quinta-feira, 27 de março de 2008

Noticias da região

Empresa SUMA vai assumir a prestação de serviços à edilidade

A Câmara Municipal de Celorico de Basto apresentou esta semana os seus novos serviços de recolha de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) e os meios humanos e técnicos que estão sustentar a prestação de serviços em todo o concelho desde Fevereiro.Esta apresentação ocorreu no âmbito do contrato de prestação de serviços entre a autarquia e a empresa de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, S.A. (SUMA). Com a duração de cinco anos, o contrato determina que à referida empresa vai competir o destino final dos resíduos, assim como o fornecimento, colocação, lavagem e manutenção de equipamentos de contentorização para deposição indiferenciada de resíduos em todo o concelho. Na cerimónia, que teve lugar no salão nobre da Câmara Municipal, estiveram presentes, além do presidente da autarquia, Albertino Mota e Silva e do director geral da SUMA, Jorge Balsemão, a vereadora da Saúde, Graça Mota, e vários presidentes das Juntas de Freguesia. O presidente da autarquia Albertino Mota e Silva referiu que esta medida vai contribuir ´"para melhorar a qualidade ambiental do concelho, através da sua forma preventiva e de sensibilização em que a empresa parece apostar, pela experiência que apresenta". "Desta forma vamos tornar a recolha do lixo no concelho mais eficaz”, considerou.Paralelamente a este serviço, está a decorrer uma campanha de sensibilização ambiental pelo concelho De referir que, como suporte à actividade da empresa e com o intuito de dotar a população de comportamentos de maturação cívica, Celorico de Basto tem também um estruturado Programa de Educação Ambiental, que já começou a percorrer as escolas esta semana denominado LIXOTECA. A iniciativa envolve cerca de 19 escolas do primeiro ciclo do ensino Bbsico e 900 crianças dos terceiro e quarto anos. Esta actividade permite às crianças embarcar na “Misteriosa Viagem à Lixolândia”. A Lixoteca é uma Unidade Móvel de sensibilização ambiental, que foi convertida num instrumento de sensibilização e recorre a uma forte componente lúdico-pedagógico e informativo. As temáticas exploradas vão para além da esfera ambiental, desenvolvendo-se num plano de actuação mais abrangente, que contempla o civismo, a segurança e a saúde primárias.Numa visita à Lixoteca, o vereador da Educação e Ambiente, Joaquim Mota e Silva, salientou a importância da iniciativa: “Ao promover esta iniciativa a autarquia pretende colaborar e ter um papel activo na educação ambiental das crianças do nosso concelho, sensibilizando-as para a importância de proteger o meio ambiente”.

Texto: tâmega on-line

6 comentários:

Sexy-lady disse...

Acho muito bonito que o nosso querido presidente da Câmara esteja preocupado com questões ambientais, mas ainda existem tantas coisas que têm urgência de serem melhoradas e ele nem sequer pensa nisso.
Em de vez de estar preocupado em organizar cerimónias para receber palmas podia ponderar sobre questões que realmente são fulcrais para o Conselho. Mas, se eventualmente não tem disposição para tal, que renegue o seu cargo para que alguém competente consiga fazer algo por este Conselho, que ainda tem muito para explorar.

AgenteAlves disse...

Haverá sempre muita coisa para melhorar, sempre. Quer seja este Presidente ou outro. Todos sabemos que não existe uma oposição sustentada a este executivo, mas mesmo assim considero que tem existido obra e que o concelho não está estagnado como em outros tempos.
Este executivo tem primado por oferecer a população boas condições de vida, pena a oferta de emprego ser muito escassa. Esse é a meu ver o grande problema do nosso concelho, a falta de emprego. E não vão ser as fabricas de calçado de Felgueiras a vir abrir em Celorico. Há que pensar em soluções para ajudar a fixar a população jovem no concelho. Jovens cada vez mais qualificados, e que dão cartas por esse país fora na esperança de um dia voltar as origens, coisa que dificilmente acontecerá.
Este é o problema de Celorico. E do país.


