terça-feira, 25 de março de 2008

Taça Municipal - 2ª Jornada

15 Março de 2008, 21horas Estádio Municipal de Celorico de Basto

G. D. CODESSOSO 1 ARCAR 1

O GDC alinhou com: Fernando Grilo, Afonso, Alfredo, José, Joni, Gonzaga, Chico, Júlio, Jonas, Franklin, Fernandino.

Suplentes: Jorge Pires, Reinaldo Ribeiro, José Albano, Pinheiro.

Golo: Fernandino 27 segundos.


O GDC apresentou uma equipa com algumas lacunas no sector defensivo devido á ausência de Toni e Cassiano, mas também se estreou na equipa o Joni, um jogador que disfarçou as lacunas defensivas e conduziu a equipa para o ataque, o jogo começou da melhor maneira para o GDC, que logo aos 27 segundos inaugurou o marcador, á um centro do lado esquerdo e Fernandino depois de uma atrapalhação da defesa contrária rematou para o 1º golo, depois o GDC continuou a pressionar a defesa contrária e podia ter ampliado a vantagem, alguma falte de sorte fez com que o resultado fosse a vantagem mínima ao intervalo. Na 2ª parte o GDC mexeu na equipa e desta vez para pior, com jogadores muito mais velhos e com o arbitro a inclinar ainda mais o campo, marcando um penalti que não lembra a ninguém, o avançado da ARCAR chocou com o guarda redes e caiu e o Srº de negro em vez de marcar falta atacante, marca penalti, fez-se justiça pois o Grilo defendeu em grande estilo, mas a ARCAR continuou a procurar o golo, embora o GDC tivesse o jogo controlado e numa jogada em que o ultimo homem da ARCAR estava encostado ao poste esquerdo e depois de um centro rasteiro acabou este por fazer o empate, com os defesas do GDC estupefactos a olhar para o bandeirinha que deixa passar um claro fora de jogo de cerca 4/5 metros. Mas o GDC não baixou os braços e embora o cansaço fosse demasiado, foram nossas as melhores oportunidades, Jonas enviou a bola á barra de cabeça e em grande estilo, depois de um centro do lado direito com conta peso e medida, nos últimos minutos penalti por marcar, o defesa da ARCAR jogou a bola com a mão, mas o arbitro nada assinalou porque estes árbitros não têm autoridade para isso e são incapazes de tomar decisões mais difíceis, compreende-se porque conhecem quase toda a gente que joga, não são eles que têm culpa a arbitragem devia ser desconhecida dos jogadores para melhor transparência.

Arbitragem – Continua muito deficiente, são os árbitros de futsal da liga, é o que temos, de lamentar o trabalho do fiscal de linha que na 2ª parte acompanhava os ataques do GDC, tirava foras de jogo no meio campo com jogadores adversários quase na defesa e depois de questionado, encolhia os ombros e dizia que foi por engano, mas ainda trocava galhardetes com o banco dizendo; “ foram-me buscar a casa, vocês têm a mania da perseguição, devem ter sido uns campeões para andarem aqui a jogar, se fazem melhor venham para cà “ este tipo de comentários são despropositados de parte a parte, mas ficam ainda mais mal a alguém que tira um curso de arbitragem, eu sou um leigo na matéria mas acho que esse senhor só tinha duas soluções, ou punia disciplinarmente os jogadores se a conversa não lhe agrada-se ou ignorava alguns desabafos normais, mas não aconteceu nem uma coisa nem outra.

Portanto não temos a mania da perseguição, sabemos que somos em média de idades muito mais velhos, sofremos já alguns deslizes das más arbitragens, mas em campo mostramos que a diferença não é nenhuma. O nosso lema é o convívio e o futebol é para nos divertirmos e para ganhar se nos deixarem.

Texto: F. Machado

1 comentário:

eu... disse...

A todos os jogadores da equipa de veteranos do GDC muitos Parabéns pelo excelente jogo que fizeram, provaram mais uma vez que aqui há jogadores e aqui há quem saiba jogar do bom futebol...

Só é de lamentar a fraca arbitragem, para não variar, que prejudicou a nossa equipa...o Sr. árbitro mais parecia que andava numa passagem de modelos, em que não via nada do que estava mesmo à frente dele, mas conseguiu ver um penalti, muito mal marcado, diga-se de passagem, a uma distância bastante considerável… os bandeirinhas estavam indecisos, quando deviam levantar a bandeirinha não o faziam, e outras vezes levantavam-na e se o Sr. árbitro não reparasse logo a baixavam, estavam cansaditos dos braços, tadinhos...eu estive presente no jogo, e acho uma injustiça o que fizeram...é por sermos da aldeia que nunca ganhamos? Os da vila têm que ganhar sempre? Infelizmente é esta a má tradição...mas para azar deles os nossos meninos portaram-se muito bem, e do mal o menos, o jogo terminou empatado...


Força GDC...Força Veteranos, Codessoso está convosco...