por causa do incêndio que lavrava na zona meia via, e área envolvente do campo de tiro RTA e Aterro de Codessoso.


Pensou-se que os incêndios tinham poupado a nossa freguesia, por estarmos já no mês de Outubro, mas o que é certo, é que as temperaturas altas motivaram ocorrências de fogos que lavram um pouco por toda a região.

Incêndio em Codessoso.





sábado, 2 de setembro de 2017

RTA em Codessoso



Com é do conhecimento público, a inauguração do Campo de Tiro denominado de RTA em Codessoso, decorreu com toda a “pompa e circunstância”, com a presença de várias personalidades e Ministros de Governo. 



Como tinha boas instalações, organizaram-se no local muitos inventos, desde torneios de tiro aos pratos, jantares de empresas e natal, reuniões de trabalho e até almoços de casamento. 



Bem situado, o  RTA originou a criação de alguns postos de trabalho, o que era muito bom para a economia local, porque empregava algumas pessoas de Codessoso. 





Com a passagem do tempo, foi perdendo interesse e atividade, caindo no esquecimento e abandono, sem que se saiba ao certo, o que originou esta situação. É com muita tristeza, que hoje vimos as instalações do RTA, que mais parece uma “cidade fantasma” sem portas e janelas, com o edifício em ruínas 




Resta-nos aguardar por um futuro melhor!

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Já se vindima em Codessoso!

Já se vindima em Codessoso!

Qualquer ano as vindimas decorrem entre o final do final do mês de Setembro e Outubro. Este ano, com o calor que se tem sentido em Portugal, o prazo de maturação das uvas foi antecipado algumas semanas.


Tudo isto é muito estranho, quando ainda estamos em plena época balnear, com as pessoas em férias e a procurar as praias e piscinas, para descansar de umas férias merecidas de um longo ano de trabalho, e já há vinho doce na freguesia.
As videiras estão carregadas de uvas, o que perspetiva um ano bom de vinho e de boa qualidade, que é muito bom para a economia local.


Normalmente era no São Gens em Amarante, no dia 8 de Setembro que se provava o primeiro vinho doce do ano, mas este ano tudo foi antecipado umas semanas.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Informação útil


A partir de 23 de Agosto passa a ser proibido a um residente em Portugal fazer pagamentos em dinheiro vivo num valor igual ou superior a três mil euros, ficando sujeito a uma multa que vai dos 180 a 4500 euros.

A proposta de Lei prevê algumas excepções a este montante, nomeadamente para estrangeiros, que continuam a poder fazer pagamentos até 10.000 euros se não forem comerciantes ou empresários (mantendo-se o limite previsto na directiva do branqueamento de capitais) e para o pagamento de impostos (só podem ser pagos em dinheiro vivo até 500 euros).
In negócios

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Freguesia de Codessoso - Verão

O azul tão característico do Verão, vai dando lugar à cor cinzenta e triste que vai decorando o céu na freguesia de Codessoso, por causa dos vários incêndios que vão deflagrando um pouco por todo o lado nos concelhos vizinhos.

Os incêndios têm poupado a nossa freguesia, mas como ainda temos cerca de um mês de tempo quente, tudo é possível. Como este fenómeno é cíclico, de três em três anos o mato cresce da tal forma, que se criam condições para os incendiários continuarem a sua atividade, sem que haja forma de acabar com esta situação que nos vai habituando todos os anos na época do Verão.

Antigamente era o comboio a vapor que circulava no linha do Vale do Tâmega que levava com as culpas, com a evolução dos tempos, passou a ser as Empresas (Celulose) de exploração florestal que mandavam queimar os montes, para promover a plantação de eucaliptos. Com o Governo legislou para restinguir a sua plantação, alegando essencialmente os motivos ambientais, passou-se as culpas para o jogo de interesses das empresas que se governam com o combate aos incêndios um pouco por todo o pais.


Seja como for, o problema subsiste ao longo do tempo, sem solução à vista!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

GDC - Filhos da Terra - 2017


No próximo fim-de-semana realiza-se mais uma edição da festa "filhas da terra", organizado pelo Grupo Desportivo de Codessoso.




sábado, 15 de abril de 2017

Recordação - Escola Primária de Codessoso




Quando passamos junto às antigas instalações da Escola Primária de Codessoso, vem sempre à memória a nostalgia dos nossos tempos de infância. Os primeiros dias de escola, os contactos com os professores, os primeiros amigos.


Naquele tempo, jogava-se à bola, bate e fica, escondidinhas, macaca, pião e muitos outros jogos. Corria-se pelo monte junto à antiga Fábrica do Azeite, por vezes com a roupa e pés molhados, mas não constipava-mos, havia mais saúde e tudo era diferente.