Cumprimentos.

Anónimo disse...

Penso que a Câmara Municipal continua a promover actividades que nada interessam no essencial às pessoas. Defendo que os problemas ambientais, devem merecer constantemente uma preocupação do executivo, no sentido de salvaguardar o futuro dos nossos descendentes, numa melhor qualidade de vida ambiental.
Mas, coloco algumas perguntas aos meus colegas de blog, sobre o trabalho do Municipio nestes mandatos:
Que iniciativas visíveis estão a ser tomadas para o incentivo de criação de emprego no concelho?
Que é feito do projecto da ciclovia na Linha do Vale do Tâmega, onde foi prometido que iria ter impactos no promoção do turismo na região?
Conhecem alguma posição pública do Presidente da Câmara, sobre o Barragem de Fridão?
Porque motivo, o empreendimento turístico que acaba de ser inaugurado em Mondim de Basto não ficou em Celorico?

Sexy-lady disse...

Concordo plenamente, acho que o actual presidente só está a aquecer a cadeira para o proximo candidato.
O que ainda me deixa também "revoltada" é o facto de se saber que é o seu filho que se vai candidatar, possivelmente, nas proximas eleições no seu lugar e, que, muito provavelmente, as irá ganhar. Logo, o nosso querido conselho continuará nas mão de "incompetentes".
Continuamos um conselho pobre e pouco desenvolvido graças aqueles que elegemos para o poder, por isso, faço um apelo aos eleitores para que pensem muito bem antes de irem ás urnas.

fam disse...

Isso de chamar incompetentes ás pessoas tem que se lhe diga, e eu já li isso em algum lado e não gostei e não tenho simpatia por este ou aquele candidato.
Mas goatava de saber afinal qual era o candidato competente, é que na oposição só se sabe de jantares com 2500 pessoas, festas com samba carioca, magustos com o Quim Barreiros, e merendas e mais merendas. Andam a comprar as pessoas pelo estomago, as pessoas têm de ser conquistadas de outra forma, anda a oposição a criticar os lideres do Municipio ao fazer comparações politicas com paises Africanos, e depois dão um tiro no pé ao darem almoçaradas como se trata-se de gente faminta que aproveita todas as oportunidades para encher a barriga para não morrer, isto meus amigos também se passa na áfrica. É forma de cativarem a atenção da população se não só tinham meia duzia de gatos pingados, é triste...
Se tivesse-mos uma boa oposição podia mudar muita coisa, mesmo com este presidente. Mesmo assim considero o seu trabalho positivo e o do Vereador Joaquim Mota e Silva, de que muita gente apelida de incompetente, mas que a nivel desportivo tem feito um optimo trabalho, Liga de Futsal, Torneio de veteranos, vários torneios no Verão de Várias modalidade,apoio ás associações desportivas, recreativas e culturais, e foram criados vários polidesportivos nas freguesias o que faz com que os jovens pratiquem mais desporto e se desviam dos maus caminhos, e ainda o projecto que mais admiro é ao nivel social e de apoio á terçeira idade. Eu acho que a este nivel o Municipio està a trabalhar bem e só não vê quem não quer, mas é claro que ainda falta criar emprego, para tentar fixar a população que cada vez é mais velha, faltam incentivos á natalidade e fixação no concelho.

AgenteAlves disse...

É difícil a criação de emprego neste momento em qualquer parte do pais. No entanto, mesmo não sendo tudo, o concelho já dispõe de boas zonas industriais. Faltam os investidores. Talvez quando o Nó da Lameira for feito exista mais uma razão para investir em Celorico.
Relativamente ao Turismo, julgo que está a ser feito um grande e lindíssimo parque de campismo, que tanto precisávamos no concelho. A festa das camélias que tem atraído imensos visitantes é outra obra deste executivo. É claro que eu também queria muito mais. A ciclovia é, a meu ver, uma óptima solução para a abandonada linha do tamega, e espero ansioso que tal obra seja executada.

Tanto há para fazer.
Mas já muito tem sido feito.

Cumprimentos.