terça-feira, 3 de maio de 2016

Freguesia de Codessoso

Para quem não mora actualmente em Codessoso, quando se desloca à freguesia é notória a desertificação.
Vê-se pouca gente nova.

Uns saíram para trabalhar, outros para estudar e não regressam à terra. Percebe-se a situação, pois na freguesia não há oportunidades de trabalho e até nos concelhos limítrofes não abundam empregos.

Há umas décadas atrás haviam actividades que davam trabalhos sazonais ou temporários, e que eram importantes para o equilíbrio anual dos orçamentos das famílias que viviam em parte dos rendimentos da agricultura.

Havia a exploração do mel e cera, abate de pinhal, serração da madeira e os trabalhos na agricultura. Tinha-mos a Fábrica do Azeite que dava emprego durante cerca de 3 meses, a exploração da aguardente junto à antiga serração durante várias semanas, mas tudo acabou.

Hoje em dia, a empregabilidade resume-se ao Aterro Sanitário e a pequenos trabalhos na agricultura que está transformada em exploração de vinho.


Apesar de nos preocupar, são sinais dos novos tempos!

1 comentário:

antonio peixoto disse...

boas noites, antes de mais este texto só vem confirmar factos que ocorrem desde há muito tempo e depois a pessoa que escreveu isto reporta acontecimentos de há décadas sejam mais actuais e foquem-se na verdade que está a acontecer aqui na freguesia e nos arredores falam de situações que ocorreram há 25, 30, 40 anos o presente é que importa e podiam dizer como ultrapassar isto? (faltam sinais gráficos no texto que escrevi como virgulas e outros para fazer sentido mas entende-se a mensagem,e o vosso texto não está melhor mas podia ser mais actual e a certo ponto chega ser contraditório,revejam isso.