segunda-feira, 16 de junho de 2008

Apito final

Apito Final: FC Porto admitido na Liga dos Campeões na próxima época - porta-voz da UEFA 16 de Junho de 2008, 16:12
Nyon, Suíça, 16 Jun (Lusa) - A UEFA revelou hoje que o FC Porto será admitido na próxima edição da Liga dos Campeões de futebol e que o caso já não irá à Comissão de Controlo e Disciplina do organismo antes do início da edição de 2008/09.
"O caso não será analisado pelo Conselho de Justiça da Federação portuguesa antes do início da Liga dos Campeões e, por isso, não será analisado pela Comissão de Controlo e Disciplina (antes do início da prova)", disse à Agência Lusa um porta-voz da UEFA. RPM.
Lusa/fim.

2 comentários:

In Codessoso disse...

Sobre este assunto queria dizer os colegas bloguistas, que prefiro que o PCP vá à Liga dos Campeões. O Presidente é que deveria ser irradiado do futebol portugues, porque já tem antecedentes que inflizmente não deram em nada, mas é caracteristico da justiça desportiva portuguesa, que não funciona.
Mas o problema é outro, prende-se com a independência e isenção dos orgões federativos porugueses, que não se livram se serem considerados parciais em todo este processo.
Senão vejamos!...
Como todos sabem pela Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol, o FCP foi condenado por corrupção desportiva na forma tentada, por tentativa de aliciamento de árbitros de futebol, e o seu presidente foi punido e suspenso por dois anos.
Da decisão de condenação apenas o Presidente e não o clube, interpôs recurso para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol. Daí se retida que o recurso não pode produzir efeitos em relação ao arguido que se conformou com a decisão (clube), como foi noticiado pela comunicação social, nesta parte, expirando o prazo de recurso a decisão torna-se definitiva, isto é, transita em julgado e tem efeitos internos e externos.
O que acontece é que, foi veiculado pela comunicação social que o Conselho de Justiça, aconselhou o clube a aderir ao recurso do seu presidente, para assim goza dos efeitos do recurso e para impedir que nesta parte transitasse em julgado, como é possível isto? Isto é uma “fantuchada”, para não falar de aberração jurídica? Onde está a isenção e independência do orgão “ad quem” que tem que dicidir?
Mas esta situação não fica por aqui, o Funcionário da Federação prestou um mau serviço à justiça desportiva, em Maio fez uma comunicação para a UEFA, onde relatou a versão dos factos e a condenação. Em Junho e após a pressão exercida pelo PC na comunicação social, onde se queixou dp comunicado, fez uma nova comunicação à UEFA a contar outra história que contrariou a versão anterior.
Perante esta contradição e já em sede de recurso o Comité de Apelo da UEFA, resolveu devolver o processo para o orgão Comite de Dicisplina e Controlo, de decidiu suspender o PCP da participação na próxima liga dos campeões europeus, para nova decisão já com as alegações do Benfica e do Guimarães.
Mas, o mais caricato é a morosidade do Conselho de Justiça da Federação portuguesa de futebol, em julgar o recurso do PC, sabendo de antemão que é uma decisão prévia em relação à UEFA, isto é, este orgão não pode decidir sem haver decisão em Portugal.
A UEFA não pode dicidir o processo, antes do inicio da época desportiva das competições europeias, porque está dependente da decisão em Portugal, motivo pelo qual o PCP vai as competições europeias sem ser apreciada a questão pelas instâncias da uefa.
É uma vergonha a morosidade da justiça desportiva em Portugal, é que pareceque estão feitos uns com outros, para que o PCP participe da Liga dos Campeões.
Pois pode acontecer que um clube corrupto participe ilegalmente nas provas europeias... e a ser verdade só vai produzir efeitos para a próxima época desportiva.

Vejam isto... não é de ficarmos todos envergonhados de vivermos em Portugal!...

Anónimo disse...

Concordo com tudo o que foi dito.
O que me surpreende é o silêncio comprometedor do Guimarães, que não se manifesta mesmo podendo ser beneficiado no caso de haver justiça!...
A justificação é fácil de perceber, é que o Guimarães joga com alguns jogadores emprestados pelo PCP, daí a explicação...

Mas os sócios é que deveriam se manifestar publicamente, porque no caso do PCP ser afastado entraria directamente na Liga dos Campeões