quinta-feira, 20 de março de 2008

Portugal na Primeira Guerra Mundial

Participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial Portugal participou no primeiro conflito mundial ao lado dos Aliados, o que estava de acordo com as orientações da República ainda recentemente instaurada. A Inglaterra, que mantinha desde há muito uma aliança com Portugal, moveu influências para que o país não participasse activamente na Guerra. O Partido Democrático, então no poder, movido também pelo facto de já existirem combates entre tropas portuguesas e alemãs junto às fronteiras das colónias em África, desde cedo demonstrou interesse em tornar-se em parte beligerante do conflito. Em Setembro de 1914 eram enviadas as primeiras tropas para África onde as esperariam uma série de derrotas perante os alemães, na fronteira do sul de Angola com o Sudoeste Africano alemão e na fronteira norte de Moçambique com a África Oriental Alemã. Apesar destes combates, a posição oficial do Estado português era claramente ambígua. O regime republicano decidiu-se, contudo, a optar por uma tomada de posição activa na guerra devido a vários interesses políticos, sociais, económicos entre outros. Em Março de 1916, apesar das tentativas da Inglaterra para que Portugal não se envolvesse no conflito, o antigo aliado português decidiu pedir ao Estado português o apresamento de todos os navios germânicos na costa lusitana. Esta atitude justificou a declaração oficial de guerra de Portugal em relação à Alemanha e seus aliados, a 9 de Março de 1916 (apesar dos combates em África desde 1914). Em 1917, as primeiras tropas portuguesas, do Corpo Expedicionário Português, seguiam para a guerra na Europa, em direcção à Flandres. Portugal envolveu-se, depois, em combates em França. Neste esforço de guerra, chegaram a estar mobilizados quase 200 mil homens. As perdas atingiram quase 10 mil mortos e milhares de feridos, além de custos económicos e sociais gravemente superiores à capacidade nacional. Os objectivos que levaram os responsáveis políticos portugueses a entrarem na guerra saíram gorados na sua totalidade. A unidade nacional não seria conseguida por este meio e a instabilidade política acentuar-se-ia até à queda do regime democrático em 1926. Fonte: wikipédia
Militares de Codessoso combateram na 1ª Guerra Mundial em França. A participação de militares de Codessoso na 1ª Guerra Mundial foi uma realidade e terá acontecido no ano de 1917, faziam parte do corpo expedicionário Português que combateu em França a favor dos Aliados. Os Homens que sairam desta pequena aldeia e das suas pacatas vidas para o inferno da Guerra foram; José da Silva, José Machado, Albino Moura, Augusto Coelho, Avelino Machado e Joaquim da Cruz, são estes os nomes que conseguimos apurar junto de pessoas idosas e das familias dos mesmos, por desconhecimento pode faltar um ou outro, pois documentos não existem e as informações desse tempo não são exactas, mesmo assim fizemos o trabalho possivel. De salientar ainda que os referidos militares tinham entre 19 e 23 anos e estiveram no teatro de guerra cerca de um ano e seis meses, regressaram todos vivos embora alguns com problemas de saúde, devido aos gases utilizados pelos Alemães na frente de batalha. Em Codessoso foi organizada uma festa á Srª da Oliveira, pelos militares de Moreira do Castelo e Codessoso, em cumprimrnto de uma promessa a agradecer o regresso ás suas familias de todos quantos partiram, não se registando baixas nestas duas freguesias, o que é de louvar. Em contrapartida nesta Guerra morreram milhões de pessoas inocentes, o que é de lamentar. Por: F. Machado

3 comentários:

AgenteAlves disse...

Ora aqui está um excelente trabalho de pesquisa... :)
Parabéns.

Cumprimentos.

zé povinho disse...

Saudo a boa iniciativa do "F. Machado", porque penso que é obrigação de todos os intervenientes de colaborar para que este blog seja uma referência. Se todos colabor um pouco este projecto do jornal será o baloarte da projecção da nossa freguesia. Sabemos da importância que representa o internet, pois é um veículo de comunicação que não conhece fronteiras. Contribuam para que o nome da terra chegue mais longe...

Apresente temas e ideias a quem tem responsabilidade editorial, para que isto avance para a frente...

Salar disse...

See here or here