quinta-feira, 3 de abril de 2008

Candidato do PS - Câmara de Celorico de Basto

É o primeiro candidato pelo PS a ser conhecido no Distrito de Braga


Engº Lopes Machado - candidato às eleições de 2009

O actual líder do PS de Celorico de Basto, Manuel Lopes Machado, confirmou à Lusa que se vai recandidatar à presidência da Câmara, depois de em 2005 ter conquistado o melhor resultado de sempre daquele partido neste concelho.
Manuel Lopes Machado é o primeiro candidato do PS a ser anunciado a uma autarquia do Distrito de Braga.
O concelho de Celorico de Basto é liderada há vários mandatos pelo social-democrata Albertino Mota e Silva, que em 2005 viu reduzida a sua maioria absoluta, passando de cinco para quatro o número de eleitos no executivo.
Os socialistas, liderados por Manuel Lopes Machado, registaram uma subida acentuada, aumentado de dois para três o número de vereadores.
Manuel Lopes Machado foi reeleito para o cargo em eleições realizadas no passado sábado.
Foram as eleições mais participadas de sempre, tendo a única lista submetida a sufrágio recolhido 235 votos.
Não se registaram votos contra nem brancos.
Sob a moção “Juntos por Celorico”, a equipa agora eleita tem já agendado para os próximos meses várias iniciativas, entre as quais a reentre política durante o Verão e a Convenção Autárquica Concelhia subordinada ao tema ”Celorico, Terra com futuro”.
No final da votação, Manuel Lopes Machado fez uma intervenção política para os militantes presentes que enchiam a sede do partido.
O dirigente transmitiu "uma ideia de confiança e esperança para o futuro do Partido e do Concelho de Celorico de Basto, reafirmando que é candidato à presidência da autarquia “Sou candidato á Câmara Municipal da minha Terra nas eleições autárquicas de 2009”, afirmou.

Fonte: Armindo Mendes/Lusa

10 comentários:

fam disse...

Que grande surpresa esta até parece que ninguém sabia, realmente não são apointa de nenhum partido, mas aprecio o trabalho de alguns politicos quer pela positiva ou negativa.
E pode ser engano meu mas porque será que o Eng. Lopes Machado e o seu Staff quer dar uma ideia de multidões e unanimidade, quando se sabe que isso não é verdade.
Agora Celorico já é a terra dele outrora Felgueiras também foi, tanto lá como cá o futuro reserva-lhe o mesmo...

Anónimo disse...

Penso que está na hora da mudança. O Município de Celorico de Basto, continua a marcar passo, sem desenvolvimento, indústria e investimento. Não há emprego, as pessoas para sobreviver ter semanalmente de deslocar-se para fora do concelho para trabalhar. Não são conhecidos incentivos, para atrair agentes económicos a investir em Celorico de Basto. Continuamos como um dos concelho onde o rendimento per capita é dos mais baixos do país. Os jovens que se quiserem fixar na terra que garantias têm de sobreviver? Passar fome?
Não tem emprego, não tem nada que os incentive a viver na terra, não tem outra solução...
Por isso a capacidade do actual executivo está esgotada, durante este tempo, está mais que visto o seu trabalho...

AgenteAlves disse...

Realmente o trabalho está a vista. Temos zonas industriais em pontos estratégicos, temos uma vila bonita de se ver, temos em breve um parque de campismo de meter inveja a 99,99% dos concelhos do país. É verdade que não temos emprego(ou trabalho), mas é um problema do país, e da Europa. O que falta a este concelho são investimentos privados. É verdade que parte do executivo criar condições para que esse investimento seja uma realidade e julgo que grande parte do trabalho está feito com as zonas industriais existentes. Eu também gostava de trabalhar em Celorico, a porta de casa. Se olharem com olhos de ver, reparam que os empregos criados em Celorico são os empregos na maioria de família, criados por pessoas que investiram porque querem ficar em Celorico, é isso que falta. É claro que há 15/20 anos era mais fácil, os créditos para as pessoas se lançarem na vida eram mais favoráveis, mas é igual em todo o lado. Não peçam ao executivo para criar as fábricas, nem imaginem as fabricas do calçado a instalarem-se em Celorico. Se elas fecham em Felgueiras(e com mão de obra qualificada), que iriam fazer em Celorico??
Vivemos uma crise, e tem de partir de cada um lançar-se na vida, infelizmente. Talvez quando isso acontecer, o país vá para a frente.

Cumprimentos.

AgenteAlves disse...

Quantos dos nossos, há 30/40 anos abandonaram o país para se fazerem a vida??
Pois, hoje vivemos uma situação muito idêntica.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Penso que este "Sr. Agentealves" ou não conhece a realidade do concelho e fala de côr ou ignora o que é evidente. Quem tem responsabilidades no executivo é que tem que promover e incentivar o investimento público e/ou privado, não são os municipes, que têem que tomar decisões. Esse trabalho é feito por quem é eleito! fala de criação de zonas industriais, onde? A não ser que se esteja a referir à zona "industrial" que se situa junto ao "Super C", onde a funcionar se encontram duas ou três unidades/empresas, o resto está fechado ou abandonado. Não podemos é ser hipócritas, mas frontais! O investimento que fizeram na requalificação do centro da vila criou muito emprego? Para falar num investimento que nada trouxe de novo!...
Está na hora da mudança, na aposta em alternativas de quem tem ideias. E o Engº Lopes Machado, é um jovem que tem perfil, tem garra, dinamica, para renovar o rosto do concelho...

AgenteAlves disse...

Mas está fechado porque? Não sao os privados que tem de lutar pelas suas empresas? As camaras municipais não tem de abrir industrias, nem comércios, sao os privados. É o dever do municipio criar condições para que investidores privados se possam estabelecer. O "Super C" é um desses privados que dicidiu investir em Celorico. O Sr. Lopes Machado que investimentos fez no concelho?? So se for na area da restauração, para servir as jantaradas que tem servido.
Eu não tenho nada contra esse senhor, simplesmente a politica dele não me satisfaz. Promete, promete, mas se o quisesse fazer já teria investido no concelho.
Existe pelo menos uma outra zona industrial na Gandarela/Lameira.
O senhor tem de perceber que existe programas de requalificação de espaços, pagos parcialmente pelo estado e UE, e que Celorico aproveitou esses fundos, asim como outros.

Cumprimentos.

fam disse...

Acho piada ás pessoas da politica que mais não querem é zelar pelos seus interesses, e depois tentam dar a ideia do contrário.
Se olharmos para mondim, Cabeceiras e Ribeiro de pena que são concelhos de Basto e do interior,logo nos apercebemos que estão piores que Celorico. Porquê?
Eu moro numa freguesia de Celorico e trabalho a 50 km da mesma, agora quando se fala que podia o executivo trazer fábricas para o concelho com incentivos ás mesmas, eu na minha boa fé acho que ele já deve fazer isso, por muito fraco que seja o politico quer angariar postos de trabalho para os seus municipes, até como bandeira politica.
Agora não é preciso ser presidente da câmara para construir uma fábrica em celorico, e se o Sr. Eng. Lopes Machado é assim tão dinâmico e com conhecimentos, já tinha trazido empregos para o concelho e ai assim apresentava um bom argumento para votarem nele, agora está á espera de ir para o poleiro para criar postos de trabalho? com essa a mim não me engana... aliás já tive o prazer de trocar algumas impressões com ele, porque me foi apresentado e numa dada altura codessoso era seu habitat diário, mas ele lá consegue enganar poucos e nunca mais por lá apareceu, porquê?

Anónimo disse...

Penso que não é intelectualmente honesto fazer uma avaliação de uma pessoa, quando ela nunca teve responsabilidade no executivo. Temos é que avaliar o trabalho de quem exerce funções. Se eventualmente as pessoas de Celorico de Basto elegerem o Engº, no decurso e/ou no final do mandato, façam as observações que intenderem não o façam agora!...

Anónimo disse...

o Marcelo Rebelo de Saousa devia ser a candudato a camara de Celorico de Basto pelo PSD. é o melhor candidato!

fam disse...

O grande problema da politica e dos politicos é que primeiro querem enganar as pessoas com promessas e uma simpatia bacoca e populista e depois de serem eleitos fazem o que querem e lhes apetece.
Politico só ganha o meu voto se provar primeiro que é merecedor do mesmo, a competência a meu ver analisa-se em antes também, porque qualquer cidadão para ganhar um emprego através de concurso publico ou particular, tem que apresentar o seu corriculum e prestar bastantes provas e o seu ordenado inicial é de 500 ou 600 Euros. Porque é que com os Senhores politicos tem de ser diferente?