Para quem não se lembra ou não viveu esses tempos, a zona envolvente da escola era composta por mato e silvas e o terreiro não estava vedado, o que levava que a bola, por vezes saltasse à estrada, mas felizmente nunca houve nenhum acidente com os alunos que vinham a correr apanhar a bola e por vezes, a fugir dos carros. Nessa altura, a estrada tinha muito movimento de veículos que circulavam entre os concelhos de Celorico de Basto e Amarante.


Entretanto, a zona circundante da escola e cantina foi requalificada, com a construção de muros de vedação e postos de iluminação, o que proporciona a organização de eventos na freguesia, como sejam as festas no Verão.


Actualmente as instalações da Escola e Cantiga foram cedidas às associações desportivas e recreativas da freguesia de Codessoso, Grupo Desportivo de Codessoso e Clube Atlético de Codessoso, para ali fazer as suas sedes e promover as suas actividades.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Passeio turístico do GDC - 2017

Como se previa, o passeio turístico organizado pelo GDC, decorreu num ambiente de festa e grande animação, decorado por lidas paisagens da região do douro. A adesão foi tal, que encheu dois autocarros, onde houve lugar à prova de vinhos do douro no Povinho e tempo para saborear a riqueza gastronómica da região.


Para quem não teve a possibilidade de ir no passeio, aqui ficam algumas fotos.









quarta-feira, 15 de março de 2017

8.ª edição do Festival Internacional das Camélias de 2017

Concelho de Celorico de Basto.

Este fim-de-semana, celebra-se a 8.ª edição do Festival Internacional das Camélias.

Para mais informação, ver a página do município. 



segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Exploração de vinicultura em Codessoso

Quem visita a freguesia de Codessoso, depara-se com uma nova paisagem. Nos tempos de outrora, via-se uma paisagem agrícola tradicional, com culturas alusivas à época.


Hoje está tudo transformado, os campos de cultivo do milho, centeio, batata e legumes, deram lugar à exploração vinicula, onde as linhas de plantação das videiras vão serpenteando os antigos solos agrícolas, um pouco por todo o lado.



Conforme foram morrendo os antigos caseiros, as quintas e os terrenos foram gradualmente ficando abandonado e “de velho”, tal como se costuma falar na terra, e diga-se de passagem, que é preferível ver terrenos dados à exploração de vinho que abandonado e a criar silvas e mato.


Carnaval de 2017 - Codessoso







sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O país do faz de conta!

A actualidade politica nacional continua a ser dominada pelo fuga dos famosos 10 mil milhões de euros para os paraísos fiscais (offshores) no estrangeiro, que escaparam ao controlo da Inspecção-Geral Tributária e Ministério das Finanças portuguesas.  

Os valores em causa, podem ser superiores ao orçamento do Ministério da Saúde em Portugal.

Ao que parece, tal situação deveu-se a um erro informativo dos respectivos serviços, o que é muito estranho.

Se se tratasse de um cidadão comum, o fisco já estava “em cima dele” a pedir contas, como é o caso do imposto de circulação automóvel, que todos os anos informa no seu Portal das Finanças, o aviso ou indicação para proceder ao respectivo pagamento, muita vezes com insistência.

Perante o silêncio dos “inocentes” refira-se das entidades envolvidas, não há informação rigorosa, se as vinte alegadas transferências são legais ou ilegais, se são todas tributadas e no caso afirmativo, qual o valor que o Estado deixou de arrecadar ou tributar, porque certamente não são os valores avançados de 10 mil milhões de euros.

Os portugueses merecem um cabal esclarecimento, porque se trata de dinheiro do erário público que desapareceu sem se saber para onde, que entidades estão envolvidas e a que espaço temporal se referem.


Todos esperamos que a culpa “não morra solteira”, como foi o caso anterior do alarido em redor do “Panama Papers que envolvia 244 empresas portuguesas”, que a classe politica se comprometeu a legislar para evitar esta situação, mas tudo caiu no esquecimento.

Jantar de Carnaval - Codessoso

No próximo sábado, dia 25 de Fevereiro pelas 20.00h, realiza-se no Salão da Junta de Freguesia de Codessoso, o Jantar de Carnaval, organizado pela Associação denominada de Clube Atlético de Codessoso.

O jantar vai contar com a animação da Tuna de Arnóia, Celorico de Basto.


Para mais informações, deverão contactar com os organizadores do evento.


sábado, 4 de fevereiro de 2017

Freguesia de Codessoso - utensílios agrícolas.

Com a evolução dos novos tempos, a agricultura tradicional sofreu uma grande transformação, com a introdução de novos equipamentos que revolucionaram os processos clássicos dos trabalhos agrícolas, que vieram em parte, substituir a mão-de-obra humana por máquinas, tornando a agricultura mais rentável com menor esforço.

Será que ainda se recorda nos nomes de alguns desses utensílios agrícolas?

1

2

3
 4
 5
 6
 7
 8

 9
 10
 11

 12