terça-feira, 1 de abril de 2008

Notícias

Notícia no mínimo insólita…
Foi concedida autorização para a abertura de concurso para a criação de um canal de televisão Gay /Lésbico. Esta licença de concessão de serviço público de rádio televisão, prevê a emissão em sinal aberto por TVcabo. Este canal será um serviço público, a ser suportado em parte pelo Estado, com a parceria de investimento privado. É público a interesse já demonstrado por vários interessados no operador televisivo. Segundo foi possível apurar na comunicação social, um dos objectivos deste canal, é combater a desigualdade e discriminação das pessoas em consequência da suas orientações sexuais, situação esta, ainda muito enraizada na cultura portuguesa, onde continuam a ser visíveis muitas restrições aos Gays no acesso ao mercado do trabalho, bem como a existência de barreiras fictícias que fomentam o estigma social. No fundo, este canal Gay/Lésbico, pretende alertar e chamar atenção da comunidade para a violação dos direitos das minorias, e eliminar alguns preconceitos existentes em Portugal. A abertura das emissões deste canal está prevista para os meados do ano de 2009.

4 comentários:

zé povinho disse...

Só faltava a criação de um canal para gays, depois do que se assiste neste pais. Penso que está tudo dito. Estarem os contribuintes a pagar para um canal para panascas, é o cumulo!...

Anónimo disse...

Está bonito sim senhor, para o ano o IVA aumenta novamente, e os portugueses mesmo sem gostos homossexuais, é que ficam com o cu a arder. Não sei porquê, mas parece-me que as consequências, vão agradar aquele que se intitula de Eng. O estado devia era financiar a tradução do canal XXL para português. Já não posso com aqueles comentários espanhois.

Anónimo disse...

Esta notícia só pode ser uma brincadeira, porque a ser verdade acho uma má aplicação dos dinheiros públicos. Os portugueses fazem tantos sacrificios para dogarem os impostos e são esbanjados nisto!...

codessoso -on-line disse...

O "codessoso on-line", vem por este meio, informar os estimados leitores que a notícia acima vertida, não passa de uma mentira. Pelo que, aparece publicada por mera alusão ao 1 de Abril dia das mentiras